Resenha - Jupiters Darling - Heart

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando De Santis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


Depois de ficar mais de uma década parada, a banda Heart, que está na estrada desde 1975 e fez muito sucesso nos anos 80, lança "Jupiters Darling", para a alegria dos fãs das irmãs Ann Wilson e Nancy Wilson, que embora estejam mais velhas, ainda estão enxutas.

Heart: banda toca "Stairway To Heaven" em show; assistaFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã

Com a formação de Ann Wilson (Vocais), Nancy Wilson (Vocais e Violão Acústico), Craig Bartock (Guitarras), Mike Inez (Baixo), Ben Smith (Bateria) e Darian Sahanaja (Teclado), o Heart apresenta nesse novo álbum uma grande diferença no seu estilo. Na verdade, o Heart apresenta "tudo" nesse álbum, pois é possível identificar composições bem hard, com peso e riffs interessantes, baladas de muita qualidade (que sempre foram tradicionais na história do grupo) e faixas acústicas com cacoetes country, como no caso da terceira música do álbum, intitulada "Things". "Perfect Goodbye" tem uma cara meio que "The Corrs", soando bem pop, mas com um refrão interessante.

Porém não só de composições "light" é feito "Jupiters Darling". O Hard Rock característico aparece em composições como "Vanglorious", "Oldest Story in the World" e "Fallen Ones" - essa última com uma belíssima linha de baixo de Mike Inez. Em "I'm Fine", as irmãs apresentam um som com uma levada meio funk (funk real!), muito interessante, sendo uma das composições mais legais. Por ser um álbum extenso, com 17 composições, as baladas são comuns e vale destacar a acústica "Led to One". Nessa volta, o Heart também se preocupou com a aparência. O encarte é grande, com 24 páginas muito bem feitas, cheias de imagens psicodélicas, que lembram aqueles efeitos que os players de computadores reproduzem, quando tocam músicas.

Volta em grande estilo dessa banda que marcou época. Apesar de apresentar uma grande mistura de estilos, passando do pop e indo até um hard mais leve, "Jupiters Darling" agrada e acaba sendo aquele disco legal de se ouvir sem compromisso algum, a qualquer hora. Vale muito a pena dar uma conferida no novo trabalho das irmãs e torcer para que não haja um hiato tão grande até o próximo lançamento.

Material cedido pela ST2 Records.


Outras resenhas de Jupiters Darling - Heart

Resenha - Jupiters Darling - Heart




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Heart"


Heart: banda toca "Stairway To Heaven" em show; assista

Heart: não fiquei surpresa com a morte de Chris CornellHeart
"não fiquei surpresa com a morte de Chris Cornell"

Heart: a agressão que congelou a banda e separou as irmãs WilsonHeart
A agressão que congelou a banda e separou as irmãs Wilson

Rock And Roll: as 13 maiores voltas por cima da históriaRock And Roll
As 13 maiores voltas por cima da história


Frances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fãFrances Bean Cobain
Assustada com tatuagem de fã

Twisted Sister: segundo Dee, ser pobre e famoso é uma merdaTwisted Sister
Segundo Dee, "ser pobre e famoso é uma merda"

Jason Becker: O mais tocante desafio do balde de geloJason Becker
O mais tocante desafio do balde de gelo

Poeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer partePoeira
Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte

Milhões: Os eventos com maior público da história da músicaMilhões
Os eventos com maior público da história da música

Nu Metal: dez discos essenciais do gêneroNu Metal
Dez discos essenciais do gênero

Nirvana: médico revela quanto Kurt Cobain gastava com heroína por diaNirvana
Médico revela quanto Kurt Cobain gastava com heroína por dia


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre Fernando De Santis

Mais matérias de Fernando De Santis no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336