Resenha - Bring Em' Back Alive - Sebastian Bach

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Se a pueril, genérica e clichê estória do encarte - utilizando em suas falas referências às músicas do Skid Row - correspondesse à realidade, seria ótimo. O resumo da brincadeira é esse: o mundo da música estava uma chatice só, sem nenhuma banda de peso e então Sebastian Bach e seus amigos são chamados para reaquecer o mercado e rodar o planeta detonando em palcos de diversos continentes. Eles seriam os salvadores dos verdadeiros rockers. Pena que não é exatamente isso que acontece em "Bring Em Back Alive"... até porque 2005 vai muito bem, obrigado, e nem em 1999 (ano de lançamento do álbum, que só agora chega ao Brasil) as coisas estavam tão caóticas assim.

Bon Jovi: Primórdios, New Jersey e as Tretas com Axl Rose e Sebastian Bach (vídeo)Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogas

As cinco primeiras faixas são composições inéditas gravadas à época, e o maior destaque é "Rock n' Roll", nome pouco criativo mas compensado pela sensacional interpretação, dona de um riff monstruoso e seqüência idem, nada estranho se verificarmos a participação do mestre Wolf Hoffman, ex-guitarrista de um dos pilares do metal germânico (aprendam garotos), o Accept. "Done Bleeding" também é muito boa, grande dose de peso, vocal mais rasgado que de costume e solos gratificantes. Mas os elogios param por aí, pois "Blasphemer" e "Counterpunch" são dispensáveis, a última menos, e "Superjerk, Superstar, Supertears" é vergonhosa, tão pífia quanto seu título.

De resto temos Sebastian Bach munido de seus comparsas - músicos desconhecidos porém competentes, que não se destacam nem comprometem - num show no Japão em 1998. Terra escolhida a dedo sem perigo de algum revés (já que o loirinho sempre foi idolatrado por lá) e mais segurança ainda garantida pelo set list escolhido, só clássicos dos três álbuns do Skid Row: Skid Row (1989), Slave To The Grind (1992) e Subhuman Race (1995). E aí não podemos escapar das indefectíveis "18 & Life", "Mudkicker", "In A Darkened Room", "Monkey Business" e ela, "I Remember You". A coisa fica boa mesmo nas pauladas "Slave To The Grind", "Beat Yourself Blind" e "Youth Gone Wild" - a melhor do álbum.

Bach interage apenas corretamente com o público (se levarmos em conta que o cara ali é um deus para os japoneses) e não está nada contido, esgoelando-se como um louco - chegando até a incomodar - mas afora alguns exageros sua performance vocal é obviamente excelente. A ameaça de algumas jams instrumentais e versões levemente personalizadas agregam valor ao material.

Lançamento interessante, com algumas ótimas músicas e uma boa produção. Compilação agradável de clássicos de uma das mais reverenciadas bandas de hard rock do final dos anos 80/início dos 90. Como curiosidade temos o visual "quero-ser-o-Village People" dos integrantes no encarte. Apesar disso, vale a conferida.

Formação:
Sebastian Bach (Vocais)
Richie Scarlet (Guitarra)
Jimmy Flemion (Guitarra)
Larry (Baixo)
Mark Mconnell (Bateria)

Site Oficial: http://www.sebastianbach.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Sebastian Bach"


Bon Jovi: Primórdios, New Jersey e as Tretas com Axl Rose e Sebastian Bach (vídeo)Bon Jovi
Primórdios, New Jersey e as Tretas com Axl Rose e Sebastian Bach (vídeo)

Skid Row: baterista original toca "Makin' A Mess" junto com Sebastian Bach; veja

Sebastian Bach: vídeos de primeiro show tocando estreia do Skid Row na íntegraSebastian Bach
Vídeos de primeiro show tocando estreia do Skid Row na íntegra

Sebastian Bach: explicando por que prefere comprar LPs originaisSebastian Bach
Explicando por que prefere comprar LPs originais

Rodz Online: Sebastian Bach vs Rachel Bolan (video)

Sebastian Bach: Rob Affuso fará alguns shows com o vocalistaSebastian Bach
Rob Affuso fará alguns shows com o vocalista

Sebastian Bach: assista primeiro show de tour comemorativa aos 30 anos de Skid RowSebastian Bach
Assista primeiro show de tour comemorativa aos 30 anos de Skid Row

Skid Row/Sebastian Bach: vamos retomar a hair band enquanto ainda temos cabelosSkid Row/Sebastian Bach
"vamos retomar a hair band enquanto ainda temos cabelos"

Sebastian Bach: ele quase se tornou vocal do Judas Priest?Sebastian Bach
Ele quase se tornou vocal do Judas Priest?

Sebastian Bach: Ele é uma diva e não quer tocar em casas pequenasSebastian Bach
Ele é uma diva e não quer tocar em casas pequenas


Vícios: As 10 melhores músicas sobre drogasVícios
As 10 melhores músicas sobre drogas

Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloMick Jagger
Em cerimônia na escola do filho em São Paulo

Raul Seixas: Perguntas e respostas e curiosidades diversasRaul Seixas
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Guitarra: o riff mais popular de todos os temposGuitarra
O riff mais popular de todos os tempos

Slipknot: não era mais possível trabalharem juntos com JordisonSlipknot
Não era mais possível trabalharem juntos com Jordison

Queen: Freddie Mercury é o melhor vocalista da história, segundo a ciênciaQueen
Freddie Mercury é o melhor vocalista da história, segundo a ciência


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336