Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemRob Halford compartilha a foto mais metal da semana; "O Rei e Eu"

imagemA música do Black Sabbath favorita de Frank Zappa

imagemJimmy Page conta como convenceu Robert Plant a formar o Led Zeppelin

imagemO hit de Nando Reis inspirado em clássico do Led Zeppelin e na relação com sua mãe

imagemA opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

imagemFloor Jansen diz que achou que não fosse conseguir cantar nova música do Avantasia

imagemO clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

imagemPaul Di'Anno recebe ajuda de Derek Riggs para angariar fundos

imagemA lenda do Rock que se arrepende de nunca ter dormido com Jimi Hendrix


Dream Theater 2022

Resenha - Twilight Odyssey - Twilight Odyssey

Por Rafael Carnovale
Em 06/12/04

Site Oficial: http://www.twilight-odyssey.com

Formado em 2002, o quinteto norte americano Twilight Odyssey estreou ao vivo abrindo shows para o Angra. Seu primeiro demo-cd nos mostra uma banda focada no bom e velho heavy metal oitentista, com vocal feminino. Já é comum vermos mulheres cantando em bandas dentro do metal, mas em bandas de metal tradicional isso ainda não ocorre com a mesma frequência que ocorre em bandas de gothic. Logo, esse já é um atrativo a mais para se conferir o demo.

"Gettysburg (The Blue and The Gray)" é um heavy tradicional, aonde se destacam as guitarras, com forte influência de Iron Maiden. Porém o vocal de Pamela Berlinghof não soa potente e ás vezes um tanto irritante. Tentando soar agressiva, Pamela se perde e acaba irritando os ouvidos alheios. A própria música é muito confusa, com mudanças de andamento a toda hora, mas sem conexão, o que torna sua audição um tanto quanto complicada.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

"The Enless Days of a Stranger" ainda carrega as influências de Iron Maiden, principalmente nas guitarras de Bem Asaro e Dan Castro, e no baixo de Gernnad Khirich. A levada nos remete aos tempos de "Seventh Son" e "Poweslave", e de fato esta música já soa mais coesa e agradável. Além do que Pamela se redime da "cagada" anterior, cantando de forma mais melódica e achando um estilo aonde sua voz se encaixa com habilidade.

"Defiler" já é mais influenciada por Judas Priest, e soa bem interessante, com uma boa levada e uma bateria competente, embora a produção ofusque as batidas de Sal Pellerito. Uma boa música, com 7 minutos bem elaborados.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Um bom demo. Mais alguns cuidados com o estilo e a produção e a banda ainda vai dar o que falar!

Contato: [email protected]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Fotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Marilyn Manson: ele removeu costelas para praticar autofelação?


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.