Resenha - Nox Eterna - Nox Eterna

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


É impossível ficar indiferente ao heavy metal tradicional de muita qualidade que o Nox Eterna pratica.. Os rapazes contaram com uma boa produção, que deslizou apenas em dar muito destaque às guitarras, sufocando os outros instrumentos, além dos tradicionais problemas de mixagem das gravações do gênero.

Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

Nada que uma banda equilibrada e com boas idéias na cabeça não consiga superar.

O vocalista Renato Zomignani logo aparece como um grande destaque. Ainda há aquela crueza e insegurança nas linhas vocais, sem esquecer da técnica a ser lapidada, mas ele certamente já demonstra grande talento na variação de tons e melodias de sua voz, que agrada á todo momento e o encaixe do seu timbre com os dos instrumentos foi muito acertado.

As distorções oitentistas que a dupla Alan Ricardo e Ricardo Abatte usam se mostram dignas da referência. Os dois com certeza são a alma do Nox Eterna. Tanto as canções mid-tempo (como a maravilhosa The Everlasting, onde tanto a banda quanto o vocalista demonstram grande versatilidade) quanto as mais rápidas (ouça ...And Lost My Will To Live, uma ode ao puro metal) foram muitíssimo bem trabalhadas dentro do que requerem, portanto a garantia de ótimos (e vários) riffs e solos virtuosos onde o feeling salta aos poros são certos. Já a cozinha (Edison Alves e Alexandre Lima que gravaram esta demo) que pelo jeito consistia mesmo na parte mais fraca da banda já foi trocada pelo que informam. Se os novatos forem melhores que seus predecessores o Nox Eterna terá uma ótima formação com tudo para decolar e não sair mais do topo.

É indisfarçável a satisfação e alegria após a audição da soberba demo (a melhor e mais promissora que já ouvi na vida), e a certeza de que o Nox Eterna tem plenas chances de figurar entre os grandes nomes do heavy metal mundial (sim, eu disse mundial mesmo). Para se diferenciar ainda mais só precisam rever as letras, um tipinho pseudo-satânico-apocalíptico que já deu no saco há muito tempo.

Não esqueceram nem de oferecer um belo trabalho gráfico e um encarte profissional com todas as letras e informações para o público, ótimo sinal.

Realmente quase perfeitos, uma banda que sabe fazer heavy metal verdadeiro sem soar datado, forçado e sem preocupação excessiva e desnecessária em agradar a todo mundo (leia-se mistureba de estilos guiada por anseios mercadológicos) e perder o seu foco. E mais importante: conseguem proporcionar prazer de se ouvir música ao seu público alvo.

Não vou nem ratificar que eles merecem um contrato para o lançamento de seu debut. Só posso desejar que a melhor gravadora ganhe o páreo e que eu venha a ouvir o nome do Nox Eterna por muitos e muitos anos ainda. Parabéns rapazes! Keep the metal faith!

Formação:
Renato Zomignani (Vocal)
Alan Ricardo (Guitarra)
Ricardo Abatte (Guitarra/Vocal)
Fábio Bueno (Baixo)
Manoel Arantes (Bateria)

Site Oficial: www.noxeterna.cjb.net




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Nox Eterna"


Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

Roger Moreira: resposta bem humorada a crítica no Agora é TardeRoger Moreira
Resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde

Paul Está Morto?: Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da históriaPaul Está Morto?
Um Beatle morreu em 1964? O maior boato da história

Capas de álbuns: algumas curiosidades e históriasCapas de álbuns
Algumas curiosidades e histórias

Rock: 25 fotos pra fazer você continuar acreditando na músicaRock
25 fotos pra fazer você continuar acreditando na música

Queen: Michael Jackson e Freddie Mercury gravaram juntosQueen
Michael Jackson e Freddie Mercury gravaram juntos

Kurt Cobain: novas fotos da cena do crime não verão a luz do diaKurt Cobain
Novas fotos da cena do crime não verão a luz do dia


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336