Resenha - (N)Utopia - Graveworm

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Maurício Gomes Angelo
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 9


Black metal italiano? O que anda acontecendo na terra da melodia? Seja lá o que for, é muito bem vindo.

Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalContra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

"(N) Utopia" é um exercício constante de criatividade e rebusco. Indo a fundo no que entendemos por "brutal" mas não se esquecendo do bom gosto e da consciência na hora da melodia, sobreposta ainda por climas atmosféricos ora doom, dark ou death trabalhados de forma magistral.

Outrossim, os vocais guturais são absolutamente convincentes e acima da média, enquanto a produção perfeita, ponto onde as bandas black - generalizadamente - parecem finalmente alcançar uma excelência, sendo que esta ficou à cargo de Andy Classen (Dew-Scented e Disbelief, entre outros) colabora para o resultado altamente satisfatório conseguido pelo Graveworm neste que é o seu sétimo trabalho.

Seja na magnitude assombrosa de "I - The Machine" ou nos riffs geniais e caracteristicamente "armaggedon" da faixa título, tudo aqui soa polido, esmerado e calculado com precisão.

Formação monstruosa composta por Stefano Fiori no vocal, Lukas Flarer e Eric Righi nas guitarras, Harry Klenk no baixo, Mortiz Neuner na bateria e Sabine Mair nos teclados, máquina azeitada e capaz de produzir momentos de total catarse.

O Graveworm só quer provar que sabe fazer música de extrema qualidade e se destacar no cenário black metal, dominados nós sabemos bem por quem. Se existe vida inteligente fora do eixo Noruega/Suécia, ótimo. "(N) Utopia", além de suculento e recompensador, é um trabalho primoroso e que certamente contentará aos fãs da boa música extrema com a dose certa de melodia.

Formação:
Stefano Fiori (Vocal)
Lukas Flarer (Guitarra)
Eric Righi (Guitarra)
Harry Klenk (Baixo)
Mortiz Neuner (Bateria)
Sabine Mair (Teclado)

Site Oficial: www.graveworm.de

Material Cedido Por:
Nuclear Blast Records
Fone: (11) 3291 41 19
Fax: (11) 3291 41 18
Site: www.nuclearblast.de


Outras resenhas de (N)Utopia - Graveworm

Resenha - (N)utopia - Graveworm




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Grave Worm"


Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalSounds Entertainment
As 100 melhores músicas do Heavy Metal

Contra Costa Times: Os 25 melhores guitarristas da Bay AreaContra Costa Times
Os 25 melhores guitarristas da Bay Area

Lars Ulrich: As mulheres da vida do bateristaLars Ulrich
As mulheres da vida do baterista

Lemmy Kilmister: A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininhaLemmy Kilmister
A vida dele fazia Keith Richards parecer uma menininha

Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutosRolling Stone
As melhores músicas com mais de sete minutos

Manowar: assista Regis Tadeu pegando pressão de fãs trueManowar
Assista Regis Tadeu pegando pressão de fãs true

AC/DC: Hells Bells tocado no carrilhão de uma igrejaAC/DC
"Hells Bells" tocado no carrilhão de uma igreja


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336