Resenha - Think Tank - Blur

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por André Melo
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 5


(Virgin - nacional)

Aqui está um disco complicado. Confesso que depois de ouvir Think Tank pela primeira vez tive uma enorme vontade de jogá-lo pela janela, mas à medida que fui escutando mais vezes meu conceito foi mudando, mesmo ficando irritado em algumas audições e em outras não entendendo o porquê da irritação anterior. Hoje vejo que o disco é tão inconstante quanto às minhas sensações nas diversas audições.

No início do trabalho, quem pulou fora do barco foi o guitarrista Graham Coxon. O engraçado é que, com a sua ausência, parece que a bateria e o baixo passaram a soar diferentes do que em álbuns anteriores, com linhas mais trabalhadas ou batidas mais quebradas e muitas mudanças de ritmo e fortes marcações. Fica a impressão de que a cozinha ganhou maior importância.

Para compor e gravar o disco, a banda foi até o Marrocos buscar inspiração, e muitos elementos, como melodias e instrumentos e até mesmo uma orquestra daquela região, podem ser encontrados aqui. Muita influência eletrônica também pode ser ouvida.

A primeira faixa, Ambulance, é uma das melhores e já mostra como será o disco. Parece que todas as canções seguem o esquema dela. A introdução é bem comprida, com os instrumentos e demais sonoridades entrando aos poucos. Lembra muito o Blur de outros discos, mas não é a mesma coisa. Out of Time é a típica balada de Damon Albarn somada a novos elementos sonoros. A seguir vem o hit Crazy Beat, faixa produzida por Norman Cook, mais conhecido como Fatboy Slim. Aqui a parte eletrônica é o ponto principal da música, mas o riff de guitarra é bem forte e marcante. Depois do agito vem Good Song, bela canção que mistura o que parece ser uma base eletrônica somada a um riff acústico.

Daí para frente o álbum parece cair de qualidade. Tudo tem a marca e a cara da banda, mas ela parece que exagera e acaba se perdendo em certas experimentações. Tudo bem, o Blur sempre foi uma banda que experimentou muito e se dava muito bem com isso, mas em Think Tank a história foi outra. O exemplo perfeito está em On the Way to the Club, com efeitos carregadíssimos e um ritmo inconstante, sem conseguir empolgar. Mas uma coisa é de se tirar o chapéu: mesmo em momentos como esses, o grupo consegue fazer refrãos contagiantes e expressivos.

O trabalho se arrasta por algumas canções mais discretas e sem vida, mesmo que com letras interessantes, como Caravan, que fala de solidão mostrando uma luz no fim do túnel. We've Got File On You, instrumental com muita força e grande influência marroquina, faz com que você se lembre de que o Blur é um dos melhores nomes da sua geração.

Mas como neste disco a felicidade dura pouco, os caras se perdem novamente em faixas como Jets e Gene By Gene, músicas novamente com o jeito da banda: refrãos ótimos, mas levadas instáveis. A última faixa, Battery in Your Leg, é a única que contou com a participação do ex-guitarrista Coxon. Se o Blur seguir o caminho que apontou aqui, talvez fique difícil imaginar que teremos grandes álbuns como Parklife (1994) e Blur (1997). Só nos resta torcer para que Think Tank seja apenas um pequeno lapso.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Blur"


Capas de álbuns: o que existe ao redor de grandes artes?Capas de álbuns
O que existe ao redor de grandes artes?

Capas de discos: agora com ícones da cultura popCapas de discos
Agora com ícones da cultura pop


Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados

Teoria da Conspiração: Slipknot troca membros em shows ao vivo?Teoria da Conspiração
Slipknot troca membros em shows ao vivo?


Sobre André Melo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336