Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemSteve Perry revela o motivo ter recusado substituir Dave Lee Roth no Van Halen

imagemO hit da Legião que Renato Russo compôs para Cássia Eller e traz coincidência trágica

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemA opinião de Brian May sobre Lemmy Kilmister e o Motörhead

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemGordo diz que atualizou termos politicamente incorretos após puxão de orelha de filha

imagemIron Maiden e o Rock in Rio: em detalhes, o que exatamente a banda pediu para o evento

imagemOzzy Osbourne revela de qual de seus álbuns Lemmy Kilmister mais gostava


Stamp

Resenha - This Left Feels Right - Bon Jovi

Por Fernando De Santis
Em 23/12/03

Nota: 5

Após ter lançado "Bounce", Bon Jovi colocou no mercado "This Left Feels Right", um trabalho onde a intenção era dar nova roupagem para os clássicos da banda com uma sonoridade acústica e vender mais alguns milhões de cópias pelo mundo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Ao pegar o CD, pensei que seria algo acústico e "simples", porém já tive uma decepção ao ouvir o clássico "Wanted Dead Or Alive" totalmente diferente, com algumas intervenções com distorção e o vocal de Jon Bon Jovi soando distante, num efeito pouco interessante. A mutilação nas músicas continua na faixa seguinte: "Livin’ On A Prayer" conta com a participação da vocalista Olívia d’Abo, que deixa essa obra totalmente irritante... nem se compara à versão empolgante e acústica de 94. Mas calma caro leitor, o pior está por vir: a hard "Bad Medicine" ficou totalmente irreconhecível, soando meio dance-canastrona. O começo lembra um pouco Aerosmith e o refrão ficou totalmente sem graça, não serve nem como som ambiente de elevador.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Passada a parte inicial (e traumática) do disco, podemos ver que Jon e cia. ainda têm criatividade e conseguem fazer coisas interessantes. Se a proposta era dar nova cara para as músicas, "It’s My Life" se saiu muito bem ao som de piano, assim como o clássico "Lay Your Hands", que ficou totalmente diferente, mas bem interessante num outro ritmo. "You Give Love A Bad Name" ficou com uma cara de música de boite, com vocal rouco de Jon e bom trabalho no violão de Richie. As baladas "Bed Of Roses", "I’ll Be There For You" e "Always" não ficaram tão diferentes, então não comprometem.

"Everyday" ficou totalmente às avessas da versão original e mesmo assim passa desapercebida. O clássico "Born To Be My Baby" é talvez a melhor música do álbum, pois apesar de estar com algumas mudanças, a banda não tirou as características principais da composição. O disco ainda conta com dois bônus tracks: "The Distance" (live) que ficou "normal", pois é simplesmente acústica e sem modificações exageradas e a balada "All About Lovin’ You" que também não compromete, pois resolveram apenas deixa-la acústica e nada mais.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

A versão limitada de "This Left Feels Right" ainda conta com um DVD bônus que tem seis faixas gravadas de forma acústica no estúdio NRG, na Califórnia, em dezembro de 2002. O vídeo é bacana, os músicos estão sentados numa sala do estúdio com instrumentos acústicos (apenas Tico Torres, baterista, está em outra sala) e tocam a "Love For Sale", "Someday I’ll Be Saturday Night", "Joey", "Misunderstood", "Diamond Ring" e "Blood On Blood". Todas as versões nesse DVD estão impecáveis e não assustam nenhum fã mais radical.

Ainda não entendi bem a intenção real de "This Left Feels Right", mas costumam dizer que tudo que Bon Jovi faz dá certo... sorte da banda que carregam uma legião de fãs fiéis. Mas se você não é desses fanáticos, passe longe desse álbum.


Outras resenhas de This Left Feels Right - Bon Jovi

Resenha - This Left Feels Right - Bon Jovi

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Dez astros do rock e do heavy metal que chegaram aos 60 anos recentemente

De Jon Bon Jovi até Slayer, bandas e artistas que erraram suas próprias músicas ao vivo

Porta dos Fundos: esquete brinca com árbitro do VAR assistindo Bon Jovi ao invés do jogo

O detalhe que Bon Jovi queria mudar quando compôs "Livin' on a Prayer", segundo coautor

A lição que Zakk Wylde aprendeu ao tentar imitar Bon Jovi no início da carreira

Dia dos Namorados: 20 músicas românticas para ouvir ao lado de sua paixão headbanger

Alec John Such pediu ajuda para amigo horas antes de morrer, informa site

Morre Alec John Such, baixista original e membro fundador da banda Bon Jovi

Metade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

Marcos Mion conta história de encontro (e manjada) com Bon Jovi no banheiro

Justin Hawkins detona Bon Jovi; "Alguém precisa dizer para ele que é hora de parar"

Lista: 15 músicas para quem vai passar o Dia dos Namorados sem companhia (mais uma vez)

Skiddle: os maiores Deuses do Rock segundo a revista

Def Leppard: "nós e o Bon Jovi tivemos sorte de manter o sucesso nos anos 90"

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.