Resenha - As Quatro Estações - Legião Urbana

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Carlos Roberto Merigo Filho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Final da década de 80, a Legião Urbana começara a se tornar o maior fenômeno musica brasileiro. Influenciados pela cena punk inglesa, a banda de Brasilía já tinha lançado 3 discos, entre brigas e mudanças de formação. Tudo isso aliado ao rebeldismo de Renato Russo, hoje um dos mais cultuados poetas da música nacional, tornava a Legião Urbana uma lenda.
352 acessosRenato Russo: começam a ser vendidos ingressos para a exposição5000 acessosThe Wall - Uma obra de arte conceitual

Após a ajuda de Herbert Viana dos Paralamas do Sucesso, com Renato Russo nos vocais/guitarra, Dado Villa-Lobos na guitarra, Marcelo Bonfá na bateria e Negrete no baixo lançaram o primeiro disco em 1985. Foi uma gravação tumultuada, discussões, brigas com os produtores. O sucesso disco acabou surpreendendo a todos, se tornaram a nova sensação vinda de Brasília. No ano seguinte chegaram a 600 mil cópias vendidas com o lançamento do álbum “Dois”. Começaram a tocar em ginásios.

No terceiro disco “Que País É Este”, voltaram as origens e agora eram os deuses do punk rock brasileiro. De ginásios passaram a tocar em grandes estádios, apresentações estas que se tornaram cada vez mais tumultuadas devido a mistura altamente explosiva do repertório da banda com a atitude punk de Renato Russo. O show do Legião Urbana era uma provocação, Renato Russo intimava a tudo e a todos.

Após isso, Renato Russo achava que não poderiam continuar com aquilo, ele disse: “Vamos fazer umas coisas mais leves, mais na paz”. Nesse pensamento e agora com a saída do baixista Negrete, que havia desistido de tudo para ir morar numa fazenda a banda voltava a ser um trio, saiu o disco que mais vendeu: “As Quatro Estações”.

Com letras que retratavam os conflitos da adolescência, com referencias à Bíblia, Camões e Buda. “As Quatro Estações” levou a Legião Urbana a estourar de vez, um álbum que continha uma batelada de sucessos todos executados a exaustão nas rádios do país. O disco abre com a agressiva “Há Tempos”, mas é a segunda faixa do disco Pais e Filhos que se torna o maior sucesso do disco e um dos maiores clássicos da música brasileira. Outros destaques são: “Quando o Sol Bater Na Janela Do Teu Quarto”, “Meninos e Meninas” que é uma referência ao homossexualismo, que Renato Russo tinha assumindo publicamente dois anos antes. “Monte Castelo” que foi inspirada nos poemas “I Coríntios 13” e “Soneto 11” de Luis de Camões. Fizeram uma excursão extensa pelo país, sempre com shows lotados.

A sonoridade punk tinha ficado de lado, mas as letras intimistas fizeram deste um dos melhores da banda junto com o álbum de estréia. Quatro Estações vendeu aproximadamente 1milhão de cópias e tornou a Legião Urbana a banda mais aclamada do rock brasileiro.

Há Tempos
Pais e Filhos
Feedback Song For a Dying Friend
Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto
Eu Era Um Lobisomem Juvenil
1965 (Duas Tribos)
Monte Castelo
Maurício
Meninos e Meninas
Sete Cidades
Se Fiquei Esperando Meu Amor Passar

Renato Russo – Vocal/Guitarra
Dado Villa-Lobos – Guitarra
Marcelo Bonfá – Bateria

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

352 acessosRenato Russo: começam a ser vendidos ingressos para a exposição819 acessosTitãs, Lobão, Ultraje, Legião: o Brasil era do rock há 30 anos1594 acessosLobão: confira a capa de Guia politicamente incorreto dos anos 801048 acessosJoesley Batista: trajetória vira paródia de Faroeste Caboclo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Legião Urbana"

Renato RussoRenato Russo
"Será que esquecemos a Ditadura Militar?"

Legião UrbanaLegião Urbana
O que um Boeing 737 abandonado tem a ver com a banda?

Geddel LimaGeddel Lima
"Nem lembro do Renato Russo, ele não era ninguém"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Legião Urbana"

Pink FloydPink Floyd
The Wall: uma obra de arte conceitual

Guns N RosesGuns N' Roses
A verdadeira história de "Rocket Queen"

GênerosGêneros
O rock se firmou com características machistas

5000 acessosGibson: as dez melhores composições épicas do rock5000 acessosGigwise: as capas mais polêmicas dos anos 20005000 acessosHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica5000 acessosNightwish: Steve Harris novamente se declara fã da banda5000 acessosRush: Análise vocal de Geddy Lee5000 acessosRockstars: algumas imagens de momentos pessoais emocionantes

Sobre Carlos Roberto Merigo Filho

Louco por Rock 'n Roll de todos os tipos desde sua criação até os dias de hoje, infelizmente não toca nada. Suas bandas preferidas são Kiss, The Black Crowes, Aerosmith, The Cult, Iron Maiden, Black Sabbath, Queen, Camisa de Venus, Velhas Virgens, etc.

Mais matérias de Carlos Roberto Merigo Filho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online