Matérias Mais Lidas

imagemRegis Tadeu e os cinco grandes vocalistas que o mundo do Rock não dá valor

imagemA música do Metallica que James não queria apresentar aos outros integrantes

imagemFãs detonam produção do Knotfest após anúncio do Pantera

imagemO carinhoso jeito de Axl Rose se desculpar com sua equipe pelo seu jeito imprevisível

imagemA melhor música de heavy metal lançada a cada ano desde 1970, em lista do Loudwire

imagemAngra e Shaman, Edu Falaschi fala sobre a treta que havia entre as bandas

imagemDez músicas de outros estilos que ganharam ótimas versões rock/metal - Parte I

imagemAmy Lee surpreende ao escolher os melhores cantores (e cantoras) de todos os tempos

imagemOzzy Osbourne revela que Lemmy Kilmister era um leitor voraz

imagemFrank Zappa surpreende ao eleger seus dez álbuns favoritos

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemJô Soares comprou uma obra de arte do Rock por causa do Regis Tadeu

imagemFilme que conta a história de Dio será exibido nos cinemas em setembro

imagemPor que som do Angra não era novidade em 1993, segundo Alex Holzwarth

imagemLed Zeppelin: O motivo pelo qual Jimmy Page não gosta de "All My Love"


Stamp
2022/07/09

Resenha - Strays - Jane's Addiction

Por Rafael Carnovale
Em 25/08/03

Nota: 9

Quem acompanhou a MTV no início dos anos 90 vai se lembrar com certeza do clipe maneiríssimo de "Been Caught Stealing" do Jane’s Addiction. Na época, eles eram apontados como os pais do funk-metal, a fusão do groove funkeiro com o peso do metal, que geraria filhos como o Faith No More e primos como o Red Hot Chili Peppers. Mas após o excelente "Ritual de Lo Habitual" (1991) a banda encerrou suas atividades. O vocalista Perry Farrell foi montar o Porno For Pyros, que obteve boa repercussão, chegando a tocar na segunda edição do festival Woodstock. Os outros membros seguiram caminhos distintos, até que em 1997 a banda ensaiou uma volta, lançando a coletânea "Kettle Whistle" (com duas faixas inéditas) e saindo em turnê. Mas já saíam com uma baixa: o baixista Eric Avery não queria retornar, e Flea (que na época tocava do Dave Navarro no Red Hot Chilli Peppers) ocupou o posto. Finalizada a turnê, a banda parou de novo, retornando definitivamente no ano passado, mas ainda sem Eric, substituído por Chris Canney (ex-Alanis Morrissette).

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"Strays" é o primeiro cd desta volta e traz uma banda furiosa. Nem parece que os caras ficaram parados por tanto tempo. Quem acha que a banda viria moderninha, cheia de efeitos eletrônicos (cortesia de Perry, que andou experimentando em cd’s solo) se enganou. As três primeiras faixas "True Nature", "Strays" e "Just Because" (o primeiro single) são três rockões típicos da banda. Farrell está gritando como nunca e Dave Navarro injeta doses pesadas de guitarra, tudo com muito swing e habilidade. As faixas seguntes "Price I Pay" e "The Riches" mostram um Jane’s Addiction brincando com melodias e peso ao mesmo tempo, sendo uma lição para as bandas ditas modeninhas.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Superhero" traz de volta o peso, com um baixo poderoso e lembra muito o Jane’s Addiction dos primeiros discos, seguida pela excelente e cadenciada "Wrong Girl", aonde o baixo de Chris é o destaque. O cd todo mostra uma banda mais rockeira que o habitual (vide o peso de "Suffer Some" ) mas que não abre mão de experimentos interessantes, como os excelentes riffs misturados a eletrônica executados em "Hypersome". Todo o peso contudo é bem misturado ao groove e ao balanço que sempre caracterizou o som do Jane’s.

Só posso falar bem deste cd. Uma banda lendária, que fez história, voltando com tudo, mostrando uma faceta pesada e agressiva e prometendo muito, já que eles farão uma turnê que provavelmente passará pelo Brasil em 2004. Um belo retorno. Sejam bem vindos de volta. Estávamos com saudade! ;)

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Line Up:
Perry Farrel – Vocais
Dave Navarro – Guitarras
Chris Chaney – Baixo
Stephen Perkins – Bateria

Site oficial: http://www.janesaddiction.com

Lançado em 2003 pela EMI RECORDS.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

2022/08/18


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

The Boys: trilha sonora da nova série de heróis está repleta de rock

Serial Killers: As 10 melhores músicas sobre assassinos da vida real

Axl Rose: ele não entende por que era odiado por bandas dos anos 90

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale.