Matérias Mais Lidas

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemSentado em cadeira de rodas, Paul Di'Anno faz primeiro show em sete anos

imagemRoger Daltrey revela a música "amaldiçoada" que o The Who não toca mais ao vivo

imagemSystem of a Down: por que Serj Tankian não joga mais nenhum vídeo game?

imagemOzzy Osbourne diz que está bem aos 73 anos, mas sabe que sua hora vai chegar

imagemAndre Matos sempre foi de esquerda e reprovaria governo atual, diz irmão do maestro

imagemDo Ozzy ao Slayer: veja os momentos mais metal do desenho South Park

imagemAngra: Quantos shows seguidos a voz aguenta sem restrições? Fabio Lione responde

imagemSyd Barrett em 1967 analisando os principais singles lançados em julho

imagemLars Ulrich diz que shows do Metallica na América do Sul foram incríveis

imagemA visão de Arnaldo Antunes sobre sua timidez no período da adolescência

imagemDaniel Cavanagh, do Anathema, sobrevive a tentativa de suicídio

imagemOzzy Osbourne dá sua opinião sobre o streaming e dispara contra Spotify; "É uma piada"

imagemComo CDs e MP3s decepcionaram Jimmy Page

imagemKiko Loureiro defende surgimento de banda que seria "Greta Van Fleet do Iron Maiden"


Stamp

Resenha - Face the Fire - Fireway

Por Paulo Finatto Jr
Em 25/03/03

Nota: 9

Quando eu resenhei a primeira demo do Fireway, chamada "Red Skies", já tinha consciência de que o trabalho da banda tinha tudo para ser tornar exemplar quando fosse lançado um primeiro CD. E este trabalho "exemplar" realmente surgiu no 'debut' da banda, neste CD intitulado "Face the Fire", que além de contar com as antigas músicas da banda, ainda apresenta mais seis composições novas. De novidade no 'line-up' desta banda gaúcha, somente o baterista que gravou o álbum, e que continua acompanhando o Fireway, Roger Beer. André Cauzzi (vocal e guitarra) e Maurício Ramos (baixo) continuam sendo os "cabeças" do trio, responsáveis por uma grande porcentagem dos melhores momentos e melhores performances da banda não só no quesito musical. Não posso deixar de citar a "límpida" gravação, e ainda a arte gráfica do álbum, assinada por Rodrigo Cruz (Imago Mortis, Holy Sagga, Hangar, entre outras).

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A voz de André Cauzzi continua sendo para mim a grande marca do heavy tradicional que o grupo executa, por possuir uma cara mais melódica nos momentos que são exigidos este tipo de vocal, e também por conseguir alcançar bons tons de agressividade quando as músicas necessitam de mais "porrada". Como já citado antes, as músicas da demo da banda estão aqui presente e são destaques, "Red Skies" continua sendo a minha favorita, seja pelas passagens rápidas de guitarra ou pelo grande refrão ótimo para os shows. "I'm Not Your Slave" está com uma nova letra e virou "Face the Fire", música que mantém a pegada mais hard rock deste trio. Esta música ficou ainda mais rápida do que a presente na demo! "To Live Again" (agora "Alive Again") ainda é a música que mais exprime riffs pesados e um interessante trabalho no baixo e na bateria. Evidentemente que há interessantes novas composições, como o caso de "A New Chance" (um show particular por parte do vocal de André Cauzzi), "Heart and Soul" (uma bonita balada, outra música favorita para mim), "Why??" (a banda conseguiu criar nesta faixa uma canção perfeita para os shows, com ótimos riffs e uma pegada bem forte na bateria). Na minha opinião, a introdução "Another Day... Another Place" também merece destaque, por ser possuir um lance muito bonito na percussão e violão, como a música típica espanhola, assim como a 'intro' "K.I.A.", dando o clima de guerras, o que a faixa sucessora tem em sua letra.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com certeza, todas as músicas presentes aqui merecem ser conferidas, mas eu acabei por indicar somente o conjunto das melhores. Guarde bem este nome: Fireway - 2003 tem tudo para ser o ano da banda!

Site: www.firewayonline.com

Email: [email protected]

Line-up:
André Cauzzi (vocal/guitarra);
Maurício Ramos (baixo);
Roger Beer (bateria).

Track-list:
01. Intro
02. A New Chance
03. Heart and Soul
04. Face the Fire
05. K.I.A.
06. Red Skies
07. Cold Blooded Killer
08. Alive Again
09. Promises
10. Why??
11. Open Your Eyes
12. Another Day... Another Place
13. The Rider

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre

Mais matérias de Paulo Finatto Jr..