Resenha - KavooKavala - Raimundos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Assentada a poeira, após a saída de Rodolfo Abrantes do Raimundos, a banda lança finalmente seu álbum de estúdio completo, considerando que o CD “Éramos Quatro” tinha músicas gravadas com Rodox no vocal. A banda acertou em cheio em incorporar o guitarrista Marquinho (Ex-Peter Perfeito), que impôs mais qualidades às guitarras e aos solos, e vem agora com um cd com o inusitado título de “KavooKavala”, e com uma arte muito legal, toda em desenhos. Ponto para a banda, que inovou nessa parte.
869 acessosRaimundos: veja clipe de "Bonita" do DVD Raimundos Acústico5000 acessosRoger Waters: irritado com os "cameramen de celular"

Musicalmente, o cd mostra que o Raimundos nunca vai se acabar (roubando da música “Marujo” do primeiro cd): “Fique! Fique!”, a primeira faixa, é um hardcore pesadão de respeito, com Digão melhorando sensivelmente em seu vocal, que agora está bem mais colocado, e com as guitarras mais agressivas e os backings de Canisso, que fazem diferença da formação anterior. O cd alterna momentos de puro punk rock como a energética “Crocodilo Meio Quilo”, a poppy punk “Joey” (bela homenagem a Joey Ramone, cujo refrão, chupado de “Mulher de Fases”, é muito legal: “bota aquele som que o Joey mandou pra mim”) e “Vento Certo” (que de longe lembra o poppy punk de bandas como Blink 182 e Green Day), e faixas mais puxadas para o rock tradicional brazuca influenciado por Titãs e Paralamas, como “Vento Certo (Água da Mina)”, a cativante e acessível “Princesinha” (a música “romântica”) e na tipicamente rockeira “Atitude Severa”. Todas até bem legais, mas pouco inovadoras. A banda parece não querer arriscar muito nesse momento.

O Hardcore pesadão volta na faixa título, que tem a participação de Derrick “Fumaça” Green, do Sepultura, como o personagem KavooKavala, na curtíssima “El Mariachi” (uma das melhores do cd, que lembra muito “Wipe Out” do cd “Lapadas do Povo”), e na faixa “Baixo Calão”, aonde os vocais de Digão se alternam com o de Telo (que é co-autor em várias músicas). A banda realmente surpreende quando incorpora o espírito Ska na faixa “Pegamutakalá” (que lembra muito o Rappa) e na pesadíssima “Mas Vó”, aonde a letra séria sobre sofrimento e luta chega a assustar, vindo da banda que já escreveu pérolas como “Nega Jurema” e “Minha Cunhada”.

Quanto aos boatos que o cd conteria recados para o ex-vocalista Rodolfo, é uma questão de interpretação pessoal.

Não é um cd fraco. Mas a banda poderia fazer melhor, principalmente pelo potencial demonstrado nos shows com a nova formação. Mas vale a pena conferir, pois pelo menos eles não acabaram e mostram que podem sobreviver sem Rodolfo. Isso já é um bom recomeço.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

869 acessosRaimundos: veja clipe de "Bonita" do DVD Raimundos Acústico769 acessosRaimundos: documentário revela importância no Rock Nacional0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Raimundos"

RaimundosRaimundos
"Deu onda" é coisa fugaz e vai durar dois meses

VírgulaVírgula
O primeiro show da vida de alguns rockstars brasileiros

Rodolfo AbrantesRodolfo Abrantes
"Raimundos como banda não me interessa"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"

Roger WatersRoger Waters
Irritado com os "cameramen de celular"

Álbuns ao vivoÁlbuns ao vivo
10 grandes registros da história do rock

MegadethMegadeth
Os melhores álbuns da banda segundo o About.com

5000 acessosAquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista5000 acessosUltraje a Rigor: Roger diz que foi tratado como lixo pela equipe dos Stones5000 acessosReligião: Top 10 citações sobre Deus e o Diabo5000 acessosMetallica: a banda mais influente dos últimos 30 anos5000 acessosRock in Rio 1985: Globo entrevista "Brian Dickinson"5000 acessosPink Floyd: em vídeo, Nick Mason bate McLaren avaliada em mais de 60 milhões

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online