Resenha - Order of the Leech - Napalm Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Podreira, teu nome é Napalm Death. O som destes ingleses, na ativa desde 1987 (ano de lançamento de seu primeiro LP "SCUM") sempre se caracterizou por ser extremo em tudo. Vocais urrados ao máximo, guitarras beirando a loucura e uma bateria insana. Muitas mudanças de formação aconteceram nestes 15 anos (nenhum dos atuais integrantes pertenceu à formação original, que só gravou um lado do primeiro LP), e o som mudou bastante. Do hardcore insano de músicas curtas e diretas, surgiu um som mais trabalhado, com um pé no death metal, mas ainda agressivo e animal. E muito se deve à entrada do vocalista Mark "Barney" Greenway, que substituiu competentemente Lee Dorian (hoje no Cathedral).

Napalm Death: Ame-os ou odeie-os. Não há meio-termos!Roadrunner: os dez melhores vídeo-clipes da gravadora

Os vocais urrados de Barney, aliados à capacidade criativa da banda (que se especializou em escrever sobre temas políticos e sociais) se mostram em extrema forma com "Continuing War in Stupidy", "Forced to Fear" (aonde a bateria de Danny Herrera chega a soar matadora com o uso dos dois bumbos) e na velocíssima "Narcoleptic". O Napalm deu uma sincera acelerada na velocidade, pois em outros trabalhos como o excelente "Diatribes" e o aclamado "Inside the Torn Apart", os mesmos investiam em sons mais cadenciados. O que podemos considerar mais cadenciado neste cd seriam as faixas "Lowest Common Denominator" (com seu riff matador de entrada) na maravilhosa "Per Capita", que lembra o Napalm de "Fear, Emptiness, Despair", mais death e menos hard e na bem feita "Force and Fiction", que impressiona com seu começo mais melódico, mas descamba num death/hardcore de primeira.

Uma conclusão é óbvia: a banda retorna às origens, como podemos notar na agressividade de faixas pesadíssimas e rapidíssimas como "Out of the Sight Out of the Mind" e "The Great Capitulator". Isso torna as faixas muito parecidas, pois quase todas investem na velocidade absurda e nos vocais urrados e rosnados de Barney. Mas é o Napalm de sempre e é ótimo vê-los em boa forma. Em alguns momentos sentimos que o baixista Shane Embury aproveitou sua experiência com o LOCK UP (que lançou dois cd's) para mesclar esse Napalm antigo com o estilo que a banda vinha adotando.

Um cd indicado para os fãs antigos, mas que vai agradar os fãs de um som pesado ao extremo e com letras bem boladas, cortesia do fato de Mark Greenway ser um jornalista conhecido na Inglaterra. Vale ouvir e verificar o quanto seu pescoço vai agüentar! ;)

Site oficial: http://www.enemyofthemusicindustry.com

Line Up:
Mark Greenway - Vocais
Shane Embury - Baixo
Mitch Harris - Guitarras
Jesse Pintado - Guitarras
Daniel Herrera - Bateria

Lançado nos EUA pela Spitfire Records.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Napalm Death"


Napalm Death: Ame-os ou odeie-os. Não há meio-termos!

Bandas extremas: 10 álbuns que causaram surpresaBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Napalm Death: letras satânicas, longevidade e políticaNapalm Death
Letras satânicas, longevidade e política

Loudwire: as melhores músicas de metal de 2012Loudwire
As melhores músicas de metal de 2012


Roadrunner: os dez melhores vídeo-clipes da gravadoraRoadrunner
Os dez melhores vídeo-clipes da gravadora

Metallica: os segredos de Enter SandmanMetallica
Os segredos de "Enter Sandman"

Metallica: Hetfield elege as suas dez músicas favoritasMetallica
Hetfield elege as suas dez músicas favoritas

Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Bruce: Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!Bruce
"Olhei para Di'Anno e pensei que deveria estar lá!"

O endereço do Rock: 8 locais imortalizados em músicas famosasO endereço do Rock
8 locais imortalizados em músicas famosas

Bruce Dickinson: o som do primeiro disco do Iron Maiden é uma merdaBruce Dickinson
O som do primeiro disco do Iron Maiden é uma merda


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

adClioIL