Resenha - Journey To The End Of The Night - Green Carnation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Faria
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 7


O grupo Green Carnation é formado por integrantes de bandas bem conhecidas como Tristania, Satyricon, Drawn e principalmente o In The Woods. Se você aprecia o trabalho deste último com certeza irá se deliciar com "Journey To The End Of The Night", lançado pela Hellion aqui no Brasil.

Presença de Palco: dicas para iniciantesCornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas canções

O problema é que o Green Carnation é quase uma cópia do In The Woods. Esse fato não é de todo mau, uma vez que as duas bandas são muito boas, mas com o alto nível dos músicos envolvidos neste projeto, eles poderiam ter buscado algo mais original e não ter se contentado em repetir uma fórmula garantida.

As músicas em sua maioria com mais de 10 minutos ("My Dark Reflections of Life and Deat" tem quase 18 minutos de duração) possuem andamentos lentos, guitarras macabras, introduções intermináveis, violinos, vocais femininos e masculinos, características que fazem deste álbum do Green Carnation uma boa pedida para os fãs do que curtem a mistura de melancholic doom, black metal com ghotic metal.

Track List:

1. Falling into Darkness
2. In the Realm of the Midnight Sun
3. My Dark Reflections of Life and Death
4. Under Eternal Stars
5. Journey to the End of the Night (part 1)
6. Echoes of Despair (part 2)
7. End of Journey? (part 3)
8. Shattered (part 4)

Formação:

Rx Draumtanzer - vocal nas faixas 3,4,5 e 7
Linn Solaas - vocal nas faixas 4 e 5
Synne Soprana - vocal nas faixas 1e 8
Vibeke Stene - vocal nas faixas 2, 3 e4
Atle Dorum - vocal na faixa 2
Leif Christian Wiese - violino
Tchort - guitarra
Christopher Botteri - baixo e efeitos
Alf Tore Rasmussen - bateria




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Green Carnation"


Presença de Palco: dicas para iniciantesPresença de Palco
Dicas para iniciantes

Cornos do Rock: a dor e o peso do chifre em três belas cançõesCornos do Rock
A dor e o peso do chifre em três belas canções

Futebol: conheça os times do coração de alguns rockstarsFutebol
Conheça os times do coração de alguns rockstars

Bandas Iniciantes: 17 maneiras de assassinar sua carreira musicalBandas Iniciantes
17 maneiras de assassinar sua carreira musical

Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006

Nirvana: amigo de Kurt relata o que Novoselic lhe disse no dia 05 de abril de 1994Nirvana
Amigo de Kurt relata o que Novoselic lhe disse no dia 05 de abril de 1994

Metallica: por que Trujillo toca baixo com os dedos?Metallica
Por que Trujillo toca baixo com os dedos?


Sobre Fábio Faria

"Maidenmaníaco" convicto, nascido em 1973, passou a escutar Rock com 10 anos de idade. Primeiro disco adquirido foi "Destroyer" do Kiss. Logo depois conheceu o álbum "Killers" do Iron Maiden, e a identificação foi instantânea. Curte todos os estilos e sub-estilos do Rock e do Metal. Sem preconceito, escuta desde Black Sabbath, Yes, Janis Joplin, Slayer, In Flames, Sex Pistols até Dream Theater, U2, Blind Guardian, Slipknot, Carcass, etc. Bandas favoritas: Iron Maiden e Beatles.

Mais matérias de Fábio Faria no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336