Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemMax Cavalera diz que Igor merece mais crédito entre os bateristas mundiais

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemMetallica em Belo Horizonte: Sorte de quem pôde ir


Resenha - New America - Bad Religion

Por Marcelo Valença
Em 07/01/01

A formação do Bad Religion mudou pela última vez no disco "Gray Race", com a entrada de Brian Baker nas guitarras. Com isso, o som mudou um pouco, o que pode ser visto nos recentes trabalhos da banda, que causaram muita estranheza aos fãs mais antigos, acostumados com a pegada do "80-85" e dos clássicos como "Suffer" e "No Control". Mas o que se viu no "New America" foi um retorno às origens, um autêntico "back to basics".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Com 13 faixas, uma melhor que a outra, este disco já começa rápido, com a música "You've Got a Chance". Na seqüência, mais Bad Religion: "It's a Long Way To... " é uma música que mistura traços (traços?) de baladas com o peso das guitarras e os backing vocals perfeitos da banda. Ponto para Greg Graffin e cia.

A terceira música me causou um pouco de estranheza ao ouvir no início, com o disco parecendo estar arranhado, mas não era defeito. Eram efeitos que a minha ignorância não captou de primeira; mas como errar é humano, a música foi surgindo como melodia para meus ouvidos.

E o disco se mostra todo deste jeito, tendo, inclusive, o uso de samplers na música "I Love My Computer". É experimentalismo? Fuga do basics que eu citei acima? Não, é contexto, é parte da música, que soa muito bem. É a prova de que a banda não precisa dar provas há muito tempo sobre seu som. E bom e ponto. É um fato.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Na minha modesta opinião, um dos pontos mais altos do disco e, consequentemente, uma das melhores músicas é a que dá nome ao trabalho, "New America". Ela me lembra um pouco a "Slumber", do "Stranger Than Fiction", não pelo ritmo ou pegada mas pela letra. "Do you know the cost of future misery? Have you lost your sense of sustainability? We're just a step away from realizing what we've strive to be"... essas são letras intimistas, que tem a cara do vocalista Greg Graffin e me fizeram recordar bons momentos.

O disco "New America" é um dos melhores trabalhos da banda MESMO. Quiçá entrará no hall das obras-primas do som, porque tem tudo para isso. E não é papo de bêbado, nem de fã. É de quem gosta de um bom som. E ainda bem que existem bandas como o Bad Religion que nos garante isso.


Outras resenhas de New America - Bad Religion

Resenha - New America - Bad Religion

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

De A a Z, confira playlist com 26 bandas de rock and roll e heavy metal formadas nos EUADe A a Z, confira playlist com 26 bandas de rock and roll e heavy metal formadas nos EUA


Pabllo Vittar: de Death a Immortal, veja 8 camisetas de metal que a drag já usou



Sobre Marcelo Valença

Estudante de Direito na PUC-Rio. Ouve Ska, Surf Music, HC, Guitar e Punk Rock, tocava baixo no Milhouse. Não dispensa um bom bate boca. Está preparando o lançamento de sua nova banda, Peter Gunn & The Neighbor's Rockin' Band. Bandas favoritas: Weezer, Ramones, Queers, Ira!, MxPx, Pixies, Brian Setzer Orchestra, NUFAN, Bouncing Souls, Specials, Madness, Hillvalleys, Autoramas, Randal Grave, Dumbs e Stukas Lazy.

Mais matérias de Marcelo Valença.