RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemThe Cure: 5 bandas que o vocalista Robert Smith já declarou odiar

imagemBruce Dickinson é confirmado como uma das atrações do Summer Breeze 2023

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemGuns N' Roses compartilha foto incrível de show realizado em São Paulo

imagemOs álbuns de outros estilos musicais que Dave Mustaine indica para quem é headbanger

imagemBarbosa ficou em 2º em concurso de guitarrista mais sexy e perdeu para astro internacional

imagemDavid Coverdale lista seus 20 álbuns preferidos do rock britânico

imagemBittencourt explica óbvio motivo para convidar "Cara do Crepúsculo" para papel do Batman

imagemKiko Loureiro explica a química da atual formação do Megadeth

imagemCom tempo de sobra, Bruce Dickinson também faz segurança em show do Iron Maiden

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemRafinha Bastos e João Gordo debatem piada sobre Wanessa e discutem papel do humor

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás


Stamp

Resenha - Demonocídio - Antidemon

Por Maurício Gomes Angelo
Em 29/11/03

Nota: 8

O Antidemon já virou fenômeno. A banda mais respeitada do underground cristão vem conquistando feitos importantíssimos. Além de arrebatar uma fiel legião de admiradores, fazer um som extremo de muita qualidade, o grupo vem excursionando mundo afora, fazendo turnês pelo México e Europa, gravou um álbum em castelhano, participou de importantes eventos no Brasil e exterior. E não é pra menos. O pastor (isto mesmo!) Pr. Antônio C. Batista (baixo e vocal) e sua esposa Elke (bateria) encontraram não poucas dificuldades desde a fundação da banda. Além destes dois integrantes, completa o time Kléber (guitarra e vocal). Demonocídio já se tornou um clássico do metal cristão no Brasil. As letras, a capa e o nome da banda ilustram bem toda a atmosfera do Antidemon.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O Grindcore nervoso do grupo deu luz à vinte e sete músicas, todas onde se destacam o excelente gutural de Batista, a bateria massacrante de Elke e os solos cavernosos e riffões pesadaços de Kléber. Dessa seqüência de petardos contra o inferno, destacam-se a faixa-título, "Suicídio", "Usuário", "Açoite", "Holocausto", "Guerra ao Inferno", "Apodrecida" (com uma letra de muita coragem), "Mundo Cão", "Viagem" e "Confinamento Eterno".Todas as letras deixam bem clara a mensagem do grupo: guerra total ao inferno, uma bomba atômica no Hades e uma crítica voraz a todo o sistema.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Uma música merece destaque especial. "Massacre" se tornou o maior hino da cena extrema cristã, simples e efetiva, destruidora e eficaz, ótima para ser tocada em shows. A letra diz:

"Massacre! Massacre! Massacre de Demônios!(....) Se você sente o poder, poder que vem do alto, poder para vencer, poder que foi nos dado, poder que vem do sangue, poder inigualável, você é vitorioso, você controla o mal, você vai conquistar, você é filho de Deus, poder do grande do Reino, poder para massacrar...Massacre! Massacre! Massacre! Massacre! Massacre!

Massacre a angústia, massacre a depressão, massacre a toda morte, massacre ao diabo, massacre a Satanás, massacre a Lúcifer, massacre ao inferno, massacre a Baal, massacre a Belzebú, massacre a todo ódio, massacre a agressão, massacre a violência, Massacre! Massacre! Massacre! Massacre! Massacre!"

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

É desse modo, com um som furioso, bem extremo, capitaneado por Batista e guiado por Deus, que o Antidemon vai quebrando barreiras, conquistando respeito, dando a cara pra bater, fazendo turnês, arrebanhando seguidores e obtendo sucesso. Com uma mensagem muito clara e efetiva, de muita coragem, esse trio faz história no metal cristão e conquista o seu espaço na cena extrema brasileira.

Formação:
Batista (baixo e vocal)
Kleber (guitarra e vocal)
Elke ( bateria)

Track–List:
01 - Intro
02 - Demonocídio
03 - Suicídio
04 - Usuário
05 - Carniça
06 - Açoite
07 - Libertação
08 - Causas Alcoólicas
09 - Profundo Abismo
10 - Massacre
11 - Holocausto
12 - Ida sem Volta
13 - Apodrecida
14 - Escravo do Diabo
15 - Guerra ao Inferno
16 - Protesto A.M.N.
17 - Mundo Cão
18 - Terminada Maldição
19 - Cadáver
20 - Salário do Pecado
21 - Cadeias Infernais
22 - Droga
23 - Inferno
24 - Demônios Inativos
25 - Viagem
26 - Libertação II
27 - Confinamento Eterno

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Antidemon: "Não queremos nunca encobrir que somos Cristãos"

White Metal: 10 bandas do estilo que merecem respeito

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Maurício Gomes Angelo

Jornalista. Escreve sobre cultura pop (e não pop), política, economia, literatura e artigos em várias áreas desde 2003. Fundador da Revista Movin' Up (www.revistamovinup.com) e da revrbr (www.revrbr.com), agência de comunicação digital. Começou a escrever para o Whiplash! em 2004 e passou também pela revista Roadie Crew.

Mais matérias de Maurício Gomes Angelo.