Resenha - Fiction Edge - Forgotten Suns

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Sarkis
Enviar correções  |  Ver Acessos

Site Oficial - http://www.forgottensuns.com/

Acredito que esse CD Demo do Forgotten Suns seja o primeiro passo de uma banda que ainda vai dar uma forte contribuição para a música progressiva, principalmente em seu país de origem, Portugal, que não tem muita tradição no estilo.

Quase todas as composições em "Fiction Edge" seguem um mesmo estilo, bem calmo, com grande participação de teclado e com a excepcional participação do vocalista Linx. Em algumas composições, como "Wartime", existem partes mais rápidas, mais pesadas, lembrando algumas coisas do Dream Theater. Porém, no geral, o Forgotten Suns segue mesmo uma linha que poderia ser definida como um neo-prog rock atmosférico.

Um detalhe interessante e importante para as composições da banda, que acabou me chamando muito a atenção, é a integração do vocal com o baixo. Em vários momentos o baixo segue a mesma melodia do vocal, com pequenas variações, que acabam soando MUITO BEM, dando um valor especial às melodias.

O guitarrista, Ricardo Falcão, tem ótima participação. Porém, em alguns momentos, senti que o som da guitarra ficava meio apagado, baixo demais. Esse é um ponto que acho que merece mais atenção, para que no próximo álbum, que deverá ser lançado pela GALILEO RECORDS, a banda possa soar ainda melhor.

Email da banda: ForgottenSuns@hotmail.com




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Forgotten Suns"


Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Epica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?Epica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.