Resenha - Brief Magic Story - Magician

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Paulo Finatto Jr.
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


Ultimamente, uma das cenas que mais vem se destacando no Brasil, é a cena gaúcha. Muitas bandas nos últimos tempos surgiram que alcançaram o sucesso pleno no Brasil, como por exemplo, o Hangar, Akashic, Krisiun, Rebaelliun; e muitas outras vêm conseguindo a cada dia se consolidar no cenário sul-riograndense. Umas das bandas deste segundo grupo é o Magician, formada por Dan Rubin (vocal), Renato Osorio (guitarra), Cristiano Schmitt (guitarra), Elizando Max (baixo) e Zé Bocchi (bateria) a banda lançou em 2002 esta sua primeira demo, intitulada "Brief Magic Sstory". O som do grupo está muito calcado tanto no heavy metal mais tradicional quanto no melódico (de bandas como Iron Maiden e Helloween fase Michal Kiske), passando pelo metal progressivo (à lá Symphony X). É por estas influências do metal progressivo que o Magician precisou inserir em seu som o teclado, que ficou por conta de Elizandro Max, e ainda, alguma passagem orquestrada. Para ter estas partes orquestradas, a gravação de "Brief Magic Story" deveria estar impecável, assim como de fato está. A produção foi feita pela própria banda (Renato e Elizandro) e ainda conta com uma bela capa. Seguindo esta mesma linha de boas apresentações, estão as músicas. Tanto a introdução como a finalização conseguiu colocar um clima a mais no som do Magician, criando aquela atmosférica mais conceitual do trabalho. As três músicas que compõem a demo esbanjam técnica e bom gosto, ao longo dos mais de 20 minutos que equivalem a estas três músicas. A primeira, "Prime Evil", tem uma levada mais heavy tradicional e um refrão bem grudento, sem perder a boa "atmosfera" para ser apresentada nos shows. "Terminal Day" é a mais progressiva das três, apesar de ter momentos mais cadenciados, ela emplaca de vez quando entra o peso nas guitarras, tornando por isso, a minha música favorita deste trabalho. E por fim, "Crossing the Last Gate" apresenta a cara mais power/melódica do Magician, por não ter um andamento não tão rápido como diversas outras músicas enquadradas no mesmo estilo, esta composição pode cair nas graças do público que anda buscando algo variado dentro do metal melódico. Toda a banda está muito bem apresentada na demo, especialmente o trabalho dos solos desenvolvidos pela dupla de guitarristas, e ainda a outra famosa dupla de baixo/bateria. O único ponto a melhorar fica no quesito do vocalista, que não possui um bom timbre para as partes mais melódicas do trabalho, mas quando é exigido dele uma linha mais agressiva, as músicas realmente se tornam mais legais. Enfim, um bom primeiro trabalho, já que o amadurecimento vai ser natural, e estará presente no próximo trabalho da banda, que quem sabe, pode ser já um CD completo.

Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockLed Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a banda

Site Oficial: www.metalmagician.hpg.com.br

Line-up:
Dan Rubin (vocal);
Renato Osorio (guitarra);
Cristiano Schmitt (guitarra);
Elizandro Max (baixo);
Zé Bocchi (bateria).

Track-list:
01. Intro: Let the Spell Begin
02. Prime Evil
03. Terminal Day
04. Crossing the Last Gate
05. Finale: Let he Harmony Endure



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Magician"


Temperatura Máxima: as atrizes pornôs que incendiaram o cenário RockTemperatura Máxima
As atrizes pornôs que incendiaram o cenário Rock

Led Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a bandaLed Zeppelin
Perguntas e Respostas sobre a banda


Sobre Paulo Finatto Jr.

Reside em Porto Alegre (RS). Nascido em 1985. Depois de três anos cursando Engenharia Química, seguiu a sua verdadeira vocação, e atualmente é aluno do curso de Jornalismo. Colorado de coração, curte heavy metal desde seus onze anos e colabora com o Whiplash! desde 2000, quando tinha apenas quinze anos. Fanático por bandas como Iron Maiden, Helloween e Nightwish, hoje tem uma visão mais eclética do mundo do rock. Foi o responsável pelo extinto site de metal brasileiro, o Brazil Metal Law, e já colaborou algumas vezes com a revista Rock Brigade.

Mais informações sobre Paulo Finatto Jr.

Mais matérias de Paulo Finatto Jr. no Whiplash.Net.