Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio: Pitty alfineta a produção do festival ao revelar qual seria sua exigência

imagemTommy Lee postou uma foto com o "Dr. Feelgood" de fora

imagemSérgio Moro elege banda clássica de Rock como sua favorita

imagemNova Fã que descobriu Metallica por Stranger Things quer cancelar banda e reúne provas

imagemBruce Dickinson revela qual é sua música preferida do Iron Maiden

imagemRock in Rio libera ingressos extras e novamente dia do metal é único que não esgota

imagemLutador Wanderlei Silva curte noite curitibana com Angra e Sons of Apollo

imagemKiko Loureiro exalta determinação de Mustaine; "Nada pode destruir esse cara"

imagemJoão Gordo se reencontra com o amigo Iggor Cavalera; "Agora falta zerar com o vovô"

imagemSteve Perry revela o motivo ter recusado substituir Dave Lee Roth no Van Halen

imagemSe não fosse o Queen, Max Cavalera provavelmente não existiria

imagemQuando Derico, do Programa do Jô, descobriu que Ian Anderson tocava tudo errado

imagemComo foi a comovente despedida de Dado e Renato Russo, três dias antes da morte

imagemA reação de Jimi Hendrix ao assistir King Crimson ao vivo

imagemRockstars se manifestam a favor da carta em defesa do estado democrático de direito


Stamp

Resenha - Tales Of A Holy Quest - Storyteller

Por Fernando De Santis
Em 13/10/04

Nota: 7

Fazendo um metal melódico, com aqueles refrões em coro, a banda sueca The Storyteller coloca no mercado seu terceiro álbum, intitulado "Tales Of A Holy Quest". Formado por L-G Person (vocal e baixo), Fedrik Groth (guitarra), Jacob Wennerqvist (guitarra) e Martin Hjerp (bateria), The Storyteller não tem como ponto forte a originalidade e acaba fazendo um som genérico a muitas bandas já consagradas.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Voices From The Past" é a tradicional introdução instrumental que já é emendada a power "Seed Of Lies". O instrumental lembra um pouco Rhapsody, porém, mais enxuto e com menos elementos. O refrão segue a fórmula de coros vocais e nessa faixa em questão, soa interessante. "Words Out Of Greed" é um dos pontos altos do álbum, com bases rápidas, a banda capricha nos riffs e os duetos de solos de guitarra são empolgantes. "The Mass" começa com cara de balada, apenas com violão, bateria e vocal e ao atingir o refrão pela segunda vez, entra a guitarra fazendo a base power. Sem dúvida, essa é a composição que eles mais capricharam, o refrão é muito bonito e marcante e a banda soube aproveita-lo muito bem, fazendo um final épico com coros vocais.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

"Blinded Eyes" é mais uma das faixas de power melódico que passam desapercebidas no álbum, sem trazer nada de novo. "When All Hope Has Faded" é a balada do disco, que conta apenas com o vocal de L-G Person mais "comportado" e com um violão fazendo uma base simples. "Trails Of Blood" é uma música longa, que começa com uma melodia de flauta que se transforma num riff de guitarra. L-G é o integrante de maior destaque, talvez por ter um vocal mais peculiar, não soando como outros vocalistas. Ele também não soa exagerado, o que é um ponto positivo, não deixando a voz cansativa. O álbum é encerrado com uma espécie de vinheta, chamada "...and Still They Speak".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

"Tales Of A Holy Quest", da banda The Storyteller, é um bom disco, mas não é melhor e nem original em relação aos álbuns do Blind Guardian, Hammerfall e outros. Se você é muito fanático pelo estilo, vale a pena conferir, senão, fique com os discos das bandas já conhecidas e consagradas, pois não estará perdendo nada.


Outras resenhas de Tales Of A Holy Quest - Storyteller

Resenha - Tales Of A Holy Quest - Storyteller

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

The Simpsons: 10 melhores aparições de roqueiros no desenho

Fotos de Infância: Red Hot Chili Peppers


Sobre Fernando De Santis

Paulistano, nascido em 1979, Fernando De Santis passa grande parte do seu tempo viajando entre São Paulo, Santos e Curitiba. Nas horas de viagens dentro de ônibus ou aviões, costuma ouvir Hard Rock, Heavy Metal e demos de qualquer estilo. Atualmente trabalha como webdesigner para o Estado de São Paulo. Mantém o site "We Burn", dedicado ao Helloween desde 1998, que nunca lhe trouxe nenhum dinheiro, mas rendeu muito amigos.

Mais informações sobre

Mais matérias de Fernando De Santis.