Resenha - Bar & Grill - Regulators

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Vignini
Enviar Correções  

9


Regulators é uma banda com vários anos de estrada e que faz um southern rock de primeira. Começaram no começo dos anos 80, com influências de Lynyrd Skynyrd, ZZ Top, The Outlaws, Molly Hatchet e .38 Special.

Após o lançamento de um álbum em 93, perderam um de seus fundadores, que foi baleado em uma briga. Passaram-se vários anos para voltarem com nova formação e CD. A atual formação consiste em Ronnie Farrel – vocais e guitarra, Gary Jeffries – vocais e guitarra, Johnny Barnes – guitarras, Johnny Travers – guitarras, Randy Smith – baixo e vocais, Chris Turbis – piano, Hammond e vocais e Chuck Radek – bateria.
Com produção muita bem feita de Juan Crucier (Ratt) e mixagem de Billy Sherwood (Yes), o álbum começa com "Breakin’ Out", um som com referências de Lynyrd Skynyrd, com excelentes solos de guitarras, bem anos 70. "Money Pride & Greed" entra em seguida, com uma mistura de influências setentistas com o pop feito nos anos oitenta, solos matadores e um refrão bem legal. "Eatin’ Crow" tem o dedo de Crucier, pois lembra um pouco Ratt. O destaque aqui fica no solinho de piano bem simpático.
"The Real Deal" entra arrepiando com um duelo piano/slide guitar, para virar então um rockão daqueles que você sente vontade de aumentar o som do carro e dar uma acelerada pela Rota 66, com uma garrafa de bourbon do lado.
As músicas seguintes, "Burn The Bridges Down" e "The Fire", mantêm o pique do disco em alta. "Maple Leaf Rag" é um ragtime de 36 segundos que serve de gancho para "My Bags Are Packed", um rock’n’roll fantástico com solos de extremo bom gosto de guitarra e piano. Os vocais estão muito bem colocados, fazendo dessa talvez a melhor música do CD.
"Above The Law" faz novamente a junção entre os anos 70 – 80 – 90, com bons vocais de Gary Jefries. "The Lies" tem como destaque o riff de guitarra. O cd se encerra com "Sweet Sustain", uma balada a la "Free Bird", dedicada ao guitarrista assassinado, Jimi Hughes. É uma música bem triste e um tributo sincero sobre a perda de um amigo.
Resumindo, o CD inteiro tem uma qualidade que impressiona, de se perguntar como ficaram tanto tempo sem gravar. Procure por eles no www.regulators.com ou procure em algum importador o álbum, pois se você curte as bandas citadas, o CD é imperdível.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Black Sabbath: Perguntas e respostas e curiosidades diversasBlack Sabbath
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Classic Rock: revista elege 100 melhores músicas de rockClassic Rock
Revista elege 100 melhores músicas de rock


Sobre Guilherme Vignini

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin