Gibson: um teste entre a Les Paul moderna e a Les Paul vintage

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos, Fonte: Youtube de Robert Baker
Enviar correções  |  Ver Acessos

Recentemente Nikki Sixx comentou que achava as guitarras modernas da Gibson inferiores aos modelos vintage. Então haja polêmica!

King Diamond: O que significa ser Satanista?Mustaine: "Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Seguindo isso, o instrutor de guitarra, Robert Baker, gravou uma apresentação no Youtube onde testa as duas: uma Les Paul Classic 1960 de 2010 e uma Les Paul Standard KM de 1979.

Vamos primeiro às opiniões do Robert Baker.

O primeiro fato é que ele é dono de uma Les Paul Standard KM de 1979 e nunca havia tocado com uma Les Paul moderna. A guitarra no vídeo ele pegou emprestada de um amigo. Na realidade, ele gostou bastante das duas, porém percebe-se que ficou impressionado com algumas qualidades da Les Paul moderna que são o timbre mais agudo fornecido pelo captadores modernos e por ser bem mais leve que a vintage. De resto, ele disse preferir a vintage para fazer guitarra base e a moderna para os solos, justamente pelas características de ambas. Mas ele mesmo confessa não existir muita diferença entre elas. Nada que coloque as modernas como meras cópias malfeitas da vintage, aliás muito longe disso.

Lembremos, entretanto, que modelo de guitarra se trata de uma questão de gosto pessoal. Muitos não gostam da Les Paul. Atualmente ela é uma guitarra pouco usada pelas bandas novas de Metal que têm preferido outros modelos. Outros, por outro lado, as acham maravilhosas, uma espécie de rainha das guitarras.

O mais legal do vídeo, entretanto, são os comentários! Muitos admitiram não ter percebido alguma diferença entre elas. Confesso que eu também não percebi nas partes iniciais quando ele toca com as duas juntas ou intercalando o som delas. Depois, ao assisti toda a presentação com ele tocando as duas separadamente, é possível perceber as diferenças que ele notou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Na minha opinião, achei que a vintage tem um som muito mais encorpado, aquele sonzão mesmo de guitarra. Uma outra coisa é que ela tem os timbres muito mais definidos, o que se percebe quando ele toca um acorde cheio dedilhando cada corda.

A moderna tem realmente um som mais agudo, muito mais próprio para os solos. Sua timbragem é pouquinho mais apagada que a da vintage, porém ela soa mais forte por causa dos captadores modernos.

Finalizando, realmente é uma questão de gosto pessoal. Mas a moderna não deixa a dever à vintage.

A grande questão é a durabilidade. Será que a moderna vai durar tanto quanto a vintage?

Assista ao vídeo aqui:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Matérias

King Diamond: O que significa ser Satanista?King Diamond
O que significa ser Satanista?

Mustaine: Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!Mustaine
"Aos 15 entrei na magia e conheci o lado negro!"


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280