Jimmy Page: parabéns pelo seu aniversário e pela sua obra

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por David Oaski, Fonte: Ideologia Rock
Enviar correções  |  Comentários  | 


Jimmy Page completa hoje 69 anos. Esse genial guitar hero britânico fundador de uma das maiores bandas de todos os tempos, o Led Zeppelin e que brinda ouvidos há décadas com seu talento, habilidade e timbre único, dignos do gênio que ele é.

1865 acessosVlog Rock: o significado dos símbolos do Led Zeppelin5000 acessosAs regras do Prog Metal

Além de ser um dos guitarristas mais queridos do público de rock, também é considerado pela crítica especializada um dos melhores no instrumento das seis cordas em todos os tempos, comumente ficando somente atrás de Jimi Hendrix e Eric Clapton, quando muito.

Page iniciou sua carreira como músico profissional no começo da década de 60, participando de inúmeras gravações, sendo que apesar de algumas controvérsias sobre a participação ou não do músico em algumas gravações, é certo que ele colaborou com gente do calibre de Rolling Stones, The Who, The Kinks e Eric Clapton, tendo participado de cerca de 60% (!) das gravações de rock produzidas entre 1963 e 1966. Toda essa experiência como coadjuvante serviu para que Jimmy acumulasse bagagem e para que atingisse o máximo do seu potencial técnico e criativo nos anos seguintes.

Após essa fase, já cansado da rotina de músico de estúdio, Page aceita um segundo convite para entrar para a banda The Yardbirds, que já havia tido em sua formação Eric Clapton e contava com seu amigo Jeff Beck. Apesar da formação cheia de talento, a banda nunca conseguiu grande repercussão comercial e as divergências sobre os rumos sonoros do grupo ocasionaram seu fim. Page então decidiu continuar com o nome da banda, incluindo apenas uma palavra: The New Yardbirds.

Após algumas mudanças em sua formação, o New Yardbirds encontrou a composição que seria a formação clássica do Led Zeppelin, com Page, Robert Plant, John Paul Jones e John Bonham. Já no primeiro ensaio, resolveram desvincular-se do nome da antiga banda e batizaram com o nome clássico. A química fluiu de imediato e a partir daí toda a experiência e talento de Page encabeçariam de maneira genial as composições da banda.

Auxiliado pelos três excelentes e talentosos companheiros, lançou nove álbuns de estúdio oficiais (sendo o último, “Coda” com sobras de estúdio), incluindo os clássicos “Led Zeppelin IV” e “Physical Graffiti”, obras primas do rock. Ao longo de dez anos, foram composições repletas de inspiração, com boas doses de psicodelia em diversos momentos, com influências de blues, rock, reggae, funk, música celta, erudita e tudo mais que pintasse na frente da poderosa banda. Além dos discos, foram infinitas apresentações épicas, com horas de duração e banda e plateia em total sintonia, gerando uma catarse única com o poder das canções chapadas e viajantes da banda. A banda também possuía toda uma áurea misteriosa em torno de si, já que haviam fortes rumores do envolvimento de Page com magia negra, o que até certo ponto é verdade, já que ele realmente demonstrava grande interesse pelo assunto na época.

A banda terminou em 1980, com a morte de John Bonham, sufocado em seu próprio vômito após uma bebedeira. Os integrantes remanescentes concluíram que seria impossível continuar com a banda sem um dos quatro integrantes originais, o que se mostrou uma decisão acertada, pois além do argumento ser verdadeiro, a banda já não se encontrava no auge criativo e com a ascensão do movimento punk rock no final dos anos 70 não se sabe o que aconteceria com a banda. Ou seja, eles pararam na hora certa.

Após o fim da banda, eles se reuniram ocasionalmente em alguns eventos especiais, incluindo uma apresentação que virou DVD no final do ano passado, gravado em 2007, na O2 Arena, em Londres, com Jason Bonham na bateria (filho de John), mostrando que a mágica e a química entre os integrantes sobreviveu intacta ao decorrer dos anos.

Nesse intervalo, Page se envolveu em alguns outros projetos, como os supergrupos The Honeydrippers (formado por Plant com diversos músicos convidados) e o The Firm (que tinha como vocalista, o brilhante Paul Rodgers, ex Free e Bad Company). Além de um disco acústico Mtv ao lado de Robert Plant nos anos 90.

Genial. Não há definição melhor para Jimmy Page. Esse cara nos deixou uma herança eterna através da grande banda que formou, obras como “Stairway to Heaven”, “Kashmir” e “Rock And Roll” rodearão para sempre a cultura pop transformando a arte do Led Zeppelin e, principalmente de Page, em eterna. Portanto, apesar dos 69 anos completos hoje, Jimmy Page e seu zepelim de chumbo são eternos.

Parabéns Jimmy Page, não só pelo aniversário, mas também por toda contribuição à cultura da nossa raça humana. Em nome de todas as pessoas que se acalmam e mudam o estado de espírito ao ouvir um solo, um riff ou um acorde seu que seja, eu o agradeço.

David Oaski

Disponível também em:
http://rockideologia.blogspot.com/2013/01/parabens-jimmy-pag...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Led ZeppelinLed Zeppelin
Robert Plant acha horríveis seus vocais no começo da carreira

1865 acessosVlog Rock: o significado dos símbolos do Led Zeppelin228 acessosEm 24/02/1975: Led Zeppelin lança o álbum Physical Graffiti485 acessosRobert Plant: unboxing do novo álbum, "Carry Fire"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Hard RockHard Rock
Os melhores álbuns de 1970 até 2016

QualidadeQualidade
Governo britânico recomenda Led Zeppelin e Beatles

Guitarras LendáriasGuitarras Lendárias
Confira os brinquedinhos mais famosos de Jimmy Page

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"


HumorHumor
Ser prog metal é mais que saber tocar em modo frígio

Sharon OsbourneSharon Osbourne
"Ela é a mais maléfica mulher que eu já conheci!"

GuturalGutural
Mulheres que fazem vocal em bandas de Metal

5000 acessosMarilyn Manson: vocalista revela suas estranhas fobias sexuais5000 acessosEvanescence: estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho5000 acessosPhil Anselmo: Vocalista explica e se retrata por episódio racista5000 acessosMassacration: saiba quem é o baterista que tocava "de verdade"5000 acessosDavid Bowie: Mick Jagger comenta a morte de seu amigo5000 acessosBaixos: dez erros cometidos por baixistas nos solos.

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 09 de janeiro de 2013


Sobre David Oaski

David Oaski é editor do blog Ideologia Rock, colunista do site Stereo Pop Club e colabora frequentemente com os sites Galeria Musical e Whiplash, além de já ter escrito para outras plataformas online. Amante de música (principalmente rock) independente de rótulos, escreve por hobby e para exercitar o senso crítico.

Mais matérias de David Oaski no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online