Aerosmith: Tudo que esconderam de você - Parte II

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar correções  |  Comentários  | 

Joe Perry e sua esposa, Billie Perry
Joe Perry e sua esposa, Billie Perry

Uma figura exótica, vestida num estilo ‘junkie chic’, que envolve uma quantidade copiosa de cachecóis, jóias antigas e cores, Perry parece ser um cara tímido, humilde e intenso que só fala quando tem algo a dizer. E hoje à noite ele quer falar.
417 acessosSteven Tyler: "Dude (Looks Like A Lady)" com Caitlyn Jenner?5000 acessosNirvana: Kurt Cobain leva surra em cima do palco em 1991

Estamos sentados numa limusine planando suavemente na rodovia rumo a Fresno, onde o mais uma vez reavivado JOE PERRY PROJECT irá tocar um show na House of Blues como parte de uma mini-turnê para promover seu novo disco, ‘Have Guitar, Will Travel’.

Quando eu digo ‘estamos’, refiro-me a Joe, eu, o fotógrafo Ross Halfin, o tour manager John Bionacci e a senhora Billie Perry, a dama cujo lindo busto é mostrado na guitarra ‘Billie’ de Joe. Ross e eu devíamos apenas cobrir o lance solo de Perry, mas já que essa história se tornou inevitavelmente ligada com o drama do Aerosmith que parece estar se desdobrando a nosso redor a cada hora, bem…

A guitarra Billie Perry
A guitarra Billie Perry

Ao longo dos últimos meses, a internet tem ficado abarrotada de fofocas, boatos e até pesados fatos sobre a progressivamente fissurada relação de Steven Tyler com seus colegas, tudo isso iniciado pela reportagem sobre a ‘marca Tyler’ no web site da [revista] Classic Rock em Novembro de 2009 [que chegou às bancas no mês de Outubro anterior].

Apesar de Perry estar focado em promover seu disco, ele aceita que a mídia se concentre no Aerosmith. “Aquela banda tem sido minha vida por quase 40 anos, então era de se esperar que você tivesse algumas perguntas sobre o Aerosmith”, ele suspira. E então um sorriso se abre em suas feições: “e pra ser honesto: toda a atenção e palhaçada da mídia no momento não fizeram nenhum mal às vendas de ingressos da minha banda.”

As sementes de ‘Have Guitar, Will Travel’ foram plantadas em algum ponto de 2008, quando Tyler cancelou a pré-produção do novo disco do Aerosmith, desperdiçando dois meses de meio de tempo de estúdio. A princípio, Perry estava planejando uma produção estelar, convocando os serviços de uma vasta gama de talentos, incluindo Jimmy Page, Scott Weiland, Lil Wayne e Snoop Dog [algo que ele ainda planeja pro futuro]. “Eu pensei em fazer isso depois que o disco do Aerosmith tivesse sido finalizado,” ele explica, “mas eu não tive tempo de ligar pras pessoas e organizar tudo. Eu sabia que poderia fazer ‘Have Guitar… ’ se enfiasse a cara.”

O disco abortado do Aerosmith é um dos fatores-chave responsáveis pela separação de 2009. Perry estava insatisfeito com os últimos lançamentos, não estava feliz com a utilização de compositores de fora da banda, e sentia que a banda tinha perdido o rumo e precisava voltar a suas raízes e recapturar glórias passadas como ‘Toys In The Attic’ e ‘Rocks’.

“Eu não acho que tenhamos feito um disco decente em muitos anos”, ele manda, “’Just Push Play’ é o que menos gosto…quando o gravamos, nunca houve um ponto onde todos os cinco membros estivessem na sala ao mesmo tempo e a maior força do Aerosmith é o coletivo. Foi uma experiência de aprendizado pra mim: me mostrou como NÃO fazer um disco do Aerosmith.”

Em um esforço para consertar as coisas, Perry solicitou os serviços do über-produtor Brendan O’Brien [PEARL JAM, RAGE AGAINST THE MACHINE e NEIL YOUNG], um homem que o tinha impressionado como engenheiro nas sessões de ‘Get a Grip’ de 1993.

Perry: “Eu sempre quis trabalhar com Brendan. Ele gravou parte dos melhores rocks dos últimos 10 anos. Depois de fazermos ‘Get a Grip’, tanto Steven como eu queríamos trabalhar com aquele cara. Era pro Steven vir até meu estúdio. Nós dois não tínhamos escrito uma canção juntos em mais de 10 anos, e eu finalmente disse ‘Stevie, anda, vamos fazer do jeito que era’: você toca bateria [Tyler começara sua carreira como baterista numa banda chamada The Strangeurs], eu toco guitarra e vamos compor umas músicas. ’ Eu estava esperando ele no estúdio e daí de repente, não ouvi mais falar dele.”

O produtor Brendan O Brien
O produtor Brendan O Brien

Tyler ressurgiu apenas algumas semanas depois e cancelou as sessões atrapalhando o cronograma das gravações, lembra Billie Perry: “Foi devastador, nós estávamos todos prontos para começar – todos tínhamos nos planejado em casa: as crianças, a equipe, tudo estava agendado! É um processo grande.”

“Colocar o Aerosmith em movimento é como um transatlântico, entende?” concorda Joe. “É difícil mudar de direção.”

Foi no começo do verão de 2008 que rumores começaram a circular sobre Tyler fazendo testes para entrar no Led Zeppelin [seis meses depois do show da banda no O2 de Londres] – um boato que Joe, que normalmente lida com a imprensa pelo código de Omerta, confirma: Perry: “Quando Steven desapareceu, eu fiz umas ligações e alguém me disse que ele estava em Londres fazendo um teste pro Led Zeppelin. É algo que eu nunca falei fora da família, por assim dizer, e mantive fora da imprensa. É meio que uma janela pro quão difícil tem sido manter a parceria. Com certeza não é a primeira vez que coisas do tipo aconteceram. É o lado ruim de uma relação.”

Os testes pro Led Zeppelin se deram através de Henry Smith, um amigo de infância de Tyler que tinha trabalhado com o Zeppelin [na verdade Tyler convidou Smith para acompanhá-lo ao –evento – Classic Rock Roll of Honour de 2007, onde eles se sentaram, numa mesa com Jimmy Page]. De acordo com vários relatos, acredita-se que Tyler foi para os ensaios despreparado e sob a impressão de que ele ia compor material novo com a banda, resultando em algumas sessões rocambolescas, momentos constrangedores e o posto de Plant ainda vago.

Perry pôs o papo com Jimmy Page em dia no Classic Rock Awards de 2008 e soube da real situação: “Page disse que se sentia muito desconfortável com o teste, mas que no final das contas, foi uma decisão do grupo.”

Tyler voltou para os EUA pensando que o Aerosmith não sabia de suas últimas escapadas, e as coisas rolaram como de costume até o tombo em Dakota, depois do qual ficou gradualmente claro pra Perry que seu colega tinha outros planos.

Segue…

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 18 de janeiro de 2012

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

417 acessosSteven Tyler: "Dude (Looks Like A Lady)" com Caitlyn Jenner?392 acessosLoja de Discos do Cassio: Aerosmith no Rock in Rio557 acessosAerosmith: tres vídeos retrospectivos de shows recentes0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Aerosmith"

AerosmithAerosmith
Joey Kramer afirma que Axl Rose mantém fãs "reféns"

Joe PerryJoe Perry
O GNR precisa de mais que músicas para ficar junto

USA TodayUSA Today
As 20 maiores de todos os tempos nos Estados Unidos

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Aerosmith"

NirvanaNirvana
Kurt Cobain leva surra em cima do palco em 1991

U2U2
As 10 melhores músicas de todos os tempos da banda

EmoEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

5000 acessosPoeira: Rockstars e as bandas que eles sonhavam fazer parte5000 acessosKing Diamond: o "Rei Satânico"5000 acessosO lado escuro do rock: você acredita em magia negra?5000 acessosIGN Music: os álbuns de Metal mais influentes segundo o site4108 acessosIron Maiden: "Não sabíamos se haveria futuro para nós"5000 acessosGuns N' Roses: "não sei se isto pode ser chamado de reunião", diz Gilby Clarke

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online