Bruce Springsteen: Fazendo história no Apollo Theater

Resenha - Bruce Springsteen and the E Street Band (Apollo Theater, NY City, 09/10/2012)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Moretti
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Algumas performances ficam marcadas na história da música e são comentadas por anos, décadas depois. Foi assim com THE BEATLES no Ed Sullivan, o THE WHO em Kilburn e o LED ZEPPELIN no Madison Square Garden. Mas quando o assunto é BRUCE SPRINGSTEEN e a E STREET BAND, cada show é único e especial e os fãs mais empolgados colecionam suas performances e bootlegs como verdadeiros Santos Graals da música, devido a enorme paixão e entrega que BRUCE proporciona em seus concertos.

Floyd, Beatles, Dylan: não gostariam de começar a carreira hojeIron Maiden: fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Imagem
Pois em 09 de março de 2012, no lendário Apollo Theater em NY City a história foi escrita novamente e quem esteve presente viu algo de encher os olhos e a alma, em todos os sentidos possíveis. A ocasião marcava os 10 anos de existência da SiriusXM, rádio via satélite/OnLine e que tem um canal exclusivo dedicado à música de BRUCE e a E STREET. Mas havia algo mais no ar, um misto de tristeza, saudade e curiosidade, afinal seria a primeira apresentação completa da banda sem seu saxofonista CLARENCE CLEMONS, que faleceu em 2011 e era responsável por um imenso carisma no palco e das maiores interações com o "Boss", como Bruce é conhecido nos USA.

BRUCE abriu a noite com We Take Care Of Our Own, música de seu novo disco Wrecking Ball e que demonstra toda a sua ira e decepção com a atual situação economica dos USA. Ao todo, 8 músicas do novo album foram executadas, todas com a mesma temática sócio-política. Novos e velhos clássicos não foram deixados de fora e logo na quinta musica, My City Of Ruins, a primeira homenagem a Clarence foi feita, relembrando também de Danny Federici, tecladista da E Street que também faleceu anos atrás.

Imagem
Destaques para "Badlands", "Waitin on a Sunny Day", "The Promise Land" e "Thunder Road", um dos maiores clássicos de Bruce, e que contou com JAKE CLEMONS, sobrinho de Clarence, a frente do palco fazendo o solo de sax que ficou tão famoso com o tio.

Mas Bruce não é novato e deixou o melhor para o final. Na penúltima música da noite, "Tenth Avenue Freeze Out", mais uma belissima homenagem a Clarence, relembrado e ovacionado por todos os presentes. Nessa música acontecia um dos momentos mais marcantes do saxofonista em cima do palco, Bruce o apresentava "and the Big Man joined the band" e Clarence fazia seu marcante solo de sax, que dessa vez não aconteceu. E mesmo assim, a presença de Clarence foi sentida por todos que lá estavam ou escutavam pelo rádio, em mais um momento brilhante do show.

No mais, Bruce deixou bem claro que muito ainda esta por vir e na última música avisou "Hold On, I'm Coming", anunciando os nomes de muitos lugares que essa turnê irá visitar.

Uma performance que será comentada por muitos anos, de um artista que tanto já fez e continua fazendo pela música de verdade com sinceridade, paixão e honestidade. Bruce deixa claro que todo o seu sucesso e respeito conquistados não tem a ver com sorte ou mágica, e sim talento e esforço, trabalho duro, símbolos já perdidos da sociedade norte-americana.

Imagem
SETLIST:

‎1. We Take Care Of Our Own
2. Wrecking Ball
3. Badlands
4. Death To My Hometown
5. My City Of Ruins
6. The E. Street Shuffle
7. Jack Of All Trades
8. Shackled And Drawn
9. Waiting On A Sunny Day
10. The Promised Land
11. Mansion On The Hill
12. The Way You Do The Things You Do / 634-5789
13. The Rising
14. We Are Alive
15. Thunder Road
16. Rocky Ground
17. Land Of Hope And Dreams
18. Tenth Avenue Freeze Out
19. Hold On I'm Coming

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Johnny Cash
10 músicas de rock que ele regravou

Floyd, Beatles, Dylan: não gostariam de começar a carreira hojeBruce Springsteen: músico toca "Growin' Up" com garoto em showTodas as matérias e notícias sobre "Bruce Springsteen"

Rock
Alguns dos discos mais raros (e caros) do mundo

SuperBowl
Os melhores shows do intervalo segundo a UCR

Johnny Cash
10 músicas de rock que ele regravou

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Bruce Springsteen"

Iron Maiden
Fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Reb Beach
"Não me importo de dizer, Kirk Hammet é um bosta!"

New Metal
Raiva, calças folgadas, problemas na infância...

W. Axl Rose: surge foto rara dos "anos perdidos" do vocalistaPaul Gray: viúva diz que ele não era apenas um viciadoEm vídeo: Seguidores do Demônio, as 10 bandas mais perigosas segundo pastor americanoOzzy Osbourne: "quando Randy entrou, achei que era uma fada"Ted Nugent: fotos de caçada com Kid Rock - imagens fortesGuns N' Roses: As bandas originais do "The Spaghetti Incident?"

Sobre Vitor Moretti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online