Resenha - Dr. Sin (Fnac Pinheiros, São Paulo, 13/03/2004)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Michel Camporeze Téer
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Imagem
Originalmente publicado no site www.drsiteonline.com.br.

Parecia mais um daqueles sábados monótonos do mês de março, porém a tarde do dia 13 culminaria no show de lançamento do DVD e CD “10 anos ao vivo” da banda Dr.Sin.

Ao comparecer nas dependências da Fnac Pinheiros, situada na cidade de São Paulo, pude notar uma longa fila de fãs que aguardavam ansiosos o pocket show que oficialmente inauguraria a nova turnê da banda.

Com a passagem de acesso ao andar onde o show seria realizado liberada, o público pode notar os instrumentos e a aparelhagem cuidadosamente preparada pelos músicos e equipe.

Cumprindo o horário combinado, o momento que todos aguardavam foi alcançado quando, Andria (baixo e vocal), Eduardo Ardanuy (guitarra) e Ivan Busic (bateria e vocal), acompanhados pelo tecladista Rodrigo Simão (conhecido também por Golun), às 17:00hs, surgem sobre o palco para entrar em cena com a música de abertura do dvd “Time after time” e emendar com “Fly away”. Exibindo seu novo visual, o baterista Ivan Busic deu as boas vindas ao público que tomou por completo o local destinado ao show e “Sometimes” foi a próxima música a ser entoada. Após um longo aplauso o futuro papai Edu Ardanuy começou a improvisar juntamente com a banda um blues, o que deixou em evidência as influências e a competência dos músicos que dominam uma variedade de estilos musicais.

Após uma série de pequenos improvisos, Andria ainda interagiu de forma descontraída com os fãs e em tom de brincadeira comunicou que estas seriam as músicas do próximo cd de estúdio da banda.

“Revolution” e “Emotional Catastrophe” foram as próximas do set-list. Para o encerramento do pocket show, Andria (e a maioria dos fãs) promoveram um coro em uníssono da preferência nacional “Futebol, mulher & rock n’ roll”. Terminada a música, os fãs, satisfeitos deixaram as dependências da Fnac de Pinheiros após uma longa seção de autógrafos e fotos promovida pela banda.

Tal show foi apenas uma pequena amostra do que virá pela frente. A turnê “10 anos ao vivo” apenas começou.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Top 5
Discos de metal nacional com nomes de outros estilos

Busic: banda divulga terceiro videoclipe; confiraVitrola Verde: em vídeo, entrevista com Ivan BusicYngwie Malmsteen: super grupo brasileiro presta homenagemTodas as matérias e notícias sobre "Dr Sin"

Família
Irmãos que tocam ou já tocaram juntos na mesma banda

Dr. Sin
Ardanuy explica os reais motivos do fim da banda

Dr. Sin
A crise do rock nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Dr Sin"

Heavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

Tatuagens
Homenagens à banda Nightwish e Tarja na pele dos fãs

AC/DC
Prostitutas revelam as esquisitices de Phil Rudd

Planet Rock: As músicas com os melhores solos de guitarraAngra: Alguns problemas não se resolvem com sonho de doce de leiteBruce Dickinson: ouça o alcance vocal do vocalistaIron Maiden: uma releitura de "The Trooper" pelo CineAngra: Ricardo Confessori fala sobre a música "Nothing to Say"Homem-Aranha: Por que ele não pode ir a shows de Metal?

Sobre Michel Camporeze Téer

Publicitário de formação e atuação. Gosta de artes em geral, mais especificamente: leitura, fotografia e bastante Rock 'n' Roll.

Mais matérias de Michel Camporeze Téer no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online