Maloik: detalhes do 1º episódio e entrevista com equipe

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Maloik: detalhes do 1º episódio e entrevista com equipe

Press-Release postado por Fernanda Lira | Fonte: Maloik Press

  | Comentários:

Matéria publicada em 20/01/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Enquanto a expectativa para a estreia do programa MALOIK aumenta, já está no ar a nova vinheta na programação da TV MAIS ABC.

Kai Hansen, Michael Kiske, Marcello Pompeu e Airton Diniz entoam o slogan “DE HEADBANGER, PARA HEADBANGER!!!” e convidam o telespectador para assistir o primeiro programa brasileiro de entretenimento sobre o universo da música pesada.

Confira:

MALOIK será transmitido às terças-feiras, quando faltar dois minutos para a meia noite, pela TV MAIS ABC, canal 14 da NET.

Você também pode assistir o MALOIK simultaneamente através do link:
http://www.redetvmais.com.br/aovivo.asp

Outra novidade é que as edições estarão disponíveis 24 horas no site www.maloik.com.br, à partir da quarta-feira. Os telespectadores também poderão participar das enquetes semanais através do site do MALOIK.

Programa de estreia

E o MALOIK faz barulho logo na estreia com as presenças da “lenda” Tibério Luthier. Há ainda um debate entre Ricardo Batalha e Rodrigo Tomé, com o tema Dio ou Ozzy Osbourne. O mais legal é que o público decide quem foi o melhor debatedor, através da enquete disponível no nosso site.

Testamos os conhecidos metálicos de Marcello Pompeu no quadro Heaven and Hell. Já a Tough Girl, Fernanda Lira, entrevista os ícones do metal mundial Kai Hansen e Michael Kiske.
Já o quadro “Desafio das Bandas” apresenta dois clipes de bandas nacionais e o público escolhe o vencedor, também pelo site www.maloik.com.br. Informação e diversão garantidas com todo o peso do metal!

Confira abaixo uma entrevista com os apresentadores Rodney Christófaro e Amilcar Christófaro, que contam detalhes e tiram dúvidas sobre o programa:

Como surgiu a idéia do programa?

Amilcar Christófaro – Acho que o Rodney pode responder melhor essa pergunta (risos)...

Rodney Christófaro – Venho de uma família de músicos, taí o Amilcar que não me deixa mentir (risos), e desde criança a música (principalmente a pesada) faz parte do meu dia-a-dia. Nos encontros familiares, nos shows, sempre rola aquela discussão sobre uma banda, sobre um álbum. Senti que faltava algo parecido com isto na TV.

Como surgiu o nome e o que ele significa?

AC – Já digo que tem a ver com o Deus dos Deuses, Ronnie James Dio. Rodney, é contigo (risos).

RC – Fizemos a primeira reunião de pré-produção com o nome provisório de “Dinossauros”. Depois de uma semana encaminhei um e-mail para a equipe do programa com a sugestão do nome MALOIK e logotipo atual, mas dizendo que era um programa que já existia na gringa. Lógico que aticei a curiosidade de todos para procurar algo no Youtube, que logo perceberam que nada existia. Ele foi aceito imediatamente com os meus argumentos de que Maloik foi o símbolo popularizado por Ronnie James Dio com o nome de origem italiana Malocchio (mau olhado, evil eye).

Qual o objetivo do Maloik?

RC – Sou um fã confesso de Eddie Trunk e seu “That Metal Show”, adorava também os antigos Hard&Heavy que sempre serviram de referência quando pensamos na produção de um programa. Temos como objetivo trazer estas referências, mais as nossas experiências de uma maneira sempre divertida e informativa voltada sempre ao entretenimento.

AC – Com certeza é ter mais uma opção de divulgação do metal em geral e principalmente da nossa cena que é grandiosa e uma das melhores do mundo.

O que o Maloik traz de novo em termos de entretenimento para o headbanger e fã de música pesada?

RC – Com certeza o quadro do jogo “Heaven & Hell” é algo completamente novo. Adoro jogos de tabuleiros, e usei como inspiração vários jogos que fizeram e fazem minha cabeça canalizado para um formato para música pesada.

AC – Tem bastante coisa legal. O Rodney é bem criativo e teve altas idéias com os quadros. O legal é que ele conseguiu juntar isso com o estilo de música que a gente ama e vive, ou seja, diversão garantida.

Nos comente sobre os quadros do programa.

AC - Tem muita coisa legal que acredito que o pessoal irá curtir. O Hellraiser vem numa espécie de “Que fim levou” do Milton Neves, saca? (risos) Trazendo a tona grandes músicos e personalidades da nossa cena das antigas, mostrando o que eles estão fazendo hoje. O Heaven and Hell é um jogo de perguntas e respostas bem curioso.Tem a Fernanda no Tough Girl fazendo entrevista a rodo com banda gringa e nacional. O Batalha será o mediador dos debates sobre vários assuntos no quadro “Campo de Batalha”. Tá interessante.

RC - O Amilcar citou o Milton Neves. Temos várias referências legais que podemos adaptar e tranformar em quadros. O Hellraiser tivemos está referência para a idéia, porém o formato e a fotografia vieram dos documentários do Discovery Channel. A Tough Girl com a Fernanda Lira e não podemos deixar de citar sua incansável escudeira e repórter cinematográfica Desiree Cantuária, fazem uma espécie de CQC do metal para conseguir as matérias. O “Campo de Batalha” certamente tem o Throwdown do “That Metal Show” como inspiração. Com relação ao jogo, posso dizer que é algo genuinamente Maloik, com inspirações nos jogos de tabuleiro Trivial Pursuit, Master, Quest e Nonsense.

O metal nacional terá espaço no programa?

RC – Tenho tomado um cuidado muito grande para dosar a participação de todas as vertentes da música pesada e em especial o espaço do metal nacional. O quadro Hellraiser e o Desafio de bandas é praticamente 100% dedicado ao metal nacional. Sempre com participações de músicos brasileiros nos debates do quadro “Campo de Batalha”, o mesmo acontecendo nas entrevistas da Fernanda nas externas de shows no Brasil.

AC - Pelo amor de Deus, com certeza absoluta! E fora esses quadros, já tem várias outras idéias também rolando que temos que esperar o momento certo para encaixar. Temos que ter cuidado, pois tudo isso tem que se resumir em 30 minutos por programa.

A interatividade hoje é muito importante nos programas. Como os telespectadores vão poder interagir com o Maloik, já que o programa não será ao vivo?

RC – Neste formato, fica impossível se fazer um programa ao vivo. Ou no máximo o que daria para fazer algo parecido com o CQC, chamadas e cabeças ao vivo e matérias gravadas. Com relação a interatividade o programa passará simultaneamente ao horário da TV no site da emissora http://www.redetvmais.com.br/aovivo.asp?idpraca=1 e a partir do dia seguinte da exibição passará na íntegra no site do Maloik - www.maloik.com.br. A participação do público será sempre pedida para interagir com nosso site através do quadro “Campo de Batalha” e no quadro “Desafio de Bandas” que o internauta votará naquela banda ou assunto de sua preferência.

O programa focará em algum segmento específico do metal ou abrangerá rock em geral?

AC – Não. A intenção é passar e divulgar todas as vertentes do metal até a cabeça cair (risos) mas sem se fechar, dando espaço para o Rock n roll clássico também com certeza.

RC – Temos um lema interno para a seleção das bandas ou assuntos: Dá para fazer o sinal do Maloik de forma verdadeira? Dá? Então entra no programa. Mas temos também divulgado que mostramos o “universo da música pesada” e se tratando de “universo” temos realmente uma gama universal para lidar.

Como se deu a escolha da equipe do programa que também conta com Ricardo Batalha (Redator-chefe da revista Roadie Crew)e Fernanda Lira (Banda Nervosa, Heavy Nation e colunista do Whiplash.net)?

RC – Quando sonhava com o formato do programa sempre imaginei o Ricardo Batalha na equipe. Ele é meu amigo dos primórdios da Roadie Crew e conhece como ninguém, na minha opinião hoje o maior especialista do gênero. A Fê apareceu meio que no esquema do nepotismo (risos) ela namora com o Amilcar, ou seja é minha priminha, mas demonstrou no desenrolar da produção um profissionalismo acima da média com conhecimento de deixar muito headbanger das antigas no chinelo, e o que é mais importante, uma vontade absurda de fazer as coisas acontecerem.

Onde será gravado e transmitido o programa?

RC – Basicamente, concentramos as gravações dos quadros no estúdio da Neuron. Somente o quadro da Fernanda é feito em externas. A transmissão inicial será na TV+ ABC pela Net. Acontecerá transmissão simultânea no site da TV+ na internet também. É como se fosse um teste. Depois deste período de experiência, poderemos constar na grade nacional da emissora. Por isso galera, participe. Mande e-mail, acesse o nosso site, o site da emissora, sem vocês não avançamos.

Como é dividir a apresentação de um programa entre primos? Quais as maiores dificuldades que enfrentaram?

RC – Falar o quê? Nossos pais no passado faziam algo juntos que era tocar. Como não tenho talento, tive que encontrar algo para fazer que envolvesse a música, e apresentar o programa com o Amilcar é um motivo de muita satisfação e orgulho. Além de ser meu primo e acompanhar a sua caminhada na vida e no Torture Squad, o Amilcar é uma das pessoas mais autênticas e de bom coração que conheço.

AC – É muito legal. A gente tem esta convivência normal de família desde sempre né, e agora com o lance do programa é mais um motivo de a gente estar entre família de novo. Acho muito bacana. Aliás, eu nunca pensei em apresentar programa ou fazer algo desse tipo, aí vendo o que já gravamos, vi que se eu me portar do jeito que ta acontecendo, a coisa rola e vamo que vamo.

Como sabemos, o Amilcar é baterista do Torture Squad e o Rodney é dono de uma empresa bem sucedida de publicidade, a Neuron. Como balancear a responsabilidade de realizar o programa sem prejudicar banda e empresa?

RC – Reclamar do quê? Amo o que faço. Como dizia Confúcio: “Escolha um trabalho que goste e não terá que trabalhar nem um dia na sua vida.”

AC – Dá para dividir o tempo e doar 100% para cada coisa sim. É corrido com certeza, mas dá pra fazer e não atrapalha.

Deixem uma mensagem final para os telespectadores do Maloik.

RC – O Maloik não quer ser melhor, nem pior, apenas diferente. E ter uma missão sim: a de unir e fortalecer a cena no Brasil. Quem sabe um dia produzir um programa especial entre Stay Heavy, Sleevers, TV Corsário e tantos outros parceiros que estão há tanto tempo no desafio diário de levar adiante o imaginário da música pesada.

AC - Headbangers e cena metal nacional... O Maloik está chegando para ser mais uma opção dentre as outras tantas guerreiras que já estão por aí. Chegamos para divulgar a nossa grandiosa cena e o metal em geral. Espero que todo mundo assista e curta.

Serviço:

MALOIK estreia dia 24 de janeiro de 2012 e será transmitido às terças-feiras, quando faltar dois minutos para a meia-noite, na TV MAIS ABC (canal 14 da NET).
Outras formas para assistir ao MALOIK:
transmissão simultânea pela link
http://www.redetvmais.com.br/aovivo.asp
Disponível 24 horas pelo www.maloik.com.br (a partir das quartas-feiras)

Mais Informações:
Paulo Roberto Unzelte – MTB: 29.299
Tel: 011-2351-5452 / 011-7195-2440
e-mail: [email protected]
[email protected]
Site:
http://www.maloik.com.br

Imagem

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias sobre "Torture Squad"

Torture Squad: Amilcar Christófaro divulga Drum Cam Vídeos
Hypocrisy: contagem regressiva para shows no Brasil
Torture Squad: Um grande marco da música pesada no Brasil
Torture Squad: tudo sobre Ditadura Militar no Combate Rock
Torture Squad: lançando sua nova página oficial no facebook
Torture Squad: Island Press é a nova assessoria de imprensa
BMU: festival dedicado ao metal brasileiro pode voltar em 2014
Torture Squad: datas de lançamento do novo álbum pelo mundo
Torture Squad: começando 2014 com novo produtor e booker
Metal SP: documentário sobre Heavy Metal em São Paulo
Torture Squad: entre os cinco mais vendidos da Die Hard
Andreas Kisser: vídeos de covers do Maiden e Sabbath com o filho
Torture Squad: entrevista à KISS FM neste domingo
Hypocrisy: Torture Squad fará a abertura do show do em São Paulo
Torture Squad: show no Zoombie Ritual Fest nesse fim de semana

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fernanda Lira

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas