Tradução - Under Jolly Roger - Running Wild

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando P. Silva, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 



5000 acessosAC/DC: prostitutas revelam as esquisitices de Phil Rudd5000 acessosFilhas de Rockstars: conheça algumas das mais bonitas


Under Jolly Roger

Weigh anchor, hoist the sails
Cruisin' for booty on watery trails
No exploiter we see
Can still sail on
Our cannons fire
Till his ship goes down

Fly our flag, we teach them fear
Capture them, the end is near
Firing guns they shall burn
Surrender or fight there's no return
Under Jolly Roger

Venerable scoundrels, no blood on our hands
Our engagement are tough, but only for defense
Carefully we sail around the reefs
To force those die-hards to their knees

Fly our flag, we teach them fear
Capture them, the end is near
Firing guns they shall burn
Surrender or fight there's no return
Under Jolly Roger

Coming through the waves to free all the captives
Boarding the vessels we know all the tactics
We're the menace, the curse of the sea
We pulverize the men'o'war
Pay or flee

Fly our flag, we teach them fear
Capture them, the end is near
Firing guns they shall burn
Surrender or fight there's no return
Under Jolly Roger

Sob a Jolly Roger

Levantar âncora, içar as velas
Navegando por espólios em trilhas aquáticas
Nenhum explorador que vemos
Pode continuar a navegar
Nossos canhões disparam
Até seu navio afundar

Voa nossa bandeira, nós lhes incutimos medo
Capture-os, o fim está próximo
Disparem as armas, eles queimarão
Render-se ou lutar, não há volta
Sob a Jolly Roger

Respeitáveis patifes, sem sangue em nossas mãos
Nosso compromisso é sério, mas só por defesa
Cuidadosamente navegamos ao redor dos recifes
Para forçar aqueles teimosos a se ajoelharem

Voa nossa bandeira, nós lhes incutimos medo
Capture-os, o fim está próximo
Disparem as armas, eles queimarão
Render-se ou lutar, não há volta
Sob a Jolly Roger

Atravessando as ondas para libertar todos os prisioneiros
A bordo do navio, nós conhecemos todas as táticas
Nós somos a ameaça, a maldição do mar
Nós pulverizamos os navios de guerra
Paguem ou fujam

Voa nossa bandeira, nós lhes incutimos medo
Capture-os, o fim está próximo
Disparem as armas, eles queimarão
Render-se ou lutar, não há volta
Sob a Jolly Roger

* Jolly Roger = A clássica bandeira negra dos piratas, com o desenho de uma caveira com dois ossos cruzados. O termo vem do francês “Joli Rouge” e significa “Vermelho Bonito”, uma autodescrição sangrenta dos piratas.

Beggar's Night

Blood, blood, bloody night
The poor stand up and fight
Marquises, kings and all this vermin
Hunted up in burning streets
Fight, fight, fight with rage
Their menials are locked up in cage
The spirit of the rebel lives
Determined to break free

We stand up
To break our chains
Rulers beware
We'll give you suffer and pain
On beggar's night
Riot terminates our pain
We'll catch you in your air
You have to pay for your blame
On beggar's night

Sin, sin, whip and chain
That's the way they lived and reigned
Too many people died in their dungeon
Now pain's too hard if it's for their profit
Beast, beast, go away
No reason why you have to stay
The wealth you squeezed out of our lives
Will become your tomb

We stand up
To break our chains
Rulers beware
We'll give you suffer and pain
On beggar's night
Riot terminates our pain
We'll catch you in your air
You have to pay for your blame
On beggar's night

Noite dos Mendigos

Sangue, sangue, noite sangrenta
O pobre se levanta e luta
Marqueses, reis e toda essa gentalha
Caçados pelas ruas incendiadas
Lute, lute, lute com raiva
Seus lacaios estão trancafiados na cela
O espírito dos rebeldes vive
Determinados a se libertar

Nós nos levantamos
Para quebrar nossas correntes
Governantes, cuidado
Nós daremos a vocês sofrimento e dor
Na noite dos mendigos
A revolta termina nossa dor
Nós os pegaremos em seu ar
Vocês têm que pagar por sua culpa
Na noite dos mendigos

Pecado, pecado, chicote e corrente
Era assim que eles viviam e reinavam
Muitas pessoas morreram em suas masmorras
Agora a dor é forte demais, se é para o bem deles
Besta, besta, vá embora
Não há motivo para você ficar
A riqueza que você sugou de nossas vidas
Se tornará sua tumba

Nós nos levantamos
Para quebrar nossas correntes
Governantes, cuidado
Nós daremos a vocês sofrimento e dor
Na noite dos mendigos
A revolta termina nossa dor
Nós os pegaremos em seu ar
Vocês têm que pagar por sua culpa
Na noite dos mendigos

Diamonds Of The Black Chest

Since then he heard about the chest
He's so wild he can't get no rest
A million diamonds blinding his eyes
Brighter than fire
But colder than ice
Sweat on his brow, greed burns his mind
Hands like claws his teeth always grind
Soaked by sweat he wakes up and screams
"Oh, no, it was only a dream"

Diamonds, diamonds
Diamonds of the black chest

Years and years he sought that chest
He runs most every risk the man's obsessed
For too many years he's roamed all the lands
To feel the diamonds in his hands
He find the hallow spot, breaking its lock
He opens the gate which is carved of rock
Finding the chest he exults and screams
"Oh, yeah, it's no dream"

Diamonds, diamonds
Diamonds of the black chest

He holds out his hands
And he touches the chest
He breaks its seals
He disturbs its rest
Curious and slow he opens the lid
He stares over the edge
What he sees he can't grip
No diamonds
But he sees own face
A possessed wreck
With an empty gaze
Thrilled by madness
He's dying in pain
"No dream, he's insane"

Diamonds, diamonds
Diamonds of the black chest

Diamantes do Baú Negro

Desde que ele ouviu falar do baú
Ele está tão alvoroçado que mal consegue descansar
Um milhão de diamantes cegando seus olhos
Mais brilhantes do que o fogo
Porém mais frios do que o gelo
Suor em sua testa, a ambição arde em sua mente
Mãos como garras, seus dentes sempre rangem
Encharcado de suor, ele acorda e grita
"Oh, não, era só um sonho"

Diamantes, diamantes
Diamantes do baú negro

Anos e anos ele procurou aquele baú
Ele corre os maiores riscos de um homem obcecado
Durante muitos anos ele percorreu todas as terras
Para sentir os diamantes em suas mãos
Ele encontra o ponto sagrado, arromba o cadeado
Ele abre o portão esculpido de pedra
Ao encontrar o baú, ele exulta e grita
"Oh, sim, não é nenhum sonho"

Diamantes, diamantes
Diamantes do baú negro

Ele estica suas mãos
E toca o baú
Ele arrebenta a tampa
Ele perturba seu descanso
Curioso e lentamente, ele abre a tampa
Ele olha por cima das bordas
O que ele vê, ele não consegue agarrar
Nenhum diamante
Mas ele vê seu próprio rosto
A sobra de um naufrágio
Possuída com um olhar vazio
Tremendo de loucura
Ele está morrendo de dor
"Não é sonho, ele está louco"

Diamantes, diamantes
Diamantes do baú negro

War In The Gutter

Warriors of the street
Wanna beat their enemies
The sharks broke the truce
Tonight's the night
Who’ll win who'll lose
This is not your turf
Unarmed you just die first
Ruthless they fight their fight
To defend their walls
Feeds their pride

Senseless massacre tonight
Kid kills kid in this riot
The rulers don't want to care
Deaf and blind hiding in their lair
War in the gutter, hoy!

Watch out!

Angel shotgun
You have to fight or run
The leads tight tonight
Who knows who's wrong, who's right
Shining blade, a yell
Running blood, a lad fell
He's so surprised
He dies in a gutter another wasted life

Senseless massacre tonight
Kid kills kid in this riot
The rulers don't want to care
Deaf and blind hiding in their lair
War in the gutter, hoy!

Guerra na Sarjeta

Guerreiros das ruas
Querem derrotar seus inimigos
Os tubarões cessaram a trégua
Hoje à noite é a noite
Quem ganhará, quem perderá?
Este não é seu terreno
Desarmado, você acaba morrendo primeiro
Cruéis, eles travam sua luta
Para defender suas muralhas
Alimentar seu orgulho

Massacre insensato esta noite
Criança mata criança nesta desordem
Os governantes não querem nem saber
Surdos e cegos, se escondem em suas tocas
Guerra na sarjeta, hoy!

Cuidado!

Espingarda de anjo
Você tem que lutar ou correr
Chumbo grosso esta noite
Quem sabe quem está errado e quem está certo?
O brilho da lâmina, um grito
Sangue escorrendo, um cara caiu
Ele está tão surpreso
Ele morre em uma sarjeta, outra vida perdida

Massacre insensato esta noite
Criança mata criança nesta desordem
Os governantes não querem nem saber
Surdos e cegos, se escondem em suas tocas
Guerra na sarjeta, hoy!

Raise Your Fist

Friday night, dressed to kill
Hell bent for the show
Shiny leather like a second skin
Ready for their first row
You want to go meet your pals
But your dad won't let you go
He's too tally blind, babbling wild
And he rages and he blows

"I don't want you boy
To live my house this way!
Your awful friends
Are gonna lead you astray
You better work for school
Don’t join this fucking show
I won't let you go!"

Come on kids unite
And let us feel the flame of rage
Together we are strong
So let's tear up this golden cage
We shall overcome repression
And their stranding strings
The shackles have to fall
And we will be metallian kings
Raise your fist

Monday morning, ringing school-bell
Homework isn't done
Teacher's gonna break your balls
Don’t expect no fun
The jailor's wild and furious
Classmates deride you
The wrath is overwhelming you
Can’t stand this fucking crew!

"I don't want you scums
Let me get away from here
I don't want to be a cogwheel
In your gear
I'm not a marionette
In your boring puppet show
So let me go!"

Come on kids unite
And let us feel the flame of rage
Together we are strong
So let's tear up this golden cage
We shall overcome repression
And their stranding strings
The shackles have to fall
And we will be metallian kings
Raise your fist

Levantem Seus Punhos

Sexta-feira à noite, vestidos a caráter
O inferno se curvou ao show
Couro brilhante como uma segunda pele
Prontos para a primeira briga
Você quer ir encontrar sua turma
Mas seu pai não te deixará ir
Ele é cego como uma porta, ranzinza
E ele se enfurece e bufa

"Eu não quero você, garoto
Vivendo em minha casa desta maneira!
Seus amigos medonhos
Vão te levar pro mau caminho
Melhor você trabalhar para a escola
Não se junte a esta porra de show
Eu não vou permitir!"

Vamos lá, garotada, unam-se
E vamos sentir a chama da raiva
Juntos nós somos fortes
Então vamos arrebentar esta gaiola dourada
Nós acabaremos com a repressão
E suas cordinhas de marionete
As algemas têm que cair
E nós seremos os reis metálicos
Levantem seus punhos

Segunda de manhã, o sino da escola tocando
O dever de casa não está terminado
O professor vai quebrar suas bolas
Não espere diversão
O carcereiro está bufando
Os colegas de classe ridicularizam você
A ira está tomando conta de você
Não consegue aturar esta maldita turma!

"Eu não quero vocês, seus imprestáveis
Me deixem fugir daqui
Eu não quero ser uma roda dentada
Em sua engrenagem
Eu não sou uma marionete
Em seu tedioso teatro de bonecos
Então me deixem ir!"

Vamos lá, garotada, unam-se
E vamos sentir a chama da raiva
Juntos nós somos fortes
Então vamos arrebentar esta gaiola dourada
Nós acabaremos com a repressão
E suas cordinhas de marionete
As algemas têm que cair
E nós seremos os reis metálicos
Levantem seus punhos

Land Of Ice

In 1987 they build a new machine
To conquer our future
To face things never seen
Curious of new weapons
With more power to destroy
Ready for the wars
With their exciting dangerous toy

Flickering lights in the dark
Indicating ignition
Energy runs through the circuits
To start the transmission

Land of ice

In 1999 they find their destination
But reality on the screens
Destroys their fascination
Ruins and debris
Neither life nor the spore
A desert of ice
With all the signs of nuclear war

Only the wind is breaking
The threatening silence
Sensors show
No human beings
Are living here now

But there are shadows moving around
The vessel more and more
Disfigured creatures gathering
Scratching claws on the door
The choir of the damned
Built of thousands of rough throats
"You are the humans of the past
Who blasted our hopes"

May you come to see
Desolate world you created
Now you can take back a message
To spread in your time
Tell'em what happens
If they will continue this madness
Stop building bombs
Which are able to change the world
Into the land of ice

Terra de Gelo

Em 1987 eles construíram uma nova máquina
Para conquistar nosso futuro
Para encarar coisas jamais vistas
A curiosidade por novas armas
Com maior poder de destruição
Pronto para as guerras
Com seu brinquedinho perigoso e excitante

Luzes cintilantes no escuro
Indicando ignição
Energia passa pelos circuitos
Para iniciar a transmissão

Terra de gelo

Em 1999 eles encontram seu destino
Mas a realidade nas telas
Destrói sua fascinação
Ruínas e escombros
Nem vida nem esporo
Um deserto de gelo
Com todos os sinais da guerra nuclear

Só o vento está quebrando
O silêncio ameaçador
Os sensores indicam (que)
Não há seres humanos
Vivendo aqui agora

Mas há sombras se movendo ao redor
Dos navios de guerra cada vez mais
Criaturas desfiguradas reunidas
Arranhando a porta com suas garras
O coro dos condenados
Vindo de milhares de gargantas ásperas
"Vocês são os seres humanos do passado
Que dizimaram nossas esperanças"

Que vocês possam ver
O mundo desolado que vocês criaram
Agora vocês podem levar uma mensagem
Para espalhá-la em seu tempo
Diga-lhes o que acontecerá
Se continuarem com esta loucura
Parem de construir bombas
Que possam transformar o mundo
Em uma terra de gelo

Raw Ride

Racing through the night
Pounding engine's roar
There's nothing that's like this
I'm burning to the core
Exhaust hangs in the air
Wind pressure thrusts my face
I love to ride and dare
Tonight I'm being chased

Riding hard, riding fast
Full speed ahead
Hear my engine's blast
Spinning wheels roll down the road
I'm a bundle of power
See my rims glow
Raw ride

On burning wheels tonight

Shooting through the dark
Taking bend after bend
Pistons are pumping hard
I'm gonna ride to the end
Twilight's coming slow
Like a jackal on attack
But I know I have to go
To go on and show my back

Riding hard, riding fast
Full speed ahead
Hear my engine's blast
Spinning wheels roll down the road
I'm a bundle of power
See my rims glow
Raw ride

On burning wheels tonight

I have to break free
To live on my own way tonight
I don't give a goddamn
What you want to force upon me
Fuck you!!!

Viagem Dura

Correndo pela noite
O ronco forte do motor
Não há nada comparado a isto
Eu estou queimando até o caroço
O gás de escape paira no ar
A pressão do vento lanha meu rosto
Eu adoro dirigir e desafiar
Hoje à noite eu vou ser caçado

Guiando forte, guiando rápido
Velocidade máxima adiante
Ouça o estrondo do meu motor
As rodas girando sobre a estrada
Eu sou um punhado de poder
Veja meus aros brilharem
Viagem dura

Em rodas ardentes hoje à noite

Atirando pela escuridão
Entrando curva após curva
Os pistões estão batendo forte
Eu vou guiar até o fim
O crepúsculo chega lentamente
Como um chacal no ataque
Mas eu sei que devo continuar
Continuar e mostrar minhas costas

Guiando forte, guiando rápido
Velocidade máxima adiante
Ouça o estrondo do meu motor
As rodas girando sobre a estrada
Eu sou um punhado de poder
Veja meus aros brilharem
Viagem dura

Em rodas ardentes hoje à noite

Eu tenho que me libertar
Para viver do meu jeito esta noite
Eu não dou à mínima
Àquilo que você quer me obrigar
Vá se foder!!!

Merciless Game

The fruits of the earth are dried up in the sun
The children can't cry anymore
Desperate parents with lean empty hands
Their bodies are too weak, too sore
Fat bottomed breathers
Keep talking about hunger
And don't even know what it means
Under the cloak of pain charity
They feather their nest with your dreams

Cry for innocent children who die
An undignified death, it's a shame
Political power's more important than life
Let's stop this merciless game

Superfluous victuals piled up to the edge
The stocks are filled up to the sky
Millions of dollars for storage each year
And a nickel for people to die
We can't deny it's a shame
For our race
It's about time to begin
With a fight against poverty, distress and pain
To hesitate now is a sin

Cry for innocent children who die
An undignified death, it's a shame
Political power's more important than life
Let's stop this merciless game

Jogo Impiedoso

Os frutos da terra estão secos no sol
As crianças não podem chorar mais
Pais desesperados com as mãos vazias
Seus corpos estão fracos demais, muito doloridos
E os indivíduos de traseiros gordos
Continuam falando sobre fome
E sequer sabem o que isso significa
Sob o manto da dor, caridade
Eles forram seu ninho com seus sonhos

Chorar pelas crianças inocentes que morrem
Uma morte indigna, é uma vergonha
Poder político é mais importante que a vida
Vamos parar este jogo impiedoso

Mantimentos supérfluos empilhados até a borda
Os estoques estão cheios até o céu
Milhões de dólares para armazenamento todo ano
E um tostão para as pessoas que morrem
Não podemos negar, isto é uma vergonha
Para a nossa raça
Já é hora de começarmos
A lutar contra a pobreza, sofrimento e dor
Hesitar agora é um crime

Chorar pelas crianças inocentes que morrem
Uma morte indigna, é uma vergonha
Poder político é mais importante que a vida
Vamos parar este jogo impiedoso




RUNNING WILD:
Rolf Kasparek – Vocais/Guitarra
Majk Moti – Guitarra
Stephan Boriss – Baixo
Hasche – Bateria

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 30 de setembro de 2012


0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Running Wild"

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

Top 10Top 10
Os mais influentes álbuns de Metal Tradicional

0 acessosTodas as matérias da seção Álbuns Traduzidos0 acessosTodas as matérias sobre "Running Wild"


AC/DCAC/DC
Prostitutas revelam as esquisitices de Phil Rudd

Liv Tyler & CiaLiv Tyler & Cia
Algumas das mais bonitas criações dos rockstars

Guns N RosesGuns N' Roses
Em vídeo, Axl trola Slash e Duff

5000 acessosCorey Taylor: Verdades sobre Joey Jordison e Jim Root5000 acessosCinema: o melhor e o pior dos rockstars em filmes5000 acessosTony Iommi: John Bonham quebrou a bateria de Bill Ward5000 acessosRegis Tadeu: depois de 40 anos, "Sabotage" ainda causa calafrios5000 acessosBrasil: criada a primeira guitarra em impressora 3D4454 acessosMegadeth: era hora de sair, diz Ellefson sobre Drover e Broderick

Sobre Fernando P. Silva

Fernando Silva é membro do Whiplash! e responsável pela seção de traduções. Colaborando com o site há mais de 5 anos, é quem organiza e revisa todas as traduções que são publicadas nesta seção, contando também com o auxílio de amigos e colaboradores do site. Eclético, curte desde o blues e um bom rock n' roll até o melhor do hard e do heavy, sendo o Metallica (até a eternidade) sua banda preferida. Correções de material postado anteriormente, críticas ou sugestões para novas traduções podem ser feitas através do contato direto com o autor. Email: fernandorep@hotmail.com.

Mais matérias de Fernando P. Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online