Maiuttica: Como foi o show de lançamento do novo álbum

Resenha - Maieuttica (Teatro Odisséia, RJ, 09/03/2014)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Swami Machado
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Tomarock e Brutal Alliance fizeram um evento maravilhoso no dia 09/03/14. Show de lançamento do CD: "Por Árduos Caminhos Até As Estrelas" da banda Maiuttica.

Rockstars: filhos de roqueiros seguindo os passos dos paisSlipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída

Também houve outras bandas convidadas no evento como:

Candelaria

Para começar à tarde/noite a Candelaria fez um show brutalmente lindo. A casa ainda não estava cheia, mas que conseguiu prestigiar eles não se arrependeu, apesar de estarem com um guitarrista a menos (que teve de se ausentar por problemas de saúde). A banda destruiu tudo, mesmo tocando apenas quatro músicas foi o bastante para o pessoal que curti Mosh representar.

Canilive

Como sempre uma aula de brutalidade em forma de som. Executaram suas músicas com total perfeição. Particularmente a banda mais bruta da noite. O mosh foi mais intenso, não parou um minuto se quer. Fora que eles surpreenderam todos com o cover de Sepultura que tirou todos do chão.

Folhas de Outono

Impecável, apesar de no inicio do show teve um pequeno problema com o baixo do Daniel deixando o inaudível durante a primeira música, Mas depois ficou perfeito. Parecia que você estava ouvindo o CD em 3D, toda energia, toda emoção, um show lindo.

Maieuttica

A banda mais esperada da noite, todos estava guardando o restinho de suas energias para gastar num mosh que não pararia até o final do show. Quando ele chamou o Felipe Chehuan para cantar duas músicas foi destruidor. Eles cantaram Abolição e Santuário Das Almas, o suficiente para destruir, o Stage Diving não parava um minuto. Como já tinha sido dito pelos próprios membros da banda que neste show seria gravado o webclip as câmeras não paravam de filmar o tempo todo. Deu para contar umas cinco câmeras filmando o show e o Mosh, mas provavelmente tinham mais.

Foi um show memorável, todos que foram não se arrependeram e tenho certeza que voltou pra casa de alma lava e a sensação de missão cumprida.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Maieuttica"


Rockstars: filhos de roqueiros seguindo os passos dos paisRockstars
Filhos de roqueiros seguindo os passos dos pais

Slipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saídaSlipknot
Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída

Lista: as dez melhores músicas para se ouvir na estradaLista
As dez melhores músicas para se ouvir na estrada

Motorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhiceInstagram: as fotos mais legais do perfil de James HetfieldNightwish: Por que a Anette foi tão criticada pelos fãs?Duff McKagan: "no começo do Velvet Revolver, não ganhávamos dinheiro suficiente"

Sobre Swami Machado

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336|adClio336