Blaze Bayley: como foi a apresentação em Conselheiro Lafaiete, MG

Resenha - Blaze Bayley (Conselheiro Lafaiete, MG, 06/12/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Gisela Cardoso
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Que Conselheiro Lafaiete vem se destacando no cenário do interior mineiro, isso todos nós já sabemos - e a evolução em suas produções é a prova disto. Desta vez, a Sabazim Produções, Minas Music e Confraria tiveram a honra de trazer o vocalista Blaze Bayley (ex-Iron Maiden) para a cidade. No dia 6 de dezembro, Blaze deu início a sua nova turnê brasileira e acústica, "Russian Holiday Tour 2013", em Lafaiete, contando com a participação dos músicos holandeses Thomas Zwijsen (violão) e Anne Bakker (violino).

Rock in Rio 2019: apenas 2 dias do festival estão com ingressos esgotadosDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury


Assim que a Confraria começou a encher, Thomas Zwijsen subiu ao palco para dar início ao show do Blaze. Com o seu violão e sua formação clássica, o músico executou alguns grandes clássicos do Iron Maiden - já da fase do Bruce Dickinson - como "Aces High", "Fear Of The Dark" e "Blood Brothers". Apesar de não ser muito convencional, o público agitou com o ótimo desempenho solo de Thomas, dando voz às canções do início ao fim.


Em seguida, a galera curtiu ainda mais quando a bela e talentosa violinista Anne Bakker subiu ao palco e se juntou ao Thomas. Foi realmente incrível a sintonia entre os dois músicos e o seu contato com o público. Os seus respectivos instrumentos e talentos encorpavam ainda mais as lendárias composições do Maiden, deixando todos ainda mais ansiosos pela chegada do Blaze.


De repente, após o belo aperitivo oferecido por Thomas e Anne, o esperado momento finalmente chegou: Blaze discretamente sobe ao palco e se junta aos holandeses. A galera entrou em delírio total já nos primeiros minutos da apresentação. Apesar de ser um show acústico, Blaze não poupou em sua clássica e teatral atuação no palco, o que engrandeceu ainda mais a sua performance.

Além dos clássicos de sua fase no Iron Maiden, como "Lord Of The Flies", "The Clansman", "Como estais Amigo", "Future Real" e "Man Of The Edge", Blaze também executou algumas faixas de sua carreira solo, como "Soundtrack Of My Life" (que por sinal é uma de suas melhores músicas) e "Russian Holiday" - nova faixa que dá título ao seu último EP, e seu desempenho ao vivo e acústico foi incrivelmente sem comentários, tratando-se de uma bela balada. E para deixar os amantes dos anos 1970 ainda mais loucos, Blaze executou uma versão para "Doctor, Doctor", do UFO.


No entanto, em meio à "Futureal", Anne Bakker teve que se retirar do palco, devido ao estandarte de seu violino que repentinamente se quebrou. A ausência de Anne nas canções seguintes foi notável. Porém, Thomas conseguiu cobrir a ausência da parceira de forma prática e profissional com o seu violão. Sendo assim, o show prosseguiu apenas com o Thomas e o Blaze até o final.


Também vale ressaltar a forte interação dos músicos com o público. Assim como o Thomas e a Anne, Blaze esbanjava simpatia. E o público, claro, retornava com mais aptidão. Em meio ao espetáculo, Blaze anunciou que atenderia todas as pessoas após o show, e foi dito e feito: Blaze só saiu da casa assim que atendeu todos os fãs com a mais boa vontade. Em outras palavras, o vocalista só foi embora quando o local ficou literalmente vazio.


Porém, após o acústico, a festa ainda não tinha acabado. A banda Jet Lag Project, oriunda de Ouro Branco, Minas Gerais, foi a responsável por encerrar o evento com um desempenho marcante. Formado por Tainã Iannini (vocal), Carlos Gustavo (guitarra), Erimar Monteiro (guitarra), Christopher Dias (baixo) e Acauã Iannini (bateria, backing vocals), o grupo executou clássicos do rock'n'roll, como "Whole Lotta Love" (Led Zeppelin), "Helter Skelter" (The Beatles) e "Back In Black" (AC/DC). Além disso, a banda também tocou suas composições próprias, como a já aclamada "In The Name Of Me".

Apesar da casa não ter lotado, quem foi realmente curtiu pra valer. E quem perdeu, perdeu! Mesmo com a chuva e os imprevistos, o desempenho de Blaze Bayley e seus músicos foi sensacional, e a recepção da galera, obviamente, foi à altura. Definitivamente, ficará para a história o início desta nova turnê do Blaze, devido ao seu exímio desempenho, à ótima receptividade e à uma produção impecável.


Para finalizar, vale lembrar que, ao longo dos anos, a Sabazim Produções trouxe grandes nomes do cenário nacional para Conselheiro Lafaiete, como Chakal, Witchhammer, Silent Cry, Nervosa e entre outros. Com o seu profissionalismo, Anderson Sabazinho (responsável pela produtora) sempre priorizou valorizar a cena regional e nacional, dando a oportunidade para o público do interior de prestigiar eventos de qualidade. Evoluindo cada vez mais, este ano a produção teve a chance de trazer atrações internacionais de peso, como o Skull Fist (Canadá) e Enforcer (Suécia). E agora, com a Minas Music e a Confraria, Lafaiete teve a chance de receber um dos mais lendários vocalistas do Heavy Metal mundial: Blaze Bayley, que certamente curtiu o início de sua tour brasileira, assim como o seu fiel e adorado público.

Confira a galeria de fotos completa acessando o seguinte link:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.481435648643702.10...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Blaze Bayley"Todas as matérias sobre "Iron Maiden"


Rock in Rio 2019: apenas 2 dias do festival estão com ingressos esgotadosBruce Dickinson: em vídeo, um review da autobiografiaIron Maiden: Nicko McBrain não usa pedal duplo pois já acha um difícil o bastanteIron Maiden: cinco versões do clássico "Hallowed Be Thy Name"Iron Maiden: Nicko McBrain toca bateria em banda tributo em Nashville; assistaBruce Dickinson: review da autobiografia Pra Que Serve Esse Botão?Iron Maiden: o brilhante e conceitual Seventh Son of a Seventh Son (vídeo)Vlog Rock: A saga de Charlotte, a prostituta do Iron MaidenCollectors Room: a controversa volta às raízes do Iron Maiden (vídeo)Iron Maiden: local do show diz que fã agrediu segurança antes de ser espancado

Iron Maiden: Dickinson relata em show que seguranças agrediram fã na plateia; vídeoIron Maiden
Dickinson relata em show que seguranças agrediram fã na plateia; vídeo

Iron Maiden: banda fecha parceria com cervejaria curitibana BodebrownIron Maiden
Banda fecha parceria com cervejaria curitibana Bodebrown

Rock in Rio 2019: Iron Maiden prefere tocar mais cedo, diz guitarrista do ScorpionsRock in Rio 2019
Iron Maiden prefere tocar mais cedo, diz guitarrista do Scorpions

Rock in Rio: festival explica por que o Iron Maiden toca antes do ScorpionsRock in Rio
Festival explica por que o Iron Maiden toca antes do Scorpions

Rock in Rio 2019: Iron Maiden abrirá para o Scorpions; veja horários de todos os showsRock in Rio 2019
Iron Maiden abrirá para o Scorpions; veja horários de todos os shows

System of a Down: a maior banda do planeta é o Iron MaidenSystem of a Down
"a maior banda do planeta é o Iron Maiden"

Bruce Dickinson: vocalistas que ele respeita e admiraBruce Dickinson
Vocalistas que ele respeita e admira

Spotify: as músicas de Metal mais ouvidas no BrasilSpotify
As músicas de Metal mais ouvidas no Brasil


Death On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie MercuryDeath On Two Legs
A declaração de ódio de Freddie Mercury

Rock Brasileiro: uma lista das 10 maiores bandasRock Brasileiro
Uma lista das 10 maiores bandas

Johnny Ramone: Não era bom abrir o show do Black SabbathJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Kiss: a mais longa e reveladora entrevista de Eric SingerSeparados no nascimento: Robert Plant e Patrícia PillarZZ Top: o que eles pensam sobre o Greta Van Fleet?Myles Kennedy: a diferença entre Slash e o Alter Bridge

Sobre Gisela Cardoso

Headbanger, Jornalista, Crítica de Metal, vocalista, instrumentista, anarco-comunista, vegetariana, apaixonada por Mitologia Nórdica e adoradora do Deus Metal. A música me move e as palavras constroem! @GisaGrind.

Mais matérias de Gisela Cardoso no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336