Gustavo Di Padua: Como foi o Workshop no Amapá

Resenha - Gustavo Di Padua (Centro de Convenções Azevedo Picanço, Macapá, 12/10/2013)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruno Blackened Monteiro
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Depois de Kiko Loureiro (ANGRA), Edu Ardanuy (DR. SIN) e Marcelo Barbosa (ALMAH), mais uma fera da guitarra aterrissou no Amapá: Gustavo Di Padua (ALMAH), que tem no currículo passagem por bandas como AQUARIA, GLORY OPERA e também um disco solo (The Stairs [2008]).

5000 acessosKirk Hammett: "Mustaine toca rápido e eu, melódico"5000 acessosOccult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecer

Quebrando limites e barreiras, o músico também já tocou com artistas como Maurício Matar, Sydnei Magal e Erasmo Carlos. Além desses trabalhos, Gustavo atua como produtor. Para saber mais, não deixe de conferir a entrevista com ele no Blog Olhar Alternativo e neste mesmo site.

A masterclass fez parte da programação Rock! Um Grito pela Vida, cujo objetivo foi arrecadar dinheiro e alimentos ao Instituto Joel Magalhães (IJOMA), que ajuda pessoas com câncer. No cast, além do workshop, ocorreram performances das bandas HIDRAH, VENNECY (que comemorou dois anos de formação) e um grupo de tributo a QUEEN, ANGRA e ANDRE MATOS.

Às 17:00h, Gustavo Di Padua sobe ao palco do Centro de Convenções Azevedo Picanço munido de sua Fender Stratocaster e fala algumas palavras inicias de agradecimento, emendando com uma música de seu disco solo. Na hora de tocar, Di Padua mostra feeling, pegada, energia e técnica. No quesito desempenho, mostra-se um grande entertainer.

Ainda na infância, Gustavo começou tocando flauta doce e depois passou a praticar no violão que pertencia ao pai. Com a ajuda de revistas de cifras, Di Padua começou a tirar suas primeiras músicas. Passar para a guitarra foi algo natural, segundo ele. Sobre a pirataria na indústria musical, Di Padua mantém um ponto de vista otimista: apesar dos fãs adquirirem grande parte do material pela internet, acredita que o fã tem vontade de comprar o disco, com encarte e tudo mais.

Sua entrada no ALMAH se deu por convite de Edu Falaschi. Ao discorrer sobre o assunto, mostrou-se satisfeito, tanto com suas bandas anteriores quanto com seus projetos atuais. Além de músico, Gustavo é produtor. Este trabalho surgiu pela necessidade de produzir seu próprio material, o que ajudou, e muito, a conseguir a sonoridade desejada às suas composições.

Pausa nas perguntas e o guitarrista apresenta a faixa Second Floor, de The Stairs. Após isso, ao ser questionado se já pensou em desistir de ser músico, Di Padua respondeu que não, que a música é a sua vida e seu orgulho e que, apesar das dificuldades (a principal, para ele, é a financeira), é gratificante e divertido. Os shows são tudo para o guitarrista, o palco é o lugar mais importante. A sensação de tocar para um público grande que gosta e acompanha o trabalho do artista ou banda é a “grande mágica” do show.

Com o tempo quase esgotando, Di Padua executa a última música do workshop, algo bem pesado e energético, completado por uma performance digna de um show completo. O tempo inteiro, o guitarrista foi atencioso, humilde e carismático, um exemplo para muitos músicos metidos a rockstars. Parabéns, Gustavo! Os metalheads amapaenses ficam no aguardo por sua volta com o ALMAH!

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Almah"

Edu FalaschiEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

CapasCapas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

Importando MetalImportando Metal
Músicos gringos que atuam ou já atuaram em bandas brasileiras

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Almah"


MetallicaMetallica
Kirk Hammet fala sobre Dave Mustaine e solos

Occult RockOccult Rock
Dez ótimas bandas fora o Ghost

Metallica, Guns, Slipknot, KissMetallica, Guns, Slipknot, Kiss
Tombos, erros e fatos engraçados

5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosFama: 5 bandas que são grandes no exterior e nem tanto no Brasil5000 acessosSteve Vai: as 10 melhores faixas de guitarra na opinião dele5000 acessosFotos de Infância: Lemmy Kilmister, do Motorhead5000 acessosJohnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o Guns5000 acessosHeavy Metal: as 10 melhores bandas de todos os tempos

Sobre Bruno Blackened Monteiro

Metalhead, Gamer, Otaku e Jornalista. Essas são as palavras que me descrevem melhor. Um jovem que faz de tudo para apoiar o Heavy Metal, seja através de resenhas, artigos, fotos, reportagens, entrevistas ou mesmo estando assiduamente nos shows apoiando e bangueando ao som das bandas. Amo o Metal desde os 16 anos e minhas vertentes favoritas são Thrash, Death e Power Metal. Também gosto de Gothic, Doom e Black Metal, mas o Thrash é o que me move! THRASH!

Mais matérias de Bruno Blackened Monteiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online