Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: linha fitness de produtos oficiais licenciados pela W A SportIron Maiden
Linha fitness de produtos oficiais licenciados pela W A Sport

Judas Priest: quando eles negaram música a Top Gun e apostaram em filme que fracassouJudas Priest
Quando eles negaram música a Top Gun e apostaram em filme que fracassou

Guns N' Roses: quando Donald Trump quis conhecer Axl Rose, o Trump do rockGuns N' Roses
Quando Donald Trump quis conhecer Axl Rose, o "Trump do rock"

Iron Maiden: Dua Lipa publica fotos nas redes usando camiseta da bandaIron Maiden
Dua Lipa publica fotos nas redes usando camiseta da banda

Van Halen: Yngwie Malmsteen explica que não era somente a técnicaVan Halen
Yngwie Malmsteen explica que não era somente a técnica

Ozzy Osbourne: Vinny Appice recusou oferta para ser baterista da banda do MadmanOzzy Osbourne
Vinny Appice recusou oferta para ser baterista da banda do Madman

GNR: banda que Duff tocava nos anos 1980 lançará disco em abril; confira capa e singleGNR
Banda que Duff tocava nos anos 1980 lançará disco em abril; confira capa e single

Lamb Of God: Chris Adler diz que saiu da banda por conta do ambiente tóxicoLamb Of God
Chris Adler diz que saiu da banda por conta do ambiente "tóxico"

AC/DC: quando jovem, Angus Young não gostava nem um pouco da escola e a evitavaAC/DC
Quando jovem, Angus Young não gostava nem um pouco da escola e a evitava

Black Sabbath: por que dificilmente teremos algo oficial com Dave Walker no vocalBlack Sabbath
Por que dificilmente teremos algo oficial com Dave Walker no vocal

Iron Maiden: Bruce diz não haver muito diálogo na bandaIron Maiden
Bruce diz não haver muito diálogo na banda

Steve Vai: guitarrista rasga elogios a Zakk Wylde, no pessoal e no profissionalSteve Vai
Guitarrista rasga elogios a Zakk Wylde, no pessoal e no profissional

AC/DC: Simon Wright não mantém contato com ex-companheiros (e não vê problema nisso)AC/DC
Simon Wright não mantém contato com ex-companheiros (e não vê problema nisso)

Anthrax: Benante considera participação em sitcom um dos maiores momentos da carreiraAnthrax
Benante considera participação em sitcom um dos maiores momentos da carreira

Iron Maiden: Dennis Stratton diz que guitarras gêmeas na banda foi ideia deleIron Maiden
Dennis Stratton diz que guitarras gêmeas na banda foi ideia dele


Stamp

Matanza: show apocalíptico no Circo Voador no Rio

Resenha - Matanza (Circo Voador, Rio de Janeiro, 20/05/2011)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Fernandes
Enviar Correções  

E o mundo não acabou. Embora para o rock brasileiro, dominado por coloridos e covers vergonhosos de clássicos gringos (vide Tico Santa Cruz destruindo AC/DC), fosse melhor que o apocalipse viesse no último sábado. Porém, no dia anterior, o MATANZA realizou um show que desse motivos para que a Humanidade continuasse a caminhar sobre este planeta esquecido.

A banda carioca é provavelmente hoje a maior do rock nacional, alternativa ou não. Caso discorde, responda sem pensar: qual outro grupo encheria o tradicional palco do Circo Voador, no bairro da Lapa no Rio de Janeiro, com cerca de três mil camisas pretas cantando suas músicas antes mesmo de subir ao palco?

publicidade

Antes disso, houve apresentações do Cabrones Sarnentos e da cascuda banda de Saravá Metal Gangrena Gasosa (sempre ótimos), entremeadas de apresentações da pin-up Sweetie Bird para os onanistas de plantão.

Quase às duas da manhã daquele que seria o dia do Juízo Final, Jimmy e seus asseclas (desfalcados do guitarrista e principal compositor Donida, que cansou de shows) subiram no palco do Circo. E não teve nem "boa noite" na entrada. Uma porrada com "Remédios Demais", seguida de "Ressaca Sem fim", e outras três emendadas uma na outra, sem pausas. Até começar a brincadeira de pega-pega entre um público ávido por dar um mosh empolgado com as canções e seguranças tentando impedir.

Quando um mais afoito quase brigou com a equipe do "apoio", houve a primeira interrupção do show, quando o gigantesco vocalista e sua voz de trovão (um pouco forçada para dar veracidade ao personagem Jimmy) recrimina a atitude... do público. Peraí, isso não é um show de rock? E shows de rock não podem mais ter mosh?

Mas o vocalista era a estrela da noite, muito bem assessorado pela guitarra rápida de Maurício Nogueira, e pela cozinha composta baixista China e o batera Jonas, o MATANZA misturou antigos sucessos com as novas do disco "Odiosa Natureza Humana". Inclusive, "Remédios Demais" abriu o show, e foi cantada pelo público do início ao fim, como outras do mesmo CD. Novamente pergunto: qual outra banda pode se dar ao luxo de ter praticamente todas as músicas de um trabalho recém-lançado cantadas por três mil pessoas?

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Por essas e outras, talvez o MATANZA nem seja mais uma banda de rock, e tenha se transformado numa empresa, numa marca, que vende um estilo de vida que nem seus integrantes consumam mais (Jimmy bebeu várias garrafas de água durante o show, e já deu várias entrevistas dizendo que não bebe mais, ou não tanto quanto se suporia pelas canções).

Mas nada disso importava para quem estava lá, curtindo, dançando na roda apertada pela lotação praticamente esgotada ou até mesmo impedido de dar mosh. Para o público, o que importava era uma luz negra no fim do túnel da colorida e bunda-mole do rock and roll nacional.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal