Matérias Mais Lidas

imagemMaiden faz homenagem a Eddie, do Stranger Things, que foi inspirado em tragédia real

imagemOs dez álbuns de Heavy Metal favoritos de Rob Halford, e os dez de qualquer gênero

imagemA prática mesquinha de bandas que Edu Falaschi considera "desrespeitoso com o fã"

imagem10 músicas dos Beatles das quais Paul McCartney não gostava

imagemRichard Fortus diz que Axl Rose danificou as cordas vocais

imagemQuando Dave Mustaine mostrou como tocar uma música do Metallica de forma mais pesada

imagemJoão Gordo diz que era um "bolsominion homofóbico" e explica motivo

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemLed Zeppelin: Crítica de George Harrison fez Jimmy Page compor "The Rain Song"

imagemMembros do Metallica ficaram deslumbrados com "Master Of Puppets" em "Stranger Things"

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemAerosmith: O pior e o melhor álbum da discografia segundo Joe Perry

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemO clássico dos Stones que foi escrito em um motel e não deixou Keith Richards satisfeito

imagemLíder do Behemoth mostra seu lado menos satânico e já chorou com música sobre Jesus


Finlandia 2022
Stamp

Living Colour: público de Belo Horizonte foi ao delírio

Resenha - Living Colour (Music Hall, Belo Horizonte, 18/10/2009)

Por Ricardo Bello
Fonte: Blog Revista de Cultura
Em 03/11/09

Em uma noite de domingo, dia 18, com várias opções de lazer para todo tipo de público, com direito a show de rock, drama, stand-up comedy no teatro e até partida de futebol, quem foi ao Music Hall assistir a apresentação do grupo Living Colour se divertiu bastante.

Vernon Reid, um dos maiores guitarristas da atualidade segundo as revistas especializadas, Corey Glover e sua turma fizeram o público pular e dançar com os antigos e novos sucessos da banda, que veio a Belo Horizonte pela primeira vez.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

A abertura do evento ficou por conta do mineiro Bauxita e o grupo Código B, que agradou bastante o público presente. Para quem não conhece a banda, eles tocam pop rock. Bauxita é um dos cantores mais versáteis do estilo e já está na estrada há algum tempo.

Após a apresentação da banda, no telão clipes variados foram exibidos enquanto a equipe ajustava os equipamentos do Living Colour.

Na platéia estavam músicos famosos como PJ, baixista do Jota Quest e Claudio David da banda Overdose. O guitarrista do Living Colour, Vernon Reid e Doug Wimbish, baixista, têm equipamentos de última geração. Ambos estavam com notebooks e uma infinidade de pedais no palco que fazem os efeitos usados durante as músicas do grupo.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A banda abriu o show com "Middle man" seguida por "Time´s up" e "Go Away". O público delirou com o solo de bateria de Will Calhoun, que teve direito a efeitos especiais das baquetas que tinham luzes acopladas. Outro momento inusitado, e para muitos inesquecível, foi o solo de Doug Wimbish. Ele literalmente desceu do palco e caminhou no meio da platéia sem parar de tocar. Os fãs deliraram e muitos aproveitaram a proximidade para tirar uma foto com o músico.Sucessos como " Elvis is Dead" , que teve a participação especial de Leandro Ferrari tocando gaita, " Papa was a Rolling Stone", "Cult of Personality" e o hit " Glamour Boys" foram cantados pela platéia que acompanhou Glover nos vocais.

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

A empolgação dos mineiros foi tamanha que por duas vezes o palco foi invadido por fãs, que rapidamente foram contidos pela equipe de seguranças, mas sem violência.

Ao final do evento, o Living Colour promoveu uma sessão de autógrafos para aqueles que compraram o novo cd que estava a venda no local. Uma apresentação memorável para o público de BH e certamente para a banda, que se despede do País e segue a turnê em outras partes do mundo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemTarja Turunen e Vernon Reid gravam Depeche Mode; veja clipe de "World In My Eyes"


Anos 90: 10 shows pouco comentados



Sobre Ricardo Bello

Ricardo Bello é jornalista,humorista e escritor. Mineiro de Belo Horizonte, nascido em 16/02/78, tem um livro publicado intitulado "Caçador de Celebridades" e colabora com o Whiplash.Net.

Mais matérias de Ricardo Bello.