RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemRolê aleatório: Geoff Tate e Rhapsody se divertem em aeroporto no aeroporto

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemMike Portnoy comprou "Piece Of Mind", do Maiden, em excursão escolar

imagemOs 10 maiores álbuns da história do grunge, em lista do Brave Words

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemEx-guitarrista do Megadeth não liga para Mustaine e diz que está "fazendo dinheiro para ele"

imagemQual era a opinião de Tony Iommi sobre Ozzy Osbourne solo e Randy Rhoads em 1984?

imagemPor que Lemmy odiava tocar "Ace of Spades" nos shows do Motörhead

imagemA medida extrema que Dio pensou em tomar por não curtir "Rainbow in the Dark"

imagemQuatro músicas de artistas brasileiros que citam Os Paralamas do Sucesso


Resenha - Angra (Lampião, Campinas, 11/04/2002)

Por Rafael Clemente
Postado em 11 de abril de 2002

Fotos por Ricardo Corsi

A casa reservada para o evento é o Lampião, trata-se de uma conhecida boate campineira que se preparou muito bem para receber os fãs do Angra. A acústica não era nem um pouco favorável, devido à arquitetura do salão; mas foi incrível ver como o som propagou-se com perfeição, tornando-se agradável e muito bem mixado tanto para o Angra quanto para o Vers’over, que abriu o espetáculo.

O Vers’over entra em cena com maturidade e responsabilidade mandando uma pancada para agrado geral, seguindo com composições próprias continuam erguendo o público. A banda de Bebedouro mostra suas raízes fazendo um cover dos Beatles, com Come Together sendo executada sem arranjos metalísticos, mas agradando à todos, que cantam o refrão em alto e bom som junto com a banda. Quase no final de sua apresentação tocam The Ripper, do Judas Priest. O destaque da banda fica por conta do guitarrista Gustavo Carmo, que detonou com seus riffs e solos matadores. Após o show perguntei pro Gustavo o significado do nome da banda; achei muito interessante, se quiserem saber visitem o site deles (www.versover.com.br).

Após o término do show de abertura, o público fica ansioso para ver e ouvir o Angra, causando um certo tumulto. Os organizadores pedem para os astros se apressarem, para acalmar os ânimos gerais.

O Angra começa com a famosa introdução In Excelsis, explodindo na seqüência com Nova Era, mostrando logo de cara o que vieram fazer. Ainda em êxtase, a galera pula com Acid Rain e Edu brinca puxando o coro. Como todos os fãs esperavam por versões das músicas antigas cantadas por Edu, o Angra não deixou por menos, começando com Angels Cry, muito bem cantada; o mesmo não se pode dizer de Carry On.

Rafael também mostra suas qualidades como vocalista, fazendo um solo violão/voz em Reaching Horizons, para felicidade geral ele volta logo para a guitarra. Realmente excitante foi ouvir Heroes of the Sand, numa versão bem diferente da original, muito mais cadenciada, perfeito!!!

Aquiles demonstra porque foi o escolhido de Paul Di’anno, tanto em seu Drum Solo como no fantástico contratempo de Millenium Sun. O "Garoto Prodígio" Felipe Andreoli também encara Kiko Loureiro num duelo, quem ganha é o público com um show de técnica e velocidade.

Realmente o Angra está muito bem servido em backing vocals, Rebirth foi tocada com uma verdadeira a capela composta por Rafael, Kiko e Felipe. Para fechar com chave de ouro esta excelente apresentação, nada menos que TheNumber Of The Beast em versão impecável.

Somos todos gratos ao Angra, por ser uma banda 100% brasileira mandando muito bem nos quatro cantos do mundo. Eles realmente mostraram para o público campineiro que merecem todos os prêmios que vem faturando.

SET LIST

1- IN EXCELSIS
2- NOVA ERA
3- ACID RAIN
4- ANGELS CRY
5- HEROES OF THE SAND
6- METAL ICARUS
7- MILLENIUM SUN
8- REACHING HORIZONS
9- MAKE BELIEVE
10- SOLO AQUILES
11- UNHOLY WARS
12- REBIRTH
13- JUDGEMENT DAY
14- URNG ALONE
15- NOTHING TO SAY
16- CARRY ON
17- THE NUMBER OF THE BEAST (IRON MAIDEN)

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Ricardo Confessori lança novo método de bateria e destrincha sucessos de Angra e Shaman

Covers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal