Resenha - Angra (Lampião, Campinas, 11/04/2002)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Clemente
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por Ricardo Corsi


A casa reservada para o evento é o Lampião, trata-se de uma conhecida boate campineira que se preparou muito bem para receber os fãs do Angra. A acústica não era nem um pouco favorável, devido à arquitetura do salão; mas foi incrível ver como o som propagou-se com perfeição, tornando-se agradável e muito bem mixado tanto para o Angra quanto para o Vers’over, que abriu o espetáculo.
4036 acessosAngra: Rafael Bittencourt reflete antes de se manifestar...5000 acessosIron Maiden: em 1985, show "secreto" com Adrian no vocal


O Vers’over entra em cena com maturidade e responsabilidade mandando uma pancada para agrado geral, seguindo com composições próprias continuam erguendo o público. A banda de Bebedouro mostra suas raízes fazendo um cover dos Beatles, com Come Together sendo executada sem arranjos metalísticos, mas agradando à todos, que cantam o refrão em alto e bom som junto com a banda. Quase no final de sua apresentação tocam The Ripper, do Judas Priest. O destaque da banda fica por conta do guitarrista Gustavo Carmo, que detonou com seus riffs e solos matadores. Após o show perguntei pro Gustavo o significado do nome da banda; achei muito interessante, se quiserem saber visitem o site deles (www.versover.com.br).


Após o término do show de abertura, o público fica ansioso para ver e ouvir o Angra, causando um certo tumulto. Os organizadores pedem para os astros se apressarem, para acalmar os ânimos gerais.

O Angra começa com a famosa introdução In Excelsis, explodindo na seqüência com Nova Era, mostrando logo de cara o que vieram fazer. Ainda em êxtase, a galera pula com Acid Rain e Edu brinca puxando o coro. Como todos os fãs esperavam por versões das músicas antigas cantadas por Edu, o Angra não deixou por menos, começando com Angels Cry, muito bem cantada; o mesmo não se pode dizer de Carry On.


Rafael também mostra suas qualidades como vocalista, fazendo um solo violão/voz em Reaching Horizons, para felicidade geral ele volta logo para a guitarra. Realmente excitante foi ouvir Heroes of the Sand, numa versão bem diferente da original, muito mais cadenciada, perfeito!!!

Aquiles demonstra porque foi o escolhido de Paul Di’anno, tanto em seu Drum Solo como no fantástico contratempo de Millenium Sun. O “Garoto Prodígio” Felipe Andreoli também encara Kiko Loureiro num duelo, quem ganha é o público com um show de técnica e velocidade.


Realmente o Angra está muito bem servido em backing vocals, Rebirth foi tocada com uma verdadeira a capela composta por Rafael, Kiko e Felipe. Para fechar com chave de ouro esta excelente apresentação, nada menos que TheNumber Of The Beast em versão impecável.

Somos todos gratos ao Angra, por ser uma banda 100% brasileira mandando muito bem nos quatro cantos do mundo. Eles realmente mostraram para o público campineiro que merecem todos os prêmios que vem faturando.


SET LIST

1- IN EXCELSIS
2- NOVA ERA
3- ACID RAIN
4- ANGELS CRY
5- HEROES OF THE SAND
6- METAL ICARUS
7- MILLENIUM SUN
8- REACHING HORIZONS
9- MAKE BELIEVE
10- SOLO AQUILES
11- UNHOLY WARS


12- REBIRTH
13- JUDGEMENT DAY
14- URNG ALONE
15- NOTHING TO SAY
16- CARRY ON
17- THE NUMBER OF THE BEAST (IRON MAIDEN)

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

AngraAngra
Rafael Bittencourt reflete antes de se manifestar...

721 acessosKiko Loureiro: vídeo completo de workshop online do guitarrista322 acessosRio Rock City: melhores introduções de baixo da atualidade0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Angra"

ViperViper
Resgatado registro da primeira apresentação

Guns N RosesGuns N' Roses
O brasileiro que quase assumiu a guitarra

Andre MatosAndre Matos
Blaze Bayley é uma lição de humildade para todos nós

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Iron MaidenIron Maiden
Em 1985, show "secreto" com Adrian no vocal

Jim CarreyJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

Collectors RoomCollectors Room
A imensa coleção do apresentador Vitão Bonesso

5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos5000 acessosSlipknot: Corey explica as nojentas desvantagens das máscaras5000 acessosPink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"5000 acessosTrues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha5000 acessosRock In Rio: Tominaga sempre confunde Metallica com Nirvana5000 acessosJoe Lynn Turner: "O Purple é uma espécie de Ian Gillan Band"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Rafael Clemente

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online