RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemMustaine tentou fazer hit radiofônico e acabou escrevendo a "música mais idiota" do Megadeth

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemOs 4 fatores determinantes que levaram Renato Russo a dependência química

imagemA opinião de Paul McCartney sobre a música dos Sex Pistols

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemOs 10 maiores vocalistas de heavy metal de todos os tempos, em lista do Ruthless Metal

imagemA opinião de Slash sobre Dave Mustaine e "Rust In Peace", clássico do Megadeth

imagemIron Maiden, RATM e Soundgarden são indicados ao Rock And Roll Hall Of Fame

imagemOmelete diz que heavy metal pertence agora à nova geração e não ao tiozão headbanger

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemPara John Lennon, os Beatles poderiam ter acontecido sem George e Ringo

imagemComo Tommy Lee e o Mötley Crüe ajudaram Axl Rose a escrever "November Rain"

imagemMike Portnoy escolhe os álbuns preferidos de sua adolescência


Stamp

Hammerfall: Grade cedeu duas vezes no show de São Paulo

Resenha - Hammerfall (DirecTV Music Hall, SP, 22/03/2001)

Por Rafael Clemente e Ricardo César
Postado em 22 de março de 2001

Delpht - Para começar

A banda brasileira Delpht começa seu show com uma paulada de heavy metal (dos mais tradicionais!), levantando o público. Na sequência, mostraram também (e com sucesso), seus riffs marcantes, ótimo sincronismo de baixo, bateria e samplers. Mesmo assim, como toda banda de abertura, fizeram o público sofrer com a grande variação na mixagem, não satisfazendo os ouvidos mais apurados.

Em alguns momentos, excessos de graves e agudos chegaram a "embolar" o som, mas no final, a banda saiu aplaudida pelo público - que merecidamente reconheceu seus esforços em proporcionar um heavy metal de qualidade.

O Incidente

Logo que acabou a apresentação do Delpht, o público começou a aclamar por Hammerfall. A empolgação foi tanta, que a grade que os separava do palco (espaço reservado para os seguranças e imprensa), cedeu, causando pânico geral. Foram 20 minutos de angústia; enquanto a equipe da casa tentava arrumar a grade.

O público ficava impaciente com a situação, mas a tensão foi controlada quando as caixas de som do recinto inflamaram-se tocando a maravilhosa "Lisbon" – cantada em coro por todos os presentes.

HammerFall – A atração

22:35hs – Começa o grande show com uma maravilhosa introdução para "Templars of Steel". A galera (é claro!) delira, a agitação é tamanha que a grade cede novamente no meio da música, mas a banda não pára, e a situação é contornada. Decepção no ponto culminante, antes do solo, onde o vocalista Joacin poupou sua voz. Bom, também não podemos exigir 100%, os caras estão em World Tour!!!

O show foi realmente excelente, os músicos não se cansaram em elogiar os fãs brazucas, e os paulistas provaram que são páreo duro quando o vocalista Joacin Cans registrou em um pequeno aparato, o recorde de volume da platéia, que berrou "Legacy of Kings" em incríveis 125,6 decibéis.

No meio da apresentação - como de costume, e como se tivesse algo à provar, Johansson debulha sua batera. Aliás, com a entrada dele na banda, deveria ter muito mais peso na bateria, relembrando o único e magnífico "Rising Force", mas não foi o que se viu. Johanson é muito mais uma jogada de marketing, e ficou devendo para seus fãs - que sabem de seu verdadeiro potencial.

As músicas que agitaram para valer o público foram: "Legend Reborn", "Home of the Brave", "Revenge", "Legacy of Kings" e "Hammerfall". No ponto culminate da apresenção, a banda fez a famosa troca de instrumentos, onde Oscar Dronjak (guitarrista) foi parar no vocal, cantando "Breaking the Law" - com a merecida perfeição. Que me desculpem os fãs de Rob Halford.

O som estava excelente em todos os cantos da casa. As tonalidades brilhantes, tornou um passeio pelo recinto muito interessante, foi possível sentir todos os ambientes. Posso afirmar que o público poderia se satisfazer perfeitamente, seja onde estivesse. Tudo isso, provou mais uma vez, que o Hammerfall sabe tratar os fãs como poucas bandas e executa suas músicas com muita propriedade ao vivo.

Set List
Templars of Steel
The Metal Age
Stronger than All
A Legend Reborn
Steel Meets Steel
At the End of the Rainbow
Drum Solo
Raise the Hammer
Home of the Brave
Revenge
The Way of the Warrior
Legacy of Kings
Renegade
Heeding the Call
Hammerfall
Breaking the Law (Judas Priest)

[an error occurred while processing this directive]

Mais Fotos

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps



Metal: blog elege o melhor de 2014 em cinco belas canções

Metal Sueco: em vídeo, canal elege bandas mais importantes

Baixista Magnus Rosén quase morre durante vôo rumo à América do Sul


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal