Nightwish: Show em Curitiba é prova de que não são apenas uma moda

Resenha - Nightwish (Studio 1250, Curitiba, 14/07/2000)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Antonio Pedro
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Fotos por Antonio Pedro

A noite começou com a apresentação da competentíssima banda curitibana Dragon Heart. Para a satisfação dos que já conhecem a banda (que tem um grande número de fãs no sul do país) e para a surpresa dos que (ainda!!) não os conheciam, o Dragon Heart entrou despejando power metal com a música "Arcadia Gates" cantada em coro pelos fãs que foram prestigia-los.

A noite estava extremamente fria, mas a banda não perdeu o embalo e executou na seqüência "Night Corsaries" seguida pelo magnífico cover de Grave Digger, "Rebellion", que impressiona devido à semelhança do vocal de Maurício Taborda (baixista) ao do vocalista Chris Boltendahl (vocal do Grave Digger).

Outros destaques da apresentação foram as músicas "Dynasty and Destiny", também bastante conhecida do público, além dos covers "Balls To The Wall" (Accept) que ganhou uma excelente interpretação de Marco Caporasso (guitarra) e, é claro, do auge do show, o cover de "Welcome to Dying" do Blind Guardian, banda que exerce grande influência no trabalho do Dragon Heart.

O review deste show não pode terminar sem que se comente a impressionante execução da bateria por Marcelo Caporasso que deixou boa parte do público literalmente de queixo caído pela sua técnica, velocidade e agressividade. Os backing vocals soaram perfeitos e o vocalista/guitarrista Eduardo Marques mostrou que pode-se fugir do clichê dos "vocalistas melódicos" dando às composições um clima mais épico com grande estilo.

A estrela da noite surgiu logo depois: O Nightwish entrou pra mostrar a que veio trazendo um instrumental bem trabalhado que se encaixa muito bem ao canto lírico da vocalista Tarja. Vocalista esta que, diga-se de passagem, tem uma presença de palco impressionante digna de grandes nomes do metal! É válido comentar sua movimentação no palco bem como sua grande simpatia que foi correspondida à altura pelos que estavam presentes.

Muitos esperavam uma má performance da banda devido ao curto período de existência do Nightwish além do frio que estava, literalmente, de matar! Tanto que Tarja teve alguns problemas com a voz antes do show chegando a preocupar a banda. Mas tais problemas não diminuíram em nada (exceto o tempo de show de aproximadamente 50 minutos) a performance no palco.

Além de Tarja, que não perdeu o pique em nenhum momento agitando o público como ninguém, outro destaque fica com o tecladista e mentor da banda Tuomas Holopainen que, mesmo detrás dos teclados, levantava o público que respondia aos seus comandos. Por falar em público, impressionou também a resposta deste a cada música que se iniciava já que conheciam boa parte das letras e o lotadíssimo Studio 1250 quase vinha abaixo todas as vezes que Tarja acenava pra galera.

É claro que a estrela da noite e boa parte dos méritos ficam com a vocalista. Além de muito bonita, tem um carisma muito grande e mostra que a inovação de uma mulher no vocal foi muito bem aceita pelo público metal. Também não poderia ser diferente. Execuções de destaque da noite foram "She Is My Sin", "The Kinslayer" e a elogiadíssima, até mesmo pelos que não curtem tanto o estilo da banda, "Wishmaster". As composições foram todas tocadas com técnica e precisão.

A organização do show, ao contrário do que foi visto em São Paulo, está de parabéns já que não houveram maiores confusões (eu mesmo achei que muita gente ia querer arriscar subir no palco como no show de Paul DiAnno). O local [Studio 1250] é bastante confortável e espaçoso permitindo uma boa visão do palco de onde quer que se esteja.

Com certeza essa banda finlandesa veio pra mostrar que não é apenas uma moda passageira, mas sim uma banda de categoria que conta com músicos qualificados e de grande estilo. Se o Nightwish continuar assim, em breve terá seu nome ao lado de bandas de respeito do cenário metálico mundial. A vocalista, o tecladista, o restante da banda e toda a produção do show estão de parabéns.

Mais fotos




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de ShowsTodas as matérias sobre "Nightwish"Todas as matérias sobre "DragonHeart"


Nightwish: mais informações sobre shows no Brasil em 2020

Nightwish: shows em duas cidades do Brasil são anunciados para 2020Nightwish
Shows em duas cidades do Brasil são anunciados para 2020

Nightwish: banda vem ao Brasil em 2020, com disco novoNightwish
Banda vem ao Brasil em 2020, com disco novo

Tarja Turunen: Carlinhos Brown participa de novo disco da cantoraTarja Turunen
Carlinhos Brown participa de novo disco da cantora

Nightwish: Jukka Nevalainen deixa definitivamente o posto de bateristaNightwish
Jukka Nevalainen deixa definitivamente o posto de baterista

Marko Hietala: músico faz estreia solo diversa e sólida

Como cantar grandes clássicos do Heavy MetalComo cantar grandes clássicos do Heavy Metal
Como cantar grandes clássicos do Heavy Metal

Symphonic Metal: As dez cantoras mais influentes e impressionantesSymphonic Metal
As dez cantoras mais influentes e impressionantes

Nightwish: Tarja não era fã de metal antes de entrar para a bandaNightwish
Tarja não era fã de metal antes de entrar para a banda


Ozzy Osbourne: Eu detesto a expressão Heavy Metal!Ozzy Osbourne
"Eu detesto a expressão Heavy Metal!"

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1982Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1982

Metal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempoMetal
101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo

Ozzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in RioSlayer: Kerry King explica como se deve balançar a cabeçaDébil Metal: quando os fãs assustam os ídolosDilma: aulas de motocicleta ao som de U2, AC/DC e Sabbath

Sobre Antonio Pedro

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.