Glenn Tipton: o que seu afastamento significa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar correções  |  Ver Acessos

Os detratores, tanto a ala mais conservadora quanto a mais progressista, gostariam que significasse o fim da 'besta que se recusa a morrer', ou para os mais chegados, do Heavy Metal.

Metallica: ouça apenas o baixo de Cliff Burton em clássicosAC/DC: A origem do nome da banda

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É claro que o afastamento de um mais icônicos e importantes guitarristas de uma das mais características bandas do gênero preocupa os amantes do gênero. Ainda mais se puxarmos pela memória a quantidade de ídolos que se foram nos últimos dez anos. E também não é o fim da banda. Um substituto já foi designado para as turnês e Tipton ainda será uma das mentes criativas do Judas Priest.

Mas calma, se você está torcendo para que o Heavy Metal acabe, ainda não é o fim do gênero, mas o fim de uma era, da era das grandes bandas vendedoras de discos, talvez o fim do grande estrelato em termos de música. Mesmo no mundo do pop está ficando difícil encontrar estrelas como existiam há pelo menos dez anos. Sinais dos tempos de uma mudança realizada pela própria indústria da música, vide grandes gravadoras, que deram um tiro no próprio pé ao forçar uma mudança de base tecnológica que quase a matou.

Mas por que digo com tanta certeza que o Metal ainda não morreu? Por que, na realidade, o Metal nunca precisou da indústria. A indústria é que se aproveitou dos momentos de realce do gênero, e é claro, algumas bandas também. O Metal sempre foi um movimento musical alternativo, daqueles que sobrevivem das rebarbas da indústria. Desde o seu nascimento em meados dos anos 1970, o gênero se caracterizou por ser fechado e auto-alimentado. Ou seja, os fãs mantém o gênero vivo por pura lealdade comprando camisetas, cds, ingressos de shows, revistas e todos os produtos que as bandas aprenderam a produzir para sobreviver. E os fãs de Metal são leais por toda a vida. Continuam, mesmo que em menor proporção, indo a shows, comprando discos e camisetas. Vide este aqui que vos fala.

Vocês podem perguntar, mas a venda de cds está caindo ano a ano. Sim, mas os cds de Metal ainda vendem bem, e a queda, se existe, é bem menos significativa. E, a grande maioria das bandas, grava seus trabalhos por selos alternativos que repassam uma parcela maior dos rendimentos aos artistas. E muitas, mas muitas bandas, estão se autoproduzindo. Dá mais trabalho, porém a banda tem o controle da sua verve criativa. Não está mais sob o controle dos grandes executivos.

"Ah, mas os grandes ídolos estão morrendo. Não há mais grandes bandas." Você pode argumentar. Sim, verdade, fatos da vida. Tudo o que é vivo nasce, cresce e morre como titio Engels falava. Infelizmente, também nossos ídolos, mas outros estão nascendo. E é isso que conta mais.

Uma outra vantagem do Metal é que ele se tornou um gênero verdadeiramente mundial. Nenhum outro gênero se aproveitou da globalização como o Metal. Há bandas de Metal em todo o mundo, literalmente. E por ironia, principalmente em países muçulmanos, onde se ele não é terminantemente proibido, é tolerado, como Irã e Indonésia.

Bandas novas surgem a cada minuto em todos os lugares. E muitas sobreviverão por algum tempo. É claro que em outros moldes. Menores talvez que os atuais. É possível que dentro de alguns anos não existam as megabandas como Iron Maiden, Metallica e Megadeth. Mas cito duas bandas de cabeça que mesmo pertencendo ao chamado metal extremo são bastante conhecidas e realizam turnês com ginásios lotados: Amon Amarth e Arch Enemy. Talvez o Metal não encha mais estádios em alguns anos, porém o que dizer dos festivais que existem no mundo inteiro? Pensou neles. São vários: Wacken, Hellfest, Monsters of Rock e muitos outros. Todos lotados. E só com bandas de Metal, da menor e mais desconhecida até as mais conhecidas.

É como o Ozzy disse uma vez:

"Enquanto houver um garoto aborrecido e chateado com mundo, o Metal continuará existindo."

Longa vida ao Metal!


Judas Priest - A doença de Glenn Tipton

Judas Priest: Glenn Tipton, com Parkinson, não participará mais de turnêsJudas Priest
Glenn Tipton, com Parkinson, não participará mais de turnês

Iron Maiden: Steve Harris fala sobre Glenn Tipton e aposentadoriaIron Maiden
Steve Harris fala sobre Glenn Tipton e aposentadoria

Judas Priest: Estamos felizes por Glenn Tipton, diz Rob HalfordJudas Priest
"Estamos felizes por Glenn Tipton", diz Rob Halford

Judas Priest: Ian Hill comenta a luta de Glenn Tipton contra a doençaJudas Priest
Ian Hill comenta a luta de Glenn Tipton contra a doença

Judas Priest: Glenn Tipton não aceitou truques para tocar ao vivoJudas Priest
Glenn Tipton não aceitou truques para tocar ao vivo

Judas Priest: Glenn Tipton se pronuncia sobre doençaJudas Priest
Glenn Tipton se pronuncia sobre doença

Judas Priest: Andy Sneap fará grande trabalho no lugar de Glenn TiptonJudas Priest
"Andy Sneap fará grande trabalho no lugar de Glenn Tipton"

Judas Priest: Rob Halford comenta sobre doença de Glenn TiptonJudas Priest
Rob Halford comenta sobre doença de Glenn Tipton

Judas Priest: Glenn Tipton sobe ao palco com a bandaJudas Priest
Glenn Tipton sobe ao palco com a banda

Todas as matérias sobre "Judas Priest - A doença de Glenn Tipton"




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Judas Priest - A doença de Glenn Tipton"Todas as matérias sobre "Judas Priest"Todas as matérias sobre "Glenn Tipton"


Metallica: ouça apenas o baixo de Cliff Burton em clássicosMetallica
Ouça apenas o baixo de Cliff Burton em clássicos

AC/DC: A origem do nome da bandaAC/DC
A origem do nome da banda


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor