Metallica: análise sob trincheiras

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rogério Loconte
Enviar correções  |  Ver Acessos

Há poucos meses de mais um aguardado disparo, o Metallica vem de gota em gota salivando a ansiedade dos fãs, liberando alguma de suas novas músicas via web sites e outros motores. Essa é a deixa que preciso para voltar nas antigas de maneira resumida, e destrinchar os emaranhados dos mais de 30 anos de carreira musical da banda em 3 fases emblemáticas.

Covers inusitados: COB tocando Britney? Shakira tocando ACDC?King Diamond: As opiniões do rei sobre Satanismo

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De cara um início avassalador nos primeiros anos da década de 80, um chute na cara de quem passasse na frente. Logo a seguir, a fase colossal de prestígio e reconhecimento mundial, por volta do começo dos anos 90, que não por acaso é considerada como o momento do ápice de sua hitória. Acreditava-se até que, tão logo suas guitarras cavassem mais fundo no planeta, o Metallica dominaria a Terra.

A partir dai, mais precisadamente por volta da segunda metade de 90, todo o contexto musical ligado a banda muda drasticamente de cenário. O resultado disso - uma polêmica e nova orientação sonora - pode sim ter sido decorrente de todo um redirecionamento universal a qual a própria música em si se submetia no momento - e que de tempos em tempos tende mesmo a se submeter para poder se recriar - o que ajuda a entender e classificar como sendo essa a fase de maior tiriça criativa, ainda que muito lucrativa, do Metallica. A fortuna então se torna um labirinto de intenções.

Arredondando para os idos de 2000, o mundo todo se depara com uma monstruosa engrenagem de nome Metallica, que por sua vez envolve grandes negócios de produtos, desde filmes e video game, até grandes festivais musicais. Desde então, em tudo o que é pedacinho de terra, a máquina Metallica continua a sacudir estruturas sobre cifras que não cabem mais no papel.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pois bem, em dias atuais e no que se refere ao aspecto musical da coisa - curiosamente o lance mais importante do negócio - a grandiosidade do Metallica não chega a tanto. Porém, mais recentemente a banda arrisca a respirar fora do labirinto que ela mesmo criou em torno de si mesma, numa tentativa um tanto nostálgica de resgatar sua própria música. Quem sabe bebendo em sua própria essência. E da forma como foi dito no começo, temos novidades chegando...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Metallica"


Metallica: Lars Ulrich explica sua falta de interesse em mostrar técnicaMetallica
Lars Ulrich explica sua falta de interesse em mostrar técnica

Metallica: em vídeo, uma análise geral de James HetfieldMetallica
Em vídeo, uma análise geral de James Hetfield


Covers inusitados: COB tocando Britney? Shakira tocando ACDC?Covers inusitados
COB tocando Britney? Shakira tocando ACDC?

King Diamond: As opiniões do rei sobre SatanismoKing Diamond
As opiniões do rei sobre Satanismo


Sobre Rogério Loconte

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280