Kiko Loureiro: novo guitarrista do Megadeth. E o Brasil com isso?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Don Roberto Muñoz, Fonte: megadeth.com
Enviar correções  |  Ver Acessos

Trinta anos depois, a galera roqueira que curte heavy metal desde o seu nascedouro, nos anos 80, pode festejar em altos brados: "A vitória tarda, mas naão falha!" Como assim? Só quem foi fã de heavy metal nesta década no Brasil sabe o quanto a mídia local denegriu o gênero musical. Mídia que inventou até um nome para rotular os adeptos do rock pesado: "metaleiro"...

Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesKrisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu me lembro, eu fui no primeiro Rock in Rio, eu via as pessoas nos olhando com cara de deboche, sarcásticos, isto quando não eram agressivos. Eu me lembro das incontáveis vezes que a polícia via um cabeludo na rua e já botava na parede. Hoje, isto pode parecer estranho, já que está tudo massificado, tempo onde basta usar uma guitarra e ter mil tatuagens que a banda é considerada "rock". Mas na época, anos 80, tinha que ser muito macho pra ser roqueiro.

O primeiro Rock in Rio teve a nata do heavy mundial - claro, faltou o DEF LEPPARD, mas o WHITESNAKE deu conta do recado. Por outro lado, cabe a dúvida: como um festival de Rock tem como atração alguém que participou da passeata contra a guitarra elétrica nos anos 60 como o sr GILBERTO GIL? Vergonhoso assistir o sr HERBERT VIANNA ridicularizar no palco, ou em entrevistas, o heavy metal e os seus fãs. Assombroso assistir na TV os repórteres da Rede Globo visitando a casa de um "metaleiro" para o público ver como era. Ou seja, nos transformaram em ETs de cabelos compridos. A imprensa daqui, com pouquíssimo conhecimento de causa, alertava o público para as loucuras demoníacas de OZZY OSBOURNE, do IRON MAIDEN. A gente assistia aquilo e não acreditava.

Na verdade, o heavy metal foi o grande diferencial dos anos 80 no mundo. Isso era novo! Isso era radical! E no Brasil, o pessoal da área estava ligado, e tentava fazer a sua parte, apesar das enormes dificuldades. Existiam várias bandas competentes - OVERDOSE, AZUL LIMAO, DORSAL ATLANTICA, TAURUS, ASTAROTH, VALHALA, ZONA ABISSAL, entre muitas outras. Não, o SEPULTURA não era a cereja do bolo, afinal, MOTORHEAD e SLAYER já tinham elevado ao máximo tal possibilidade no estilo. Mas a juventude brasileira não quis saber da legítima virilidade musical do heavy metal, e preferiu a BLITZ e o estilo de vida "Menino do Rio", filme nativo de 1981. Aí ficaram enfraquecidas todas as possibilidades do heavy ter espaço no cenário brasileiro. Espaço, vale lembrar, sempre aberto para o samba, entretanto, quase nunca para o blues, para citar outro tipo de música absurdamente deixada de lado nos trópicos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A vitória de Kiko Loureiro é a vitória de toda uma geração, roqueira, fiel às bandas preferidas, e que dava o sangue para existir de maneira honrada, mesmo que para isso tivesse que ficar na clandestinidade. Após o cinismo dos anos 90, onde OASIS, U2 e RED HOT CHILI PEPPERS eram consideradas bandas de rock e quando o METALLICA mostrou-se um equívoco, nos defrontamos no novo século com a desintegração do rock, fato escancarado com maestria no último Festival Lollapalooza ocorrido no final do mês passado no Brasil. Mas a galera heavy nada tem a com este tipo de coisas. Long Live Heavy Metal!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Megadeth"Todas as matérias sobre "Kiko Loureiro"Todas as matérias sobre "Angra"


Porrada: músicos que praticam ou já praticaram algum tipo de arte marcialPorrada
Músicos que praticam ou já praticaram algum tipo de arte marcial

Loudwire: dez reuniões inesquecíveis no palcoLoudwire
Dez reuniões inesquecíveis no palco


Separados no nascimento: Paul McCartney e Kiko do ChavesSeparados no nascimento
Paul McCartney e Kiko do Chaves

Krisiun: banda lista os 5 picos mais demoníacos do BrasilKrisiun
Banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil


Sobre Don Roberto Muñoz

Don Roberto Muñoz, escritor.
Rio-grandense farroupilha nascido em Porto Alegre.

Mais matérias de Don Roberto Muñoz no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280