Matérias Mais Lidas

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce DickinsonIron Maiden
A reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Megadeth: banda se pronuncia sobre vazamentos íntimos de David Ellefson e acusaçõesMegadeth
Banda se pronuncia sobre vazamentos íntimos de David Ellefson e acusações

Metallica: qual animal James Hetfield prefere caçar?Metallica
Qual animal James Hetfield prefere caçar?

Iron Maiden: Blaze Bayley quer que os fãs que o odeiam continuem o odiandoIron Maiden
Blaze Bayley quer que os fãs que o odeiam continuem o odiando

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo

Lista: 20 músicas de bandas de rock e metal que são mais antigas do que parecemLista
20 músicas de bandas de rock e metal que são mais antigas do que parecem

Gilby Clarke: Axl me disse aproveite seu último showGilby Clarke
Axl me disse "aproveite seu último show"

Judas Priest: Rob Halford publica meme de idosa brasileira gritando com vacinaJudas Priest
Rob Halford publica meme de idosa brasileira gritando com vacina

Edu Falaschi: Anunciadas datas de lançamento do álbum Vera Cruz e linha de produtosEdu Falaschi
Anunciadas datas de lançamento do álbum "Vera Cruz" e linha de produtos

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Amazon: seleção de CDs, vinis e livros de rock e metal com até 70% de descontoAmazon
Seleção de CDs, vinis e livros de rock e metal com até 70% de desconto


Arte Musical
Stamp
Edu Falaschi - Vera Cruz

Rock Progressivo: sobre a regressividade do gênero

Por Lucas Francis Ong
Fonte: Blog Além do Bla Blá Blá
Em 14/06/11

Amante do bom e velho rock progressivo, adoraria poder acompanhá-lo na cena atual. Mas a questão é: onde está o rock progressivo nos tempos atuais? Existir ele existe, mas qual a sua importância, qual a sua relevância? Por que essa impressão desoladora que remete ao clichê "nasci na época errada"?

Houve uma época na qual não apenas o rock, mas a música como um todo era mais valorizada. Não que hoje não seja, mas era uma valorização distinta, qualitativa. Em geral, parava-se para ouvir música, para degustar uma banda. Colocava-se o disco, apreciava-se a música com outro ouvido. A capa do álbum, o encarte, as letras, cada melodia, tudo podia ser utilizado, nada era descartável. Em um tempo sem as atuais redes de comunicação, podia-se apenas esperar ansiosamente a chegada de um álbum internacional, e comprar para ouvi-lo, após muito imaginar como seria. Por vezes, ouvia-se o álbum por um longo período sem ao menos tê-lo. Podia-se não apenas ficar surpreso com um álbum que era diferente do esperado, mas se decepcionar, quando a alta expectativa de um álbum que esteve na imaginação por tanto tempo, e de maneira tão intensa, não correspondia ao que era de fato ouvido.

De qualquer forma, o que eu ilustro é outro contato com a música, um contato muito mais cuidadoso, mais detalhista, onde nada escapa, e tudo pode ser utilizado. Era possível, muitas vezes, ter um álbum, enquanto expectativa, fantasia, sem ao menos tê-lo materialmente.

E ao ouvir a música, este mesmo cuidado permanecia. Nada escapava, e podia-se ouvir uma mesma música inúmeras vezes sem se cansar. Ainda mais após uma grande expectativa. A pouca disponibilidade e dificuldade de se adquirir novos álbuns e de se conhecer novas bandas, de certo modo, trazia uma vantagem, que era a alta valorização do que se fazia disponível. Cada informação do álbum, sua história, suas nuances, seus detalhes, seus erros, tudo era significativo e gerava interesse. E entre um lançamento e outro, havia um tempo livre fértil, que possibilitava este debruçar-se sobre a música de um modo demorado, interessado, e não apressado. E é neste cuidado diferencial que há a possibilidade do rock progressivo ser compreendido – e apreciado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quem gosta de rock progressivo não deve ter pressa. É uma música que ultrapassa a si mesma. Ela começa antes de começar e termina além de si. E é exatamente isto que a caracteriza como progressiva, e que os devotos apreciam. É uma música que não vai direto ao ponto, que não visa o fim, mas o meio, o caminho. O fechamento é um mero detalhe, se não nos atentarmos e apreciarmos tudo o que o precede. E geralmente é muita coisa. E não é a toa que geralmente temos músicas com longa duração, ou então uma música dividida em diversas faixas, tornando o álbum mais comercial e possibilitando um manuseio mais prático.

Este cuidado qualitativo, que uma vez fizera-se presente, hoje em dia parece estar cada vez mais raro. A música não é mais ouvida, é consumida. Se antes predominava um cuidado qualitativo, hoje predomina um cuidado quantitativo. A facilidade e conveniência dos meios de comunicação virtuais possibilitam que entremos em contato com uma infinidade de músicas, bandas, estilos, movimentos. Em um mês podemos entrar em contato com mais música do que podemos ouvir durante uma vida. Perde-se muito com este modo de entrar em contato com a música. Todo aquele cuidado qualitativo passa a ser supérfluo. A música é baixada rapidamente, não há tempo para imaginar ou fantasiar como será. O que é possível imaginar e esperar de algo que estará em suas mãos em apenas poucos segundos? E mais, se eu procuro saber mais de cada música, como álbum de origem, banda, integrantes, história da banda e tudo que um dia já foi valorizado, eu deixo de ouvir mais músicas. A escolha nos tempos atuais é pela quantidade, e não pela qualidade. Em tempos onde a tecnologia é tão rápida e eficaz, o espaço em branco da expectativa de não se ter o álbum pretendido inexiste. Se antes o contato com cada álbum era significativo e único, já que cada álbum era de certa forma especial e tinha uma história, a alta oferta e facilidade de se adquirir uma quantidade incomensurável de músicas através da técnica virtual, nos tempos atuais, nos afasta de uma forma cuidadosa de ouvir música. Por fim, não escutamos música, mas consumimos, tamanha a velocidade e fugacidade. Quanto mais consumimos, menos ouvimos. Escutamos música de uma forma distanciada. Perpassamos por tanta coisa, mas quase nada nos chega de uma forma significativa. Parece que o pouco de ontem era muito mais do que o muito de hoje.

Com isto podemos responder à pergunta inicial: o rock progressivo passa a fazer parte da cena underground. Quem tem tempo de ouvir uma suíte de mais de 25min de modo distanciado e apressado? Mais fácil recorrer ao apelo pop de músicas rápidas, uniformes, e em geral com 3min de duração. A crise não é da música, mas chega a ela de modo arrebatador, e parece englobar todas as esferas da vida humana: o consumo de informações, o modo de educar, as relações humanas... e o contato com a música não é diferente. Vivemos numa avidez por músicas novas, por novos grupos, por novas bandas, por novos conceitos, e após descobrirmos, voltamos à busca sem o mínimo cuidado em explorar o recém-descoberto. O novo torna-se obsoleto rapidamente. Não é preciso conhecê-lo, basta descobri-lo. O descobrir implica conhecer? Talvez. Mas é um conhecer fugaz, distanciado, superficial. O meio, o caminho, é um mero detalhe dispensável. O fim que é o importante. Atualmente medimos a qualidade de algo por sua funcionalidade. E não podemos negar que uma música de 3min funciona melhor do que uma de 15min, considerando que o que é visado é o consumo, um cuidado quantitativo, e não um conhecer cuidadoso que apreende as nuances e os detalhes. Na geração do MP3, cada vez mais pessoas tem dificuldade de ouvir uma música inteira. O rock progressivo torna-se incompatível com a rapidez do mundo moderno.

Não é acaso que as grandes músicas deste estilo encontram-se inertes décadas atrás. Parecemos voltar no tempo ao ouvi-las. E de fato, se ouvimos com cuidado, com um ouvido que demora, que se aproxima da música, ouvimos música como antigamente. Voltamos no tempo realmente.

"Nothing he's got he really needs
Twenty first century schizoid man"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
MOPD
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Pink Floyd: Seus 6 maiores shows em todos os tempos, pela Far Out MagazinePink Floyd
Seus 6 maiores shows em todos os tempos, pela Far Out Magazine

Champions League do Rock: bandas de Manchester e Londres, cidades dos clubes finalistasChampions League do Rock
Bandas de Manchester e Londres, cidades dos clubes finalistas

Pink Floyd: Suas 50 maiores músicas, segundo a MojoPink Floyd
Suas 50 maiores músicas, segundo a Mojo

Rock e metal: 5 álbuns de destaque que estão sendo lançados nesta sexta (30)Rock e metal
5 álbuns de destaque que estão sendo lançados nesta sexta (30)

Lista: 20 grandes bandas de rock e heavy metal que surgiram em LondresLista
20 grandes bandas de rock e heavy metal que surgiram em Londres

Inesquecíveis: 20 músicas que marcaram os anos 1990 - Parte 3Inesquecíveis
20 músicas que marcaram os anos 1990 - Parte 3

Roger Waters: pedindo junto de vários artistas que EUA não faça acordos com BolsonaroRoger Waters
Pedindo junto de vários artistas que EUA não faça acordos com Bolsonaro

Pink Floyd: em vídeo, os três solos mais épicos de David GilmourPink Floyd
Em vídeo, os três solos mais épicos de David Gilmour

Roger Waters: aos 77 anos, músico diz que sua próxima turnê pode ser a últimaRoger Waters
Aos 77 anos, músico diz que sua próxima turnê pode ser a última

Nick Mason e Brian Johnson: andando no carro que financiou turnê do Pink FloydNick Mason e Brian Johnson
Andando no carro que financiou turnê do Pink Floyd

Pink Floyd: Google Maps mostra etapas de construção da casa de David GilmourPink Floyd
Google Maps mostra etapas de construção da casa de David Gilmour

Pink Floyd: as seis músicas da banda que David Gilmour mais gostaPink Floyd
As seis músicas da banda que David Gilmour mais gosta

Pink Floyd: por que o som deles ficou tão associado a ficar chapado? Waters comentaPink Floyd
Por que o som deles ficou tão associado a ficar chapado? Waters comenta

Rock Till You Drop: Os piores álbuns de Alice Cooper, Pink Floyd e The Who (vídeo)

Rodrigo Flausino: em novo vídeo, a relação entre Chaves e o rock and rollRodrigo Flausino
Em novo vídeo, a relação entre Chaves e o rock and roll


Ultimate Classic Rock: os 100 maiores clássicos do rockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

Guns N' Roses: a magia de tocar Pink Floyd com um gênio como SlashGuns N' Roses
A magia de tocar Pink Floyd com um gênio como Slash

David Gilmour: Não há espaço para o Pink Floyd em meu futuroDavid Gilmour
"Não há espaço para o Pink Floyd em meu futuro"


Iron Maiden: Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo HorizonteIron Maiden
Fã em cadeira de rodas emociona Bruce em Belo Horizonte

Dead Fish: A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo FacebookDead Fish
A proposta mais indecente que a banda já recebeu pelo Facebook