Rock em Análise: roqueiros também curtem o Natal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fábio Cavalcanti, Fonte: Rock em Análise, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Período de Natal, o bom e velho clima de festa e alegria - legítima ou não - está no ar... E apesar de quase todo mundo conhecer aquelas velhas canções tradicionais natalinas, creio que os mais leigos no grande universo do rock não descobriram algumas pérolas natalinas lançadas por artistas diversos de rock. De álbuns a músicas isoladas, os roqueiros mostram que também sabem curtir o Natal!

Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeAxl Rose: Texto analisa rivalidade com Kurt Cobain

Começo citando uma divertida e pequena obra prima: "A Twisted Christmas", da banda de hard 'farofa' Twisted Sister. Sim, meus caros, chamo de "obra prima", pois o álbum é realmente excelente! Impossível não se divertir com a versão da banda para "Deck The Halls", e com a inspiradíssima letra de "Heavy Metal Christmas". Se você não curte hard rock... bem, confira de qualquer forma!

Para quem não resiste a algo mais dançante e retrô, recomendo "We Three Kings", da banda de psychobilly Reverend Horton Heat, assim como "Christmas Comes Alive!", da Brian Setzer Orchestra. Vista sua roupa de Papai Noel, e comece a dançar...

Aprecia um bom 'southern rock'? Ouça sem medo o alto astral e subestimado "Christmas Time Again", do Lynyrd Skynyrd. Aí está uma pequena pérola que te fará estampar um sorriso no rosto, ao mesmo tempo em que te levará a uma inevitável pergunta: onde foi parar o velho rock 'n' roll agitado do Skynyrd nos últimos 15 anos?

No lado mais alternativo do rock, a banda indie Weezer lançou um curioso EP intitulado "Christmas with Weezer". Ao longo daqueles 13 minutos de "rock fofinho", garanto que, pelo menos a comovente versão para "O Holy Night" conseguirá arrancar algumas lágrimas dos seus olhos.

No pop/rock temos inúmeros exemplos, mas fico com o peculiar álbum "Home for Christmas", de Sheryl Crow. Um pouco mais 'soul' e menos 'rocker' do que alguns dos seus primeiros trabalhos, mas ainda assim bastante competente!

Por fim, mas não menos importante, vale dar uma conferida na investida natalina do mestre do folk rock Bob Dylan, intitulada "Christmas in the Heart".

Quanto a músicas "soltas", aqui vão algumas recomendações:

Run Rudolph Run (Chuck Berry)
Merry Xmas Everybody (Slade)
Mistress for Christmas (AC/DC)
Little Drummer Boy (Joan Jett & the Blackhearts)
Peace On Earth (David Bowie, participação de Bing Crosby)
It's Christmas Time (Status Quo)
Christmas Time, Don't Let The Bells End (The Darkness)
Christmas Is Here (Buckcherry)
Back Door Santa (The Black Crowes)
Merry Christmas, I Don't Want to Fight Tonight (Ramones)
Don't Believe in Christmas (The Sonics)

Faixa bônus: "Papai Noel Filho da Puta" (Garotos Podres)

Então, caros visitantes, aí estão algumas dicas. Entrem no clima do Natal, e apreciem este agradável momento ao som do bom e velho rock 'n' roll! Se lembrarem de algo interessante que não foi citado na matéria, podem acrescentar na parte de comentários. Feliz Natal!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Natal"


Heavy Metal: dez melhores canções natalinas do gêneroHeavy Metal
Dez melhores canções natalinas do gênero

Metallica: decoração de Natal com Enter SandmanMetallica
Decoração de Natal com "Enter Sandman"


Loudwire: as dez melhores bandas da era GrungeLoudwire
As dez melhores bandas da era Grunge

Axl Rose: Texto analisa rivalidade com Kurt CobainAxl Rose
Texto analisa rivalidade com Kurt Cobain


Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

adClioIL