Judas Priest: Ex-baterista David Holland é condenado à prisão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar Correções  

David Holland (ex-JUDAS PRIEST) foi condenado por um júri composto de sete mulheres e cinco homens. nesta sexta-feira (13/02) a oito anos de prisão por ter cometido abuso sexual contra um ex-aluno em 2002, que na ocasião contava com apenas 17 anos de idade.

publicidade

O rapaz, cujo nome está sendo preservado, têm diversos problemas de relacionamento e dificuldade de aprendizagem, e seus pais resolveram incentivá-lo a tocar bateria como uma forma de aumentar sua "auto-estima"; entretanto, algum tempo após o início das aulas (entre junho e dezembro de 2002), notaram que ele se tornara extremamente agressivo e violento, com isto acabando por suspeitar de Dave, que após uma certa investigação, acabou sendo apontado como culpado de manter relações homossexuais com o garoto (o baterista confessou recentemente que é bissexual).

publicidade

O baterista, de 55 anos de idade, além do JUDAS PRIEST, participou do TRAPEZE, ao lado de Glenn Hughes, e de um trabalho solo de Tony Iommi (BLACK SABBATH) de 1996, que até hoje permanece inédito oficialmente, mas que é bastante conhecido pelos fãs através do bootleg "8th Star".

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin