Ozzy Osbourne: Sharon conta como o madman quase a estrangulou

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Rockwave
Enviar Correções  

Sharon Osbourne disse que se tivesse uma arma teria atirado em seu marido, Ozzy Osbourne, quando ele tentou estrangulá-la, décadas atrás. A confissão foi feita em 2004 quando Sharon, emocionada, entrevistou detentas de uma prisão só para mulheres que haviam sido condenadas por matar namorados e maridos violentos. "Ozzy estava bebendo e estava tomando drogas e chegou em um ponto em que ele ficou violento comigo e quase me estrangulou até a morte. Aí, eu chamei a polícia", disse ela. "Ele é um presente que Deus me deu, mas se eu tivesse uma arma ao meu alcance, teria feito uso dela", confessou.

Metal Days: Ozzy Osbourne e seu emocional/apelativo novo álbum (vídeo)Fotos de Infância: Bon Scott, do AC/DC

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O caso se deu em 1989. Ozzy acabou preso sob acusações de tentativa de homicídio e, pro algum tempo, ficou impedido de se aproximar e de se comunicar com Sharon. Segundo ela, foi depois disso que a vida de Ozzy deu uma guinada.

"Dou graças a Deus por não ter uma arma. É por isso que sou tão contrária a armas ou facas ou qualquer coisa do tipo, porque eu sei que se eu tivesse uma provavelmente teria tentado me defender", disse Sharon.


Cli336x280