Frankie Banali chama Blackie Lawless de mágico

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: Pit Riff
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 26/10/04. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista de outubro de 2004 ao site Classic Metal, disponibilizada em áudio no PitRiff.com, Frankie Banali, baterista do QUIET RIOT falou a respeito do sumiço de seu nome nos créditos do trabalho de estúdio do WASP, “The Neon God Pt. I and II”.

1094 acessosHair Metal: dez álbuns que valem a pena5000 acessosRolling Stone: os 100 melhores álbuns dos anos 90

Logo após o término do álbum, Banali teve fortes desentendimentos com o líder do Wasp, Blackie Lawless, que retirou os créditos do batera do Quiet Riot na segunda parte no livreto do álbum.

Veja duas perguntas extraídas do áudio ou visite o site PitRiff e baixe a entrevista completa.

CLASSIC METAL — Apesar dos desentendimentos pessoais entre você e Black Lawless, você está orgulhoso de ter participado do álbum ‘The Neon God I e II’?

BANALI — Bem, veja só. Eu sempre disse que apesar de meus desentendimentos pessoais, sempre estive orgulhoso do que fiz no Wasp. Mas o que eu achei muito, mas muito interessante é que antes de haver qualquer problema entre mim e Blackie... você sabe, a arte e tudo já estava pronto para o álbum ‘The Neon God Pt. I’, e você verá que tenho créditos para a bateria e a percussão. Então, quando os problemas vieram à luz, houve uma espécie de campanha para tentar apagar o que fiz nesses dois álbuns. Eu não sei se é de seu conhecimento, mas no novo álbum, ‘The Demise – Neon God Pt. II’, meus crédito foram completamente apagados. Agora dizem que o atual baterista deles foi o responsável pela bateria neste álbum. Bem, se os fãs ouvirem o álbum, eles saberão a verdade. Tudo que posso dizer que posso dizer é que Blackie é o melhor mágico da face do planeta porque ele conseguiu fazer os créditos da bateria simplesmente desaparecerem”.

CLASSIC METAL — Sei que você disse estar orgulhoso de ter participado dos álbuns, mas isso tudo desagradou você demais?

BANALI — Não. Absolutamente não, porque as pessoas mudam de opinião sobre certas coisas, e elas têm mudanças no coração sobre certas coisas. Alguns encaram isso de um jeito profissional, e outras não. Enquanto você concorda com a música, isso pode me desagradar? Não, absolutamente não. Como poderia? Eu seria hipócrita em dizer que a música foi boa enquanto eu fiz parte dela, e então me virar e dizer que não era boa o suficiente porque eu não faço mais parte da banda. Meu problema é com a pessoa que e o modo como essa pessoa encarou as coisas”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1094 acessosHair Metal: dez álbuns que valem a pena452 acessosChris Holmes: ex-guitarrista do W.A.S.P. lança vídeo de "T.F.M.F."605 acessosWASP: banda cancela shows para focar em novo disco0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "W.A.S.P."

Anos 90Anos 90
Bandas de hard e metal que decepcionaram

Hard RockHard Rock
Alguns dos clipes mais clichê do gênero

Muito além da Tina TurnerMuito além da Tina Turner
Os filmes Mad Max e o Heavy Metal

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Quiet Riot"0 acessosTodas as matérias sobre "W.A.S.P."

Rolling StoneRolling Stone
Revista lista os 100 melhores álbuns dos anos 90

MMAMMA
Os lutadores que curtem Rock e Heavy Metal

Music RadarMusic Radar
Os maiores frontmen de todos os tempos

5000 acessosMotörhead: em 1995, Lemmy comenta versão do Sepultura5000 acessosMusos do Heavy Metal: Agora é a vez das garotas!5000 acessosMarilyn Manson: "Sou o monstro do Lago Ness! Sou o Bicho Papão!"5000 acessosPaul McCartney: um baita susto pregado por George Harrison5000 acessosPete Townshend: The Who quase foi o Led Zeppelin5000 acessosAC/DC: Angus Young eleito "maior ícone do rock" pela Kerrang!

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online