Vocal do Blind Guardian fala sobre novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Thiago Coutinho, Fonte: MetalAsylum.net
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/04/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Hansi Kürsch, vocalista do BLIND GUARDIAN, falou com o site MetalAsylum.net a respeito da sonoridade do novo álbum, cujo provável título será “Twist Of The Mist”. Confira, logo a seguir, os principais excertos do bate-papo:

1864 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?5000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn

MetalAsylum.com — A direção do novo álbum é mais orquestrada e voltada para vocais harmônicos como em “Night At The Opera” ou está mais parecido com “Imaginations From The Other Side” ou mesmo “Somewhere Far Beyond”?

Hansi Kürsch — Bem, o título de trabalho do álbum é ‘Twist Of The Mist’, temos ainda cinco semanas para a mixagem, tempo em que decidiremos o título do álbum. Eu o confundiria se dissesse que o álbum está mais na direção do 'Opera...' mas com menos orquestrações? [risos]. Então, você definitivamente ouvirá as raízes da banda, especialmente se já tem o single ‘Fly’ e, sobretudo, na faixa ‘Skalds And Shadows’, mas também há uma nova direção. Acho que incluímos todas as qualidades de todos os álbuns que já fizemos. É claro que nosso objetivo é o futuro, então este álbum não pode ser exatamente comparado com qualquer outro que já tenhamos feito antes. Todas as 12 faixas se diferem drasticamente e vão para direções distintas. Há uma seção mais tradicional, uma mais moderna e uma mais orquestrada. O trabalho é focado nas melodias, mas não tanto como em ‘Opera...’. Há toneladas de melodias na guitarra e desta vez tentamos nos focar mais nos vocais do que no ‘Opera...’ e removemos muitas daquelas camadas de backing vocals. O ‘Opera...’ foi um álbum muito confuso, desta vez a atitude continuou a mesma, mas baseada em linhas melódicas mais fortes e tocadas pela guitarra do Andre junto aos meus vocais. Acho que você pode sentir isso em ‘Fly’, que é um grande exemplo do que é o novo álbum.

MetalAsylum.com — O novo baterista, Frederik, chegou a contribuir no novo álbum?

Hansi Kürsch — Não houve chance desta vez, pois quando ele se juntou à banda, no último verão, tudo já estava composto. Ele chegou a colocar algumas idéias e arranjos de percussão, além dos elementos de flauta em 'Skalds And Shadows' e a gaita de fole para 'Carry the Blessed', 'Home' e 'Turn the Page'. Ele é um ótimo baterista, no mesmo nível do Thomen. Tivemos muita sorte em encontrar alguém deste nível, pois o Thomem era uma parte muito importante em dar forma ao som do BLIND GUARDIAN, além de ser um ótimo baterista.

MetalAsylum.com — O novo álbum é conceitual e, se é, qual parte da história “Fly” integra?

Hansi Kürsch — O álbum não tem um conceito individual, mas as faixas são inspiradas por contos de fantasia e tópicos a respeito. Há uma faixa chamada ‘Otherland’ que é baseada em um livro do mesmo nome. Há uma outra chamada ‘The Edge’ que fala sobre Paulo e sua relação com a criação de Cristo. ‘Carry The Blessed Home’ leva-nos de volta a Stephen Kin e o livro ‘The Dark Tower’, há uma outra chamada ‘Another Stranger Me’ que fala sobre uma pessoa esquizofrênica e também há uma sobre o Rei Arthur. ‘This Will Never End’ fala sobre um pintor francês e a morte de seu pai, e acho que agradará em cheio aos novos e velhos fãs do BLIND GUARDIAN, provavelmente a faixa mais forte no álbum todo. É uma faixa tipicamente Heavy Metal, que possui todos elementos da banda. Cada música tem a sua própria história e seria uma dor terrível conectá-las em uma só história.

MetalAsylum.com — Algum plano para cair na estrada com o DEMONS AND WIZARDS?

Hansi Kürsch — Não no momento. As agendas minhas e do Jon Schaffer são muito restritas. Uma vez que eu esteja de folga, Jon cairá na estrada com o ICED EARTH, então no momento isso é impossível. Mas se o ICED EARTH e o BLIND GUARDIAN pudessem sair em turnê juntos, seria uma boa possibilidade de fazermos isso e se pudermos, faremos. Apenas ajustar o tempo entre as duas bandas é difícil, mas nunca digo nunca.

Para ler a entrevista, em inglês, na íntegra, clique aqui.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Heavy MetalHeavy Metal
Dez grandes acústicas de bandas do gênero

1864 acessosBlind Guardian e Rhapsody: Como seria Hansi e Lione cantando juntos?241 acessosBlind Guardian: vídeo de "The Ninth Wave" do novo disco ao vivo789 acessosBlind Guardian: vídeo de "Prophecies" de novo disco ao vivo2101 acessosBlind Guardian: vídeo da faixa "Mirror Mirror" para o novo álbum0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Blind Guardian"

Metal AlemãoMetal Alemão
About.com elege as melhores bandas

Kai HansenKai Hansen
Escolhendo as dez maiores bandas de metal da Alemanha

Uma galáxia além do Iron MaidenUma galáxia além do Iron Maiden
As relações de Duna com o mundo musical

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Blind Guardian"

BurnnBurnn
Os maiores guitarristas Hard & Heavy da história

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Kiko LoureiroKiko Loureiro
Filha ajuda o guitarrista a aprender "Holy Wars"

5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs5000 acessosEdu Falaschi: fax com convite de seleção para o Iron Maiden5000 acessosBlind Guardian: Algumas verdades sobre Hansi Kürsch5000 acessosEm 19/03/1982: Randy Rhoads morre em um acidente de avião5000 acessosGhost: bem confortável com a ideia de não ser mais anônimos5000 acessosSlayer: maluco encara furacão na Flórida ao som da banda

Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online