Arch Enemy: técnica vocal e vegetarianismo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Rangel, Fonte: Angela Gossow @ MySpace
Enviar correções  |  Comentários  | 

A vocalista do ARCH ENEMY, Angela Gossow, postou o texto abaixo em sua página oficial do MySpace em julho de 2006:

4540 acessosBateristas: os doze melhores da atualidade no Metal e no Prog5000 acessosOzzy Osbourne: Sharon conta como o Madman tentou assassiná-la

“Eu recebo tantas mensagens maravilhosas todos os dias que é quase inacreditável. Peço desculpas, pois é impossível responder a todas elas. Então eu juntei as perguntas mais freqüentes e irei responde-las aqui de uma vez só:

P: O que são os “space cookies”?

Angela: “Eles são os meus doces favoritos na hora de dormir. O seu ingrediente principal é essa adorável planta verde chamada 'cannabis', na sua forma seca, processada. Eu recomendo muito o livro ‘Cannabis A History’, de Martin Booth. É literalmente comida para a mente. Mas lembre-se: tudo que você consume pode se tornar uma droga se você consumi-la demais. Comida, álcool, cigarro, qualquer coisa – e 'space cookies' também.”

P: Esta aqui é a VERDADEIRA Angela?

Angela: “Sim, sou eu de verdade. Seria muito assustador se qualquer outra pessoa no mundo tivesse as minhas fotos pessoais e pudesse responder todas essas perguntas.”

P: Quais são suas influências musicais, quais suas bandas favoritas?

Angela: “Eu sou uma 'headbanger'. Ponto final. Não existem 'esqueletos no meu armário', nenhum EMINEM ou BRITNEY SPEARS entre os meus CDs. É tudo puro metal: ARCH ENEMY, ASPHYX, AUTOPSY, ACCEPT, ARMAGEDDON, ANNIHILATOR, BOLTHTROWER, BLACK SABBATH, BEHEMOTH, CARNAGE, CANDLEMASS, CARCASS, CELTIC FROST, CORONER, DIMMU BORGIR, DISMEMBER, DEATH, DEICIDE, DARK ANGEL, DEATH ANGEL, DANKO JONES, EXODUS, EUCHARIST, ENTOMBED, EDGE OF SANITY, GRAVE, GOJIRA, HALFORD, IMMORTAL, INCUBUS, ILLDISPOSED, JUDAS PRIEST, KING DIAMOND, MASSACRE, MASSACRA, MEMENTO MORI, MALMSTEEN, METALLICA, MALEVOLENT CREATION, MERCIFUL FATE, MY DYING BRIDE, MORBID ANGEL, NEVERMORE, NUCLEAR ASSAULT, OVERKILL, OBITUARY, OLD MANS CHILD, PUNGENT STENCH, POSSESSED, PESTILENCE, PANTERA, QUEEN, QUEENSRYCHE, RAGE AGAINST THE MACHINE, RED HOT CHILI PEPPERS, SEPULTURA, SARCOFAGO, SADUS, SLAYER, SOLITUDE AETURNUS, SPIRITUAL BEGGARS, THE HAUNTED, TESTAMENT, TERRORIZER, UNLEASHED, VITAL REMAINS, VENOM, WARRIOR SOUL, WINTER. Apenas para nomear alguns.”

“Minhas influências, a música que eu amo. Os cantores que eu respeito: Chuck Schuldiner, John Tardy, David Vincent, Jeff Walker. Eles são brutais, porém fáceis de entender. Eles nunca tentaram soar como alguma outra pessoa. Esta é uma das minhas metas principais. As pessoas sempre tentam fazer comparações. Isso é horrível para mim.”

P: Você toca algum instrumento?

Angela: “Eu tocava flauta quando era criança e mais tarde eu mudei para o acordeão por uns quatro anos. Então entrei para o metal e peguei uma guitarra Stratos mais um pequeno amplificador Marshall ao mesmo tempo. Hoje eu toco numa ESP customizada, para canhotos. E eu comecei a fazer aulas de piano.”

P: Como você escreve as letras, onde você encontra inspiração? Você já teve algum bloqueio na hora de escrever?

Angela: “Eu leio muito. Esta é a minha principal fonte de inspiração. Quando eu tenho um bloqueio, eu mergulho em filmes e livros de poesia. Coisas fantásticas para poder roubar alguma coisa, hehehe... Um dicionário me ajuda muito a encontrar diferentes expressões para uma mesma palavra.”

P: Como você faz para deixar a sua voz soar desse jeito?

Angela: “Eu uso minhas cordas vocais em conjunto com o falsete. Isso que produz o som da minha voz. Eu NÃO uso nenhum “pitchshifter” (Nota do editor: afinador usado por alguns artistas) ou um harmonizador para criar meu som vocal. Eu não acho que seja possível criar um bom grito usando efeitos. Uma respiração abdominal controlada é necessária. Cordas vocais fortes e flexíveis e um freqüente treino também é necessário, se você quer sustentar a sua voz por longos períodos na turnê, etc...

O fluxo de ácido e cigarro são os piores inimigos da sua corda vocal. Quando sua garganta ou laringe começam a doer, isso é um mal sinal. Se você está na estrada, geralmente não é possível parar de gritar por uma semana ou duas. Tente não falar entre os shows para descansar a sua voz. Tenha certeza que não esteja comendo tarde, não beba álcool e evite comidas apimentadas. Seja gentil com a sua laringe inflamada. Viver uma vida chata por pouco tempo não é tão ruim do que cancelar um show. Eu aprendi isso da pior maneira. Uma boa introdução na técnica de gritar, aquecimentos e etc, é o DVD ‘The Zen Of Screaming’, da Melissa Cross (professora de canto que mantém um estúdio em Manhattan). Você pode pedir pelo site www.melissacross.com.”

P: O equipamento de CARCASS e do Michael.

Angela: “Sobre o CARCASS eu acho que esta é uma pergunta para o Michael, de verdade, assim como o equipamento que ele usa. No www.myspace.com/michaelamott está uma ilustração detalhada dos seus efeitos e equipamentos na seção de fotos.”

P: Qual a sua música favorita até agora do ARCH ENEMY?

Angela: “’Ravenous’.”

P: Eu estava apenas pensando no fato de que o Death Metal em geral é maravilhoso. Qual foi o seu motivo para começar a escutar esse tipo de metal? Foi uma banda ou apenas a atitude?

Angela: “Foi a energia contagiante e a agressividade. Encontrei uma estação de rádio da Inglaterra que tocava metal. Eu tinha uns 15 anos e nem sabia que isso era metal. Eu apenas sabia: este som está me dando força. Logo, eu descobri que existiam algumas pessoas que gostavam de SLAYER, TESTAMENT, MORBID ANGEL. Eles me deram vários LP’e fitas. E com 17 anos eu formei a minha primeira banda de metal.”

P: Sobre ser vegetariana:

Angela: “Eu não tenho problema nenhum com carnívoros desde que eles tenham consciência do que estão fazendo e escolham a carne ‘certa’, que é aquela por morte natural do animal ou comprar numa fazenda orgânica, onde os animais podem andar livremente e podem ter pelo menos uma vida sem crueldades. O problema é que a maioria das pessoas esqueceram de onde as carnes que comem vêm. De fato, a maioria das crianças não associam o seu bife e ou sanduíche à uma criatura que uma vez já foi viva. Se todos pensassem um pouco e agissem com responsabilidade, não existiria uma indústria de carne com toda a sua maldade e danos ao sistema ecológico. É a indiferença da sociedade que cria esse terrível abuso e exploração dos animais.”

P: A sua música de introdução para os shows. Quem escreveu?

Angela: “Ela se chama ‘Summoning Of The Muse’, do DEAD CAN DANCE. O álbum se chama ‘Within The Realm Of A Dying Sun’.”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

BateristasBateristas
Os doze melhores da atualidade no Metal e no Prog

17 acessosEm 21/05/1999: Arch Enemy lança o álbum Burning Bridges742 acessosArch Enemy: confira o vídeo oficial da música "The Race"1465 acessosGuitarristas: em vídeo, o Top Ten do Metal Moderno0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Arch Enemy"

Angela GossowAngela Gossow
Adolescência conturbada, família, medos e planos

Arch EnemyArch Enemy
"Nos chamar de Death Metal não nos faz justiça!"

Angela GossowAngela Gossow
"A música me deu a liberdade que eu sempre quis!"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Arch Enemy"


The OsbournesThe Osbournes
Sharon conta como Ozzy tentou assassiná-la

RockstarsRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Jon Bon Jovi muito antes da fama

5000 acessosFotos de Infância: Pantera5000 acessosMetallica: por que Trujillo toca baixo com os dedos?5000 acessosAerosmith: Tyler acha que Kiss é banda de história em quadrinhos5000 acessosEvanescence: Ben Moody conta sua versão sobre saída5000 acessosPink Floyd: "Não vejo David Gilmour e Roger Waters juntos", diz Mason5000 acessosPaul Stanley: constrangendo a todos em comercial de café

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de agosto de 2014


Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online