Paul Masvidal relembra Chuck Schuldiner

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Juliano Komay, Fonte: Chaos Music Forum
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 12/08/06. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O fórum de música Caos Music, recentemente conduziu uma entrevista com o guitarrista Paul Masvidal, ex-DEATH/CYNIC. Alguns trechos à seguir:

5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19845000 acessosDuff McKagan: 3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaína

Chaos-Forum: O que você pode nos dizer a respeito de Chuck Schuldiner, como ser humano, compositor e companheiro de banda?

Masvidal: Ele era um apaixonado por sua música e seu trabalho. Ele era uma pessoa muito sensível e a vida foi muito intensa para ele. Suas músicas eram muitas vezes uma reflexão de sua personalidade. Ele encontrou um vocal e um estilo que era muito original. Eu me lembro dele como um pensador e interessado na beleza da música. Nós tivemos uma boa conexão como guitarristas.”

Chaos-Forum: Em um ponto de vista pessoal, como a morte de Chuck Schuldiner o afetou?

Masvidal: Eu soube de sua doença desde o começo e tinha noção de que seria terminal. Quando eu recebi a ligação dizendo que ele havia falecido, eu rezei pra que ele estivesse em paz. Entendi a morte dele como o fim de sua jornada. Ele viveu por pouco tempo, mas deixou um registro inesquecível de seu trabalho como artista. Da mesma maneira que sua morte fez parte de seu caminho, nós teremos nossa história também.

Chaos-Forum: Falemos do CYNIC. Gostaria que você comentasse as demos. Diga-nos sua opinião sobre as músicas, letras, sonoridade, etc. Sua primeira demo foi em 1988...

Masvidal: No início, a primeira demo tinha alguns riffs legais... Músicas sobre os direitos dos animais, abandono infantil e seres místicos em apenas três acordes energéticos. Nosso amigo Roger, fez uma excelente arte gráfica.

Masvidal: A demos de 89 era jovem e cuidadosa. Nós éramos crianças com grandes aspirações e as músicas refletiam nossa juventude como jovens músicos ‘nerds’ que pensavam demais. Foi mais thrash do que a demo de 88, mais precisa e com boas idéias. Outro amigo fez a arte dessa vez, que condiziam mais com as canções.

Masvidal: A demo de 90 causou maior repercussão. Nós estávamos encontrando nossa identidade e adicionando mais sensibilidade emocional à música. Canções metafóricas sobre os significados da prisão, aceitar quem nós somos e outros tópicos psicológicos. A banda estava realmente encontrando sua linguagem. Nosso amigo 'Wizard of Gore' fez a arte. Kelly Shaefer do ATHEIST fez os backing vocals na música 'Cruel Gentility'.

Masvidal: A demo de 91 foi o aquecimento para ‘Focus’ que foi lançado pela Roadrunner. Eu havia encontrado uma identidade lírica e estava imerso nessa linguagem. A banda estava muito mais precisa e séria sobre todos os detalhes. Estávamos levando tudo para um outro nível.

Chaos-Forum: Você mantém contato com Sean Malone e Jason Gobel?

Masvidal: Sim. Falei com Jason ainda hoje. Sean eu eu nos correspondemos por email, e conversamos acasionalmente.

Chaos-Forum: Já pensou em uma reunião do CYNIC?

Masvidal: Sim. E tenho pensado mais nisso atualmente.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Morte de Chuck Schuldiner

1262 acessosChuck Schuldiner finalmente dá a palavra1081 acessosChuck Schuldiner ainda precisa de ajuda1171 acessosChuck Billy fará doação a Chuck Schuldiner705 acessosCD do Death para ajudar Chuck Schuldiner1968 acessosMorre Chuck Schuldiner, do Death e Control Denied5000 acessosMorre Chuck Schuldiner, de câncer, aos 33 anos1526 acessosDigiorgio fala sobre morte de Chuck3850 acessosGuitarrista do Death relembra Chuck Schuldiner5000 acessosEm 13/12/2001: Chuck Schuldiner, do Death, morre por causa de um raro tumor cerebral4798 acessosChuck Schuldiner: mãe relembra seis anos da morte929 acessosDeath: demos chegarão à família de Chuck Schuldiner3814 acessosChuck Schuldiner: abaixo-assinado busca preservar memória2249 acessosDeath: uma petição para a ressurreição de Chuck Schuldiner0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de Chuck Schuldiner"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Morte de Chuck Schuldiner"0 acessosTodas as matérias sobre "Death"0 acessosTodas as matérias sobre "Cynic"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1984

Duff McKaganDuff McKagan
3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaína, e mais...

Legião UrbanaLegião Urbana
O dia em que Renato calou a plateia do Programa Livre

5000 acessosFotos de Infância: Pantera5000 acessosSeparados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker Spaniel5000 acessosPaula Fernandes: aos 19 anos ela ia em shows de Black Metal5000 acessosOzzy Osbourne: cruz feita com restos do World Trade Center5000 acessosTatuagens: Você vai se arrepender delas quando ficar velho?5000 acessosMusas: o calendário de beldades da Revolver Magazine

Sobre Juliano Komay

Nascido em Ponta Grossa, residindo atualmente em Curitiba, formado em Design Gráfico. É apaixonado por boa música desde o início de sua adolescência, quando ainda ouvia com alguns amigos bandas como Iron Maiden, Manowar, Cannibal Corpse. Divide seu tempo entre o trabalho, a música e o cinema, sua outra paixão.

Mais matérias de Juliano Komay no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online