Townshend: álbum solo e jam com Eddie Vedder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Billboard
Enviar Correções  

Pete Townshend já está bastante acostumado a tocar em grandes estádios quando está com THE WHO, mas antes dos shows ele satisfaz o seu lado mais calmo participando dos webcasts "In the Attic", apresentados por sua namorada, a cantora/ compositora Rachel Fuller. O programa já contou com a presença de nomes como RACONTEURS, FLAMING LIPS e MARTHA WAINWRIGHT e, esta semana, provavelmente terá a presença de Eddie Vedder, do PEARL JAM.

publicidade

"Ele anda falando muito ao telefone", diz Townshend ao site Billboard.com sobre o seu amigo de longa data, Vedder. "Em Seattle esperamos gravar uma participação no 'In the Attic' com ele, que está bastante ansioso por isso".

Townshend já usou o 'In the Attic' para tocar versões simplificadas de músicas do novo álbum do THE WHO, "Endless Wire", além de clássicos como "Blue, Red & Gray" e "Let's See Action". Ele também participou do que sua namorada Fuller chamou de "Attic Jams" [Jams do "Attic"] em casas de shows pequenas após os shows do THE WHO.

publicidade

"Fizemos uma no Joe's Pub [em Nova Iorque] com MARTHA WAINWRIGHT e outra na House of Blues [em Chicago] com ROSE HILL DRIVE e WILLY MASON. Willy é de arrasar. Uau! Ele é muito jovem, mas tem muita experiência. E também é um grande compositor. Portanto faremos alguns desses shows durante a próxima turnê. No momento isso é o que satisfaz o meu desejo de pegar uma guitarra acústica e tocar".

publicidade

Townshend admite que está reunindo material que não foi incluído no "Endless Wire" para usar em seu primeiro álbum solo desde "Psychoderelict", de 1993. "A maioria dessas músicas ou eu deixei de mostrar ao Roger [Daltrey, vocalista do The Who] ou ele não aprovou depois de ouvi-las. Juntas elas não fazem um álbum realmente poderoso, mas, uau, dá pra fazer um álbum bem interessante", diz. "Então eu posso realmente pensar na possibilidade de gravar um álbum solo. Mas eu só faria isso se pudesse divulgá-lo adequadamente".

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?

Meet & Greet: Como os roqueiros de verdade se comportamMeet & Greet
Como os roqueiros de verdade se comportam


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin