Free: "fãs tinham pena de Kossoff" diz Kirke

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: Contact Music
Enviar correções  |  Comentários  | 

Os integrantes do FREE acreditam que a banda acabou ainda nos anos setenta devido aos problemas com drogas de seu falecido guitarrista Paul Kossoff, apesar dos fãs terem pena do músico.

5000 acessosIron Maiden: como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?5000 acessosSlipknot: demônio avistado em fogo durante show?

Kossoff, que morreu de um ataque cardíaco causado pelas drogas em 1976, freqüentemente deixou os autores de “All Right Now” muito mal no palco com as suas performances esquisitas, prejudicadas pelas drogas.

O baterista Simon Kirke comentou: “A sensação de desespero era de arrasar. Um exemplo, entre muitos, foi no Royal Albert Hall [em Londres]. “Quando subimos no palco, a droga que ele tinha tomado começou a fazer efeito e ele passou todo o show tocando fora de ritmo. Poderíamos ter sido vaiados, mas foi como se a platéia estivesse lamentando conosco. Você não pode deixar que esse tipo de coisa aconteça com muita freqüência, e com a gente aconteceu muito. A batalha dele contra as drogas foi um pesadelo que acabou ajudando a acabar com a banda”.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Free"

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

Paul KossoffPaul Kossoff
Dor transmitida através das cordas da guitarra

Planet RockPlanet Rock
As quarenta maiores vozes da história do rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Free"


Iron MaidenIron Maiden
Como soa a voz de Bruce Dickinson isolada?

SlipknotSlipknot
Demônio avistado em fogo durante show?

Rob HalfordRob Halford
"Talvez eu seja o único vocalista gay de Metal!"

5000 acessosSimplicidade é para os falsos: o nome de banda mais complicado do mundo5000 acessosLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"5000 acessosShows e Festivais: 13 tipos de metalhead que você sempre encontra5000 acessosThrash Metal: os 10 álbuns essenciais dos anos 805000 acessosSammy Hagar: Eddie Van Halen é uma piada perto de Satriani?5000 acessosIron Maiden: The Number Of The Beast na Rolling Stone em 1982

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online