Músicos arrecadam para estátua de Bon Scott

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: TheAge.com.au, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/02/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site australiano TheAge.com.au informa: No dia 25 de fevereiro, domingo, alguns velhos companheiros de Bon Scott, além de bandas mais jovens que foram influenciadas por ele, farão um show no Claremont Showgrounds, na cidade de Perth, para arrecadar dinheiro para uma estátua em tamanho real do frontman, que será construída na cidade que ele escolheu para viver, Fremantle.

3080 acessosPhil Rudd: por que ele se recusa a fazer solos de bateria5000 acessosPlágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metal

Mas os fãs de Scott que não puderem atravessar o Nullarbor [grande área desértica da Austrália] poderão contribuir para a construção da estátua quando o ‘lar espiritual’ do AC/DC, Cherry, na rua AC/DC Lane, realizar seu próprio show beneficente a partir das 15h00 neste domingo com o THE ANGELS e o DEVILROCK FOUR.

“A primeira vez que eu encontrei Bon foi quando ele ainda era hippie — ele estava usando uma espécie de casaco longo e tocando flauta com a banda FRATERNITY”, disse John Brewster, do ANGELS. “Mas logo ele se tornou um dos melhores cantores de rock. Eu diria que ele está no mesmo nível de John Lennon e Paul Rodgers”, completou.

THE ANGELS foi uma boa contratação, pois eles assinaram com a gravadora Alberts por indicação dos produtores do AC/DC, Harry Vanda e George Young, após uma recomendação de Bon, Angus e Malcolm Young quando fizeram turnê juntos na Austrália do Sul.

E Scott foi o único vocalista que o THE ANGELS achou conveniente convidar para subir no palco, quando eles estavam no auge de sua popularidade. “Bon nos viu quando nos chamávamos KEYSTONE ANGELS (que era a banda de apoio de Chuck Berry em uma de suas turnês). Não éramos muito bons naquela época, mas parecia que ele gostava de nós e logo nos tornamos colegas de gravadora. Tocamos muitos shows juntos e eu conhecia o Bon muito bem. Eu lembro quando ele me disse, na van da turnê do AC/DC na cidade de Port Augusta, Austrália, que ele sabia que eles iriam se tornar uma das maiores bandas do mundo. Ele não estava sendo arrogante; ele disse que aquilo aconteceria porque ‘Nós temos Angus [Young, guitarrista]’”.

Leia mais (em inglês) no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Phil RuddPhil Rudd
Por que ele se recusa a fazer solos de bateria

1434 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify743 acessosAC/DC: a primeira vez com "Let There Be Rock"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

AC/DCAC/DC
Análise vocal de Bon Scott

ScorpionsScorpions
Axl/DC, uma coisa bem estranha, diz Rudolf Schenker

MotorheadMotorhead
Escolhido o nome de banda mais legal pela Spin

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"

Coincidência?Coincidência?
Riffs e trechos de músicas semelhantes no rock/metal

Pra convencerPra convencer
Dez álbuns de metal para quem não gosta de metal

Iron MaidenIron Maiden
Veja Bruce abandonando o palco em 1999

5000 acessosMas afinal... o que é rock progressivo?5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosThin Lizzy, Metallica: A história de "Whiskey in the Jar"5000 acessosHit Parader: Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista5000 acessosSem Ingresso: Paul McCartney é barrado em festa por "não ser VIP"5000 acessosMax Cavalera: "Os quatro Ramones ao lado no palco, olhando o nosso show"

Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online