Álbuns solo de Ian Gillan serão relançados

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por César Enéas Guerreiro, Fonte: The Highway Star, Tradução
Enviar Correções  

A Edsel Records (através da Demon) lançará uma seleção de sete álbuns do GILLAN e IAN GILLAN BAND em março e abril. Estes incluirão cinco que entraram nas paradas de sucesso, que foram originalmente lançados entre 1979 e 1982, inclusive o "Glory Road", que estreou a posição nº 3 e "Future Shock", que foi nº 2 nas paradas do Reino Unido. Juntos, os sete álbuns contêm oito singles que também estiveram nas paradas.

publicidade

A primeira leva de lançamentos da banda GILLAN chega às lojas em 2 de abril e inclui "Mr Universe" (1979), "Glory Road" (1980), "Future Shock" (1981) e "Double Trouble" (1981). Depois destes virão, em 7 de maio, o primeiro álbum solo de Ian, "Child In Time" (IAN GILLAN BAND, 1976), "Live At The Budokan" (IAN GILLAN BAND, 1977) e "Magic" (GILLAN, 1982). Todos os sete álbuns foram remasterizados digitalmente por Ray Staff ("Bohemian Rhapsody", "Physical Graffiti", CORRINE BAILEY RAE, DEEP PURPLE) e contará com faixas-bônus, gravações ao vivo e lados-B, além de gravações que não foram incluídas nos álbuns. O pacote de luxo terá fotos, letras, ‘memorabilia’ e algumas observações irônicas e divertidas da época escritas pelo próprio Ian Gillan.

publicidade

Gillan disse: "Já estava mais do que na hora!"

Estes álbuns contam com a participação de alguns parceiros de Ian, incluindo Janick Gers, Bernie Tormé, John McCoy, Colin Towns e Mick Underwood, além de incluírem clássicos de GILLAN como "Sleeping On The Job", "No Easy Way", "Trouble", "Mutually Assured Destruction", "New Orleans", "No Laughing In Heaven", "Nightmare", "Restless" e "Living For The City". Também há fabulosas versões ao vivo de clássicos do DEEP PURPLE, incluindo "Child In Time", "Smoke On The Water" e "Woman From Tokyo".

publicidade

Ian Gillan faz parte da realeza do rock e tornou-se uma respeitada autoridade do gênero. Ele foi o "Jesus Christ Superstar" original e — com o DEEP PURPLE — co-escreveu e cantou "Smoke on the Water" (uma das músicas mais populares de todos os tempos), entre dúzias de outros hits. Ele sempre fez música pela música, não para agradar a críticos, à indústria ou a quem quer que seja, parafraseando ele próprio. "É importante sair da ‘highway’ de vez em quando e seguir por caminhos mais interessantes", disse. Ele já cantou para dezenas de milhões de fãs e vendeu mais de cem milhões de discos. Até hoje ele compõe, grava e faz turnês com o mesmo entusiasmo, amor e dedicação de um garoto de 18 anos.

publicidade

Para ver a lista completa das faixas dos próximos relançamentos, visite o link abaixo.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre César Enéas Guerreiro

Nascido em 1970, formado em Letras pela USP e tradutor. Começou a gostar de metal em 1983, quando o KISS veio pela primeira vez ao Brasil. Depois vieram Iron, Scorpions, Twisted Sister... Sua paixão é a música extrema, principalmente a do Slayer e do inesquecível Death. Se encheu de orgulho quando ouviu o filho cantarolar "Smoke on the water, fire in the sky...".

Mais informações sobre César Enéas Guerreiro

Mais matérias de César Enéas Guerreiro no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin