Gorgoroth: "Eu sou pessoalmente contra o racismo!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Zeh, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O guitarrista Infernus - que atualmente se encontra envolvido na disputa contra seus ex-parceiros de banda sobre os direitos de uso do nome GORGOROTH - liberou a seguinte nota.

Red Hot Chili Peppers: Josh Klinghoffer fala à imprensa pela primeira vez desde saídaSolos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NME

"Recentemente há certos vis rumores e especulações em torno de mim. Quero de uma vez por todas deixar claro: eu sou pessoalmente contra o racismo, tanto em pensamento como na prática, e o GORGOROTH nunca divulgará o racismo enquanto eu estiver envolvido. Desde que veio à minha atenção que certos grupos anti-racistas noruegueses andam fazendo buscas no passado de um ex-companheiro de banda, eu sinto que devo deixar meu ponto de vista neste tema claro. Seria uma pena que qualquer outra ação desagradável de algum antigo membro da banda, qualquer atitude atitude pessoal, tivesse consequências negativas para a banda. Mas eu também irei entender e aceitar que as pessoas tenham uma forte reação a isto."

Infernus anunciou planos para "iniciar procedimentos legais" contra o vocalista Gaahl e o baixista King ov Hell sobre os direitos ao uso do nome do grupo. "Se tudo for como o planejado, o caso deverá ir à julgamento em Junho deste ano," de acordo com o anuncio no web site do guitarrista. "Infernus está considerando melhor não falar sobre o conflito em torno do nome da banda antes do julgamento, bem como sobre alegações e inverdades propagadas sobre ele.

"Nos ultimos meses Infernus estava ocupado viajando para encontrar os novos membros da banda e seu novo produtor, e ele também anda trabalhando no vindouro album ao vivo do GRIEGHALLEN, a ser lançado pela Regain Records. Alguns aspectos deste album ao vivo serão provavelmente uma surpresa aos fãs. O material para o próximo album do GORGOROTH feito por Infernus, 'Quantos Possund ad Satanitatem Trahunt', está terminado, e o que falta agora são arranjos e ensaios do material com Tomas Asklund (DISSECTION) e Frank Watkins (OBITUARY). Os ensaios começarão da forma como foram agendados, em Maio de 2008 no Monolith Studios, na Suécia. O objetivo é gravar a bateria neste estudio em Agosto de 2008, e usar o Estudio Laboratório 6 no Brasil (OPHIOLATRY/Fabio Sperandio) para a gravação das guitarras e baixo alguns meses depois."



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Gorgoroth"


LGBT: confira alguns músicos que não são heterossexuaisLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

Metal: em vídeo, 10 bandas satanistas de fatoMetal
Em vídeo, 10 bandas satanistas de fato


Red Hot Chili Peppers: Josh Klinghoffer fala à imprensa pela primeira vez desde saídaRed Hot Chili Peppers
Josh Klinghoffer fala à imprensa pela primeira vez desde saída

Solos de guitarra: lista dos 50 melhores segundo a NMESolos de guitarra
Lista dos 50 melhores segundo a NME


Sobre Zeh

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

adWhipDin adWhipDin